22.8 C
Belo Horizonte
segunda-feira, 8 agosto 2022
Portal Mais MinasEconomiaPrefeitura de Ouro Branco faz campanha para receber nova fábrica da Heineken

Prefeitura de Ouro Branco faz campanha para receber nova fábrica da Heineken

A cervejaria Heineken desistiu de construir sua fábrica em Pedro Leopoldo, na região metropolitana de Belo Horizonte, e disse que vai anunciar, em breve, o local da nova sede, que será mantida em território mineiro.

Por meio de um comunicado enviado à imprensa nessa segunda-feira, 13 de dezembro, o grupo que comanda a marca disse que a decisão foi tomada após meses de diálogos e considerou “os diferentes entendimentos de órgãos envolvidos e da sociedade em geral, relacionados à proximidade do atual terreno com uma importante área de preservação ambiental e arqueológica da região”.

O projeto da fábrica da Heineken ficava a cerca de 800 metros da região da Lapa Vermelha, onde o crânio de Luzia, o fóssil humano mais antigo das Américas, foi descoberto, em 1975. 

Com isso, a Prefeitura de Ouro Branco iniciou uma campanha para a Heineken instalar a sua nova unidade na terra da batata. “Nossa equipe já fez contato com a empresa apresentando informações da cidade e os benefícios de ter uma fábrica em uma localização tão privilegiada, hospitaleira e claro, que adora Heineken”, disse a administração municipal através de suas redes sociais.

“Venha, Heineken, unir o útil ao agradável: Ouro Branco é o que há, Ouro Branco é o seu lugar!”, finaliza o comunicado da Prefeitura de Ouro Branco.

Foto: Instagram / Prefeitura de Ouro Branco

A cervejaria ainda não escolheu o terreno para construção da nova unidade, mas disse agradecer à comunidade de Pedro Leopoldo e anunciou que fará uma doação para preservação do sítio arqueológico onde seria instalado a nova unidade da Heineken.

“Somos profundamente gratos à comunidade de Pedro Leopoldo, que nos recebeu de braços abertos, e a todos os parceiros que se juntaram ao Grupo Heneken nesse grande projeto. Seguiremos juntos em Minas Gerais, vamos avaliar novas oportunidades dentro da área que ocupamos e, para essa comunidade que tanto nos acolheu, faremos uma doação em parceria com o Ministério Público para preservação do sítio arqueológico”, conclui.

Desistência de Pedro Leopoldo

Desde que foi anunciada, a construção da fábrica da Heineken em Pedro Leopoldo gerou críticas de órgãos ambientais. O ICM-Bio entrou na Justiça para interromper as obras, mas a empresa conseguiu autorização para retomar a construção.

Em outubro, o Ministério Público pediu que a licença de instalação fosse suspensa até que a viabilidade ambiental do projeto fosse comprovada. A Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), no entanto, não respondeu ao pedido. 

De acordo com promotores do MP, o empreendimento possui “potencial poluidor e pode causar impactos ao patrimônio arqueológico e espeleológico, bem como ao sistema hidrológico da região onde será implantado”. Além disso, segundo o Ministério Público, não houve consentimento do Instituto Estadual de Florestas (IEF) para operações na área.

Você pode gostar também:

RECENTES

Veja também sobre: