27.4 C
Belo Horizonte
segunda-feira, 30 janeiro 2023

Do América para o mundo: conheça a carreira de Richarlison, destaque do Brasil na Copa do Mundo

Se hoje o camisa 9 vive um momento de luxo, nem sempre foi assim, afinal, a trajetória do atacante é marcada por inúmeros episódios de luta.

Nas últimas horas, o nome mais comentado do Brasil, com certeza, foi Richarlison, que fez os dois gols da história da Seleção na estreia da Copa do Mundo, contra a Rússia. Se hoje o camisa 9 vive um momento de luxo, nem sempre foi assim, afinal, a trajetória do atacante é marcada por inúmeros episódios de luta.

Natural de Nova Venécia-ES, Richarlison nunca escondeu suas origens e sempre se orgulhou de onde veio. Prova disso, é  que hoje o atacante é embaixador e ajuda na manutenção do Nova Venécia FC, clube que representa a cidade e tem como presidente seu pai, Antônio Carlos Andrade. Impulsionado pelo Pombo, o clube fundado em 2021 teve crescimento meteórico no futebol capixaba e tem um promissor horizonte pela frente.

O início de Richarlison em Minas Gerais

Apesar de capixaba, o camisa 9 da Canarinho iniciou sua jornada em terras mineiras, na base do América, conhecida por revelar inúmeros jogadores importantes do futebol brasileiro, como Tostão, Fred e o lateral Danilo. O começo de Richarlison pelo time profissional foi meteórico. Com apenas 18 anos, em 2015, o centroavante estreou pela equipe principal do Coelho, mas parecia ser um veterano, visto a facilidade em lidar com pressão e mudança de categoria.

+ Goleadas e surpresas marcam primeira rodada da Copa do Mundo do Catar

Richarlison foi peça-chave para que o América subisse para a Série A naquele ano, demonstrando que seria um grande jogador. Apenas 24 jogos e 9 gols na segunda divisão foram necessários para que ele chamasse a atenção do Fluminense.

Richarlison pelo Coelho
Richarlison pelo Coelho – Foto: Reprodução/Richarlison

Destaque nas Laranjeiras

A passagem do Pombo pelo Fluminense também não foi longa. Mas isso só aconteceu porque o atleta teve ótimo rendimento com a camisa tricolor. Mesmo jogando aberto, devido à presença do ídolo Fred, a então promessa fez 68 partidas e marcou 24 vezes, despertando o carinho da torcida.

Richarlison atuou ao lado de Pedro no Flu
Richarlison atuou ao lado de Pedro no Flu – Foto: Nelson Chagas/Fluminense

“I speak english, my friend”

Richarlison também é conhecido por sua irreverência fora de campo, como a ‘dança do pombo’, sua comemoração característica e que o deu o tão falado apelido. Na última semana, o matador brasileiro voltou a protagonizar um episódio engraçado. Durante a entrevista coletiva, o atacante interrompeu o tradutor que realizava seu trabalho em pergunta de um jornalista britânico e dispensou a ação, avisando que falava inglês.

A habilidade do jogador de 25 anos com a língua estrangeira se deve a sua longa passagem pelo futebol inglês. Em 2017, Richarlison desembarcou no Watford, à época um time emergente na Premier League. Assim como em América e Fluminense, não sentiu o peso e teve uma rápida e bela passagem, que foi interrompida após proposta do Everton, time de maior porte na liga.

Nos Toffees, Richarlison permaneceu por quatro anos, e virou um ídolo da torcida. Com gols, disposição e até mesmo provocações ao rival Liverpool, ele foi o principal jogador do time por muitos anos, e ajudou a equipe a se salvar do rebaixamento na última temporada, de forma heróica.

O brilho fez o Tottenham, um dos mais importantes times da Inglaterra na atualidade, a realizar uma proposta para tirá-lo do Everton. Apesar de lesões, Richarlison tem tido um bom início como companheiro de Harry Kane e Heung-min Son.

Craque dentro e fora de campo

A postura de Richarlison enquanto cidadão também chama atenção. No futebol, é comum que a maioria dos jogadores se omita sobre os assuntos sociais, até mesmo pela posição distante dos problemas reais da população. No caso do novo ídolo da Canarinho, não é bem assim. Richarlison tem se envolvido, nos últimos anos, em várias causas importantes, como apoio às minorias, defesa da ciência, da pesquisa e das vacinas e lutado contra todo e qualquer tipo de preconceito.

Sua conduta progressista o faz ser muito querido e admirado por muitos brasileiros que se sentem órfãos de atletas com força representativa.

Nascido para a Seleção

Mesmo sempre tendo se saído bem, Richarlison nunca jogou pelos clubes o que entrega pelo Brasil. Sua conexão com a amarelinha assusta e faz parecer que nasceu para defender a seleção nacional. A todo momento, o jogador deixa claro que é sua missão fazer o máximo possível para honrar o símbolo que foi envergado por seus ídolos de infância, como Ronaldo e Adriano.

Richarlison comprou uma verdadeira briga com o Everton, em 2021, para que pudesse ir às Olimpíadas. E foi. No Japão, o então camisa 10 se mostrou fundamental para que a segunda medalha de ouro chegasse à galeria de taças da CBF. Mas ele quer mais. Richarlison quer que outro objetivo de ouro chegue ao Brasil: a taça da Copa do Mundo.

Em campo, Richarlison é a verdadeira representação de um brasileiro de verdade. Guerreiro e apaixonado
Em campo, Richarlison é a verdadeira representação de um brasileiro de verdade. Guerreiro e apaixonado – Foto: Lucas Figueiredo/CBF

O camisa 9 da Seleção brilhou na estreia da Copa com dois gols marcados, e mudou as previsões das casas de apostas sobre o artilheiro da competição. Antes, Neymar era apontado como o brasileiro favorito a levar a Chuteira de Ouro. Quem lidera a disputa atualmente é o craque francês Mbappe, enquanto Richarlison aparece em terceiro lugar com a cotação de 10.0. Ou seja, quem apostar R$10 em Richarlison pode receber R$100 se ele for o artilheiro da Copa. 

Aposte na Betano! 

Para o Pombo de 215 milhões de brasileiros, o céu é o limite.

Você pode gostar também:

RECENTES

Veja também sobre: