E o Galo? Atlético confirma hegemonia, vence o Cruzeiro e leva o tricampeonato mineiro

por Lucas Barbosa

Mais uma vez, o Galo ganhou! E, desta vez, com muita classe e categoria, batendo o Cruzeiro, por 3 a 1. Na tarde deste sábado (02), o Mineirão recebeu um grande espetáculo das torcidas, que terminou com o sorriso no rosto dos torcedores do Atlético.

E o Galo? Atlético mostra superioridade ao Cruzeiro e vence o tricampeonato mineiro
Foto: Pedro Souza/CAM

Favorito no duelo por possuir um elenco superior, o Alvinegro não deu brechas e, durante os 90 minutos, provou seu domínio e garantiu a hegemonia estadual. O tricampeonato dá, ao Atlético, seu 47º título mineiro, além de ser a quarta conquista nos últimos 120 dias.

Diferencial na qualidade

Bem treinado por Paulo Pezzolano, o Cruzeiro, apesar do placar elástico, ofereceu resistência ao rival, assim como no jogo da primeira fase. No primeiro tempo, o que se viu foi um jogo equilibrado, com trocação franca e chances distribuídas para os dois lados.

Contudo, Hulk chamou a responsabilidade e mostrou porque é considerado o melhor jogador do Brasil. Em jogada totalmente individual, o camisa 7 chutou de fora da área e marcou o primeiro do Galo, aos 31 minutos.

Daí em diante, o domínio atleticano se disseminou pra valer. Atrás no placar, a Raposa se mandou para o ataque e, apesar de conseguir algumas oportunidades, abriu muitos espaços para o rival na defesa. Foi num desses espaços que Nacho Fernández ampliou o marcador, aos 20 minutos da etapa final. Livre pela esquerda, o argentino dominou, limpou Romulo e fuzilou para as redes e fez o segundo.

Já desesperado nos minutos finais, o Cruzeiro cedeu o terceiro gol ao Atlético, após falha de Oliveira, que perdeu a bola e deixou Hulk sozinho no campo de ataque. Sem saída, Rafael Cabral cobrou pênalti e, claro, o atacante alvinegro converteu a cobrança.

Foto: Pedro Souza/CAM

Aos 45, depois de escanteio, Edu cabeceou para as redes, mas não havia tempo para mais nada. O placar final apontou 3 a 1. Melhor para a Massa.

Conquista histórica

Foi o primeiro tricampeonato estadual vencido pelo Atlético desde 1983. O título também serviu para reafirmar a hegemonia alvinegro dentro de Minas Gerais, enquanto mostrou para o Cruzeiro que existem esperanças para o renascimento, principalmente através de Ronaldo Fenômeno e a SAF.

ARTIGOS RELACIONADOS

Logo Preta

Destaques

PARCEIROS