O que você procura?

Pior enchente da história causa alagamentos, deslizamentos e calamidade pública em Itabirito

De acordo com a Defesa Civil, cerca de 400 mm de chuva caiu na cidade nos primeiros 10 dias do ano.
Rômulo Soares 10 de janeiro de 2022 às 23:33
Tempo de leitura
5 min
Foto: Prefeitura de Itabirito
Foto: Prefeitura de Itabirito

As fortes chuvas fizeram um grande estrago em Itabirito, causando a pior enchente da história da cidade. Até o sábado, 8 de janeiro, foram contabilizadas 150 pessoas que tiveram suas residências comprometidas por causa dos estragos provocados pelas chuvas. Todas foram acolhidas na Escola Municipal Natália Donada Melillo, no bairro Santa Efigênia. No domingo, haviam 90 pessoas no local.

Ainda não se sabe a quantidade exata de pessoas que precisaram sair de suas casas na cidade, incluindo a zona rural, devido ao grande número de residências inundadas ou atingidas por deslizamentos de encostas.


Na tarde de ontem, em uma transmissão ao vivo pelas redes sociais da Prefeitura de Itabirito, o prefeito Orlando Caldeira (Cidadania) informou que, assim que diminuir o volume de água na cidade, haverá a limpeza e que irá “reconstruir a cidade”. Ele também informou que publicado o Decreto 14.147 – que determina o município em estado de calamidade pública.

Em alguns momentos da live, o prefeito se emocionou por conta das tragédias registradas por conta das chuvas. De acordo com a Defesa Civil do Município, trata-se da pior enchente da história de Itabirito, superando as de 1997 e de 2012.

De acordo com a Defesa Civil, somente no domingo, 9 de janeiro, cerca de 120 mm de chuva caiu em Itabirito.

Um deslizamento de terra no bairro Novo Horizonte provocou o desmoronamento de uma casa e o soterramento de um casal que vivia nela. As vítimas foram encaminhadas para o atendimento e passam bem. O acidente aconteceu no final da tarde do sábado.

O casal foi retirado da casa pelas brigadas do Corpo de Bombeiros e encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade. Eles passam bem, apesar do susto.

Veja o vídeo:

Imagens de enchentes que assolaram Itabirito no final de semana:

No início da tarde de segunda-feira, 10 de janeiro, o prefeito de Itabirito fez um comunicado, atualizando as informações sobre as chuvas na cidade e as ações de recuperação dos danos causados no município:

Risco de rompimento de barragem

Nós não temos nenhum risco de rompimento de barragem a montante em Itabirito, muito menos de comportas. O que temos é o muro que foi construído para proteger Itabirito em caso de um rompimento das forquilhas que estão na mina da fábrica, em Ouro Preto.

Limpeza da cidade

Choveu muito na cabeceira do rio, já são mais de 400mm em 10 dias, em um dia foi 150mm. As chuvas estão reduzindo, a previsão para hoje é de apenas 40mm, que é muito, mas é menos. Com isso, nós vamos trabalhar para limpar a nossa cidade. O mais importante nós já fizemos nesses dias, que foi colocar as pessoas em áreas seguras para que elas não corram risco. Estamos solicitando ao Corpo de Bombeiros Estadual mais homens para nos ajudar, assim como na Defesa Civil. Conversamos com o governador para nos encaminhar recursos através do Governo do Estado. Nós temos 15 empresas trabalhando na limpeza da cidade. Empresas da prefeitura e voluntários. Temos mais de 12 caminhões pipa trabalhando pela cidade.

Abastecimento de água

O nosso SAAE está estruturando uma forma de minimizar os impactos da água nas nossas casas, porque o problema, muita das vezes, é da energia que não chegou em um determinado local onde é feito o bombeamento e para o sistema.

Energia

Estamos pondo recursos para reestabelecer a energia nos nossos bombeamentos, ou mesmo colocando a Cemig, ou geradores, para todos terem água nas suas casas. A energia acaba por árvores que estão caindo na fiação. Então, com o decreto de calamidade pública que Itabirito já estabeleceu, a Cemig está impondo um maior número de contingente de pessoas para poder trabalhar na recuperação das linhas de transmissão para a energia chegar em todas as casas.

Estradas

“Nós estamos fazendo a limpeza das estradas, porque dá acesso dos distritos para Itabirito. A grande preocupação era a BR-040, que estava interditada pelo fato de termos aquele problema na Mina do Pau Branco, na região do Alphaville, e hoje já está liberada. Mas a estrada BR-356, do Alphaville para cá, na região das codornas, nós tivemos um rompimento da nossa estrada e ali vai passar somente ambulância e casos de emergência, porque a estrada está reduzida a um pequeno trecho. Estamos em contato com o DNIT e com a Vale para encontrarmos alternativas de fazer o acesso de Belo Horizonte para Itabirito, para Ouro Preto, Mariana e todas as cidades que utilizam a BR-356.

ATENÇÃO: Ao copiar uma matéria do Mais Minas, ou parte dela, não se esqueça de incluir o link para a notícia original.