Nutrição como estratégia de prevenção do câncer colorretal

0

Nas últimas semanas falamos sobre os aspectos gerais do câncer colorretal, a partir de então focaremos na importante relação da nutrição com essa patologia.

No que diz respeito à prevenção, a nutrição pode ser de grande auxílio, visto que atua na redução dos principais fatores de risco, dos quais podemos citar a obesidade, dieta inadequada e consumo de bebidas alcoólicas em demasia.

A obesidade é apontada como fator associado à ocorrência do câncer intestinal, dessa forma o controle de peso por meio da adoção de hábitos alimentares  mais saudáveis é uma forma de proteção, principalmente se  aliada à prática de atividade física.

Alguns estudos mostram que o consumo excessivo de gordura animal, bem como carnes vermelhas e/ou processadas  e a baixa ingestão de vegetais, frutas, peixes e  cereais integrais aumentam o risco de câncer colorretal; dessa forma como estratégia preventiva recomenda-se limitar o consumo de carnes vermelhas e processadas e aumentar o consumo de fibras e dar preferencia às carnes magras. É interessante, ainda, que como forma preventiva se evite o consumo de alimentos com corantes e conservantes artificiais.

O cálcio é apontado como agente protetor contra o câncer colorretal, portanto alimentos fonte desse nutriente devem fazer parte da dieta, são bons exemplos o leite e seus derivados e os vegetais verdes escuros.

O consumo de álcool deve ser controlado, visto que o excesso na sua ingestão aumenta os riscos de desenvolvimento do câncer.

A nutrição tem papel considerável no desenvolvimento do câncer colorretal, pois mostra que ainda que existam fatores de risco que não são modificáveis, por exemplo, o fator genético, existem aqueles que podem ser evitados, os quais podem ser reduzidos por meio de uma prática alimentar saudável, mostrando que a prevenção se faz com atitudes simples, que além de prevenir o câncer evitam, também,  outras patologias, além de proporcionar qualidade de vida.

Leia também: 

* Esse texto é um artigo de opinião do colunista e pode não representar a posição do portal Mais Minas sobre o assunto.