O que você procura?

Chuvas: 56 famílias estão desalojadas em Mariana

De acordo com o prefeito interino, todas as pessoas foram atendidas.
Rômulo Soares 10 de janeiro de 2022 às 18:01
Tempo de leitura
4 min
Foto: Facebook / Prefeitura de Mariana
Foto: Facebook / Prefeitura de Mariana

Assim como Ouro Preto e Itabirito, Mariana também passa por momentos difíceis por conta das chuvas. De acordo com o prefeito interino da cidade, Juliano Duarte (Cidadania), caíram cerca de 190 mm de chuva nos primeiros dias do ano, o que aumentou significativamente o rio Ribeirão do Carmo.

Com pontos de alagamento em alguns distritos e bairros da cidade, foi publicado um decreto declarando situação de emergência em Mariana. Até o sábado, 8 de janeiro, 56 famílias que estavam em situação de risco haviam sido removidas pela Defesa Civil, com o apoio da Secretaria de Desenvolvimento Social, sendo todas encaminhadas para hotéis.


No domingo, 9 de janeiro, pela manhã, as equipes de apoio se reuniram para dar prosseguimento na operação de suporte às famílias atingidas pelas chuvas. Isso porque no dia anterior, os distritos de Bandeirantes e Monsenhor Horta estavam parcialmente alagados. De acordo com Juliano Duarte, todas as pessoas foram atendidas.

Já o distrito de Mainart ficou ilhado. Famílias também ficaram ilhadas no subdistrito de Paraíso. Ao final do dia, o nível da água abaixou consideravelmente em Mainart e as equipes de apoio auxiliaram os moradores. Dezenas de famílias perderam seus pertences.

A situação em Monsenhor Horta e Bandeirantes terminou o final de semana de forma estável. No subdistrito de Paraíso ainda há famílias ilhadas, mas sem riscos.

Por meio das redes sociais, Juliano Duarte disse que o Município permanece em alerta. “Ainda há riscos. Enquanto o volume das chuvas não diminuir, estaremos a postos para qualquer intercorrências”.

Veja como foi a atuação em Mainart no domingo:

Vídeo: Instagram / Juliano Duarte

Subdistrito de Paraíso:

Vídeo: Instagram / Juliano Duarte

Distrito de Monsenhor Horta:

Vídeo: Instagram / Juliano Duarte

Distrito de Águas Claras:

Vídeo: Instagram / Juliano Duarte

Barranco cede atinge casas no centro de Mariana

No centro de Mariana, parte de um barranco cedeu e caiu entre duas casas, entre elas a República Mocambos. João Vitor, estudante de Administração na Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), estava no momento do acidente e conta que a cerca que dividia as duas casas foi atingida diretamente e que a residência vizinha foi ainda mais atingida. Os estudantes resgataram uma cachorra que estava no quintal.

“A situação está boa, por enquanto, porque a chuva deu uma trégua, mas se começar a chover de novo, vamos arrumar um lugar para ficar, nem que seja apenas para passar a noite, porque começa a cair água do céu e o barranco rola um pouco. Caiu uma pedra enorme perto de um dos quartos, mas um pouco e ela tinha acertado em casa. Estamos com medo”, relatou o estudante.

De acordo com os moradores da república, a Defesa Civil os orientou a manterem-se atentos, mas garantiu que o barranco não chega até a casa.

Confira imagens:

Vídeo: Reprodução / Redes Sociais
Vídeo: Reprodução / Redes Sociais

Barragem

No fim de semana, os marianenses também ficaram aflitos com a possibilidade de fragilização da estrutura de uma barragem no distrito de Santa Rita de Ouro Preto, temendo que, em caso de rompimento, Mariana e distritos pudessem ser atingidos. Através das redes sociais, o coordenador da Defesa Civil de Mariana, Welbert Stopa, explicou sobre a situação.

“Realmente, as válvulas da barragem foram abertas para aliviar o excesso de água na barragem, porém, essa água não chega até a cidade de Mariana, não afeta a sede, Passagem de Mariana, bairro Santo Antônio, Colina, Bandeirantes ou Monsenhor Horta. Essa água segue pelo rio Mainart, ou seja, ela vai passar no distrito de Mainart. A população de lá precisa estar em atenção para a chegada da água. A Defesa Civil segue monitorando em constante contato com a comunidade de Mainart para prestar todo o apoio necessário”, esclareceu.

Em Mainart, no domingo, houve diversos casos de alagamentos. As autoridades permanecem na força-tarefa de limpeza e recuperação das casas.

Atualização das chuvas na segunda-feira

Vídeo: Instagram / Juliano Duarte

Na manhã de hoje, o deslizamento na Rua da Banqueta envolveu queda de postes e o local está energizado. De acordo com Juliano Duarte, o Município conta com a Cemig para fazer o desligamento da energia e, em breve, a equipe de apoio fará a remoção da barreira.

No bairro Santo Antônio houveram várias ocorrências nesta segunda-feira. Na Rua José Bernardo, na Vila São Vicente, em Passagem de Mariana, várias casas foram afetadas pela enxurrada. A equipe de limpeza e desinfecção já estão auxiliando as famílias.

ATENÇÃO: Ao copiar uma matéria do Mais Minas, ou parte dela, não se esqueça de incluir o link para a notícia original.

Última atualização em 10 de janeiro de 2022 às 18:08