Barão de CocaisMineração

Movimentação de talude da cava de Gongo Soco ameaça barragem em Barão de Cocais

De acordo com a mineradora Vale, aconteceu na última segunda-feira(14) uma movimentação do talude (parede) da cava da mina de Gongo Soco, em Barão de Cocais, que encontra-se atrás da barragem Sul Superior.

A movimentação indica uma possível queda de uma rocha no interior da cava. Segundo os técnicos da Vale, em reunião realizada hoje (14), com a presença da Defesa Civil Estadual, não se pode precisar o tamanho exato da rocha, tão pouco quando pode acontecer a possível queda.

Segundo nota encaminhada à imprensa pelo representante da comunidade de Barão de Cocais na reunião, Maxwell Andrade, “essa movimentação é preocupante pois, o abalo causado com a queda dessa rocha, ocasionara um pequeno tremor, podendo desencadear o rompimento da barragem”. Ainda de acordo com a nota, não se pode afirmar que a queda da rocha ocasionará o rompimento. 

Além da Defesa Civil, participaram da reunião o Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, representantes da Vale, representantes das comunidades evacuadas (Socorro, Piteiras, Tabuleiro e Gongo) representantes dos ribeirinhos e demais autoridades do Município. 

O Tenente Coronel Godinho garantiu que não houve rompimento da barragem. E lembrou que todos os moradores da região de autossalvamento foram retiradas. Já os moradores das zonas secundárias tiveram treinamento de deslocamento para regiões seguras.

Em nota, a mineradora informou que “está avaliando as possibilidades de eventuais impactos sobre a barragem Sul Superior, distante aproximadamente 1,5 km da área do talude. ” Segundo a mineradora, a cava e a barragem são monitoradas 24 horas.

Fechar