Atlético vence por 2 a 0, fica no quase, é eliminado da Copa Sul-Americana

Destaques

Divinópolis registra duas mortes por coronavírus; uma das vítimas era médica de 46 anos

A cidade de Divinópolis, localizada na região Centro-Oeste de Minas, teve suas duas primeiras mortes por coronavírus (COVID-19) confirmadas....

Secretaria de Saúde confirma 15 mortes por coronavírus em Minas Gerais

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) divulgou, na manhã desta quinta-feira (9), mais um Informe...

Comércios estão proibidos de funcionar a partir de hoje (9), em Belo Horizonte

Começa a valer hoje (9) o Decreto 17.328/2020, que proíbe o funcionamento de todas as atividades comerciais de Belo...

Mariana descarta suspeita de coronavírus em dois óbitos investigados na cidade

O Secretário de Saúde do município de Mariana, Danilo Brito, e o prefeito da cidade, Duarte Junior, vieram as...

Como trabalhar em casa e cuidar dos filhos ao mesmo tempo: dicas para pais em home office nesta quarentena

O isolamento social, arma principal para o combate ao coronavírus, trouxe uma série de questões para todos nós. De...

O Atlético foi valente, lutou, encheu seu torcedor de esperança, mas acabou sendo eliminado precocemente da Copa Sul-Americana. Após perder o jogo de ida contra o Unión-ARG, por 3 a 0, o Galo precisava vencer a volta, disputada na noite de ontem (20), no Independência, por três gols de diferença para levar a partida para os pênaltis. Mas o alvinegro conseguiu apenas dois gols, com Otero de falta, e Hyoran, cobrando pênalti.

Apesar da eliminação, a postura, entrega e futebol apresentado pela equipe de Dudamel ficam  como pontos positivos para respaldar o trabalho do técnico, que provou estar em processo de evolução. Caso o time continuasse jogando mal e sendo apático, o treinador venezuelano já começaria a balançar no cargo. Mas, mesmo com a queda inesperada na primeira fase da competição continental, o torcedor do Atlético vê uma fagulha de esperança nascer.

O jogo

Precisando do resultado, o Galo mandou a campo uma formação ofensiva, 3-4-3 com bastante liberdade para os alas Guga e Guilherme Arana se lançarem ao ataque. Além disso, apenas Jair era volante de contenção no time. Sem nada a perder, o Atlético encurralou o Unión e criou bastante chances de gol. Só que os pés e cabeça dos atleticanos não estava calibrados com a bola rolando e a equipe perdeu muitas chances, precisando da bola parada para balançar as redes argentinas. Veja os melhores momentos da partida, abaixo:

Gols

E ainda antes dos 15 minutos do primeiro tempo, o Atlético passou à frente no placar. E foi numa cobrança de falta da intermediária, que Otero bateu forte, a bola pegou muito efeito e deixou o goleiro Moyano sem saber o que fazer no lance. Um golaço que ascendia a esperança do “Eu acredito!” no atleticano.

O resultado acuou ainda mais o Unión que viu sua situação piorar quando, aos 27 minutos, Réver sofreu pênalti. Hyoran foi para a bola e bateu forte e rasteiro para diminuir ainda mais a distância para a classificação.

Atlético vence por 2 a 0, fica no quase, é eliminado da Copa Sul-Americana
Meia Hyoran fez excelente partida na noite de ontem (20) – Crédito da foto: Bruno Cantini/AgÊncia Galo/Atlético

Chances perdidas

Com o Atlético precisando de um gol para levar a decisão para os pênaltis e o Unión precisando de um gol para obrigar o Galo a fazer mais quatro, chances começaram a ser criadas, mas também desperdiçadas na mesma intensidade.

Do lado do time mineiro, Nathan errou duas vezes, uma de cabeça, e outra que ele saiu frente a frente com o goleiro Moyano, quando já estava 2 a 0, e finalizou em cima do arqueiro argentino. O lance foi tão inacreditável que quando o meia dominou na área, alguns jogadores atleticanos já ergueram os braços em comemoração.

Hyoran também parou em bela defesa de Moyano e Guilherme Arana perdeu chance cara a cara, ambas no segundo tempo.

Pelo lado do Unión, uma bola na trave quando o jogo ainda estava 1 a 0 e uma bela defesa de Michael em chute a queima roupa foram as melhores chances criadas.

Próximos jogos

Com o 2 a 0 no placar, o Atlético foi precocemente eliminado da Copa Sul-Americana, ainda na primeira fase, e antes de alguns de seus principais jogadores, como o reforço Tardelli e o meia Cazares estrearem na temporada. Agora o time mineiro volta suas atenções ao Campeonato Mineiro e à Copa do Brasil.

De folga no carnaval, o próximo jogo do Galo será na quarta-feira (26), contra o Afogados-PE, pela segunda fase da Copa do Brasil. Diferentemente da primeira fase, caso a partida termine empatada, a disputa vai para os pênaltis.

Dudamel Galo
Apesar da eliminação, atuação deu sobrevida a Dudamel no cargo – Crédito da foto: Bruno Cantini/Agência Galo/Atlético

Ficha técnica – Atlético 2 x 0 Unión

Motivo: Jogo de volta da primeira fase da Copa Sul-Americana

Local: Arena Independência, Belo Horizonte — MG

Data e Horário: Quinta-feira, 20 de fevereiro, às 21h30

Atlético: Michael; Igor Rabello, Réver (Iago Maidana, aos 17’ do 2ºT) e Gabriel; Guga (Ricardo Oliveira, aos 38’ do 2ºT), Jair, Nathan e Guilherme Arana; Otero (Marquinhos, aos 22’ do 2ºT), Hyoran e Franco Di Santo. Técnico: Rafael Dudamel.

Unión: Moyano; Milo (Moreno, aos 20’ do 2ºT), Calderon, Bottinelli e Corvalán; Cabrera, Elias, Méndez e Blasi; Carabajal (Troyansky, no intervalo) e Walter Bou (Mazzola, aos 25’ do 2ºT). Técnico: Leonardo Madelon.

Gols: Otero, aos 15’, e Hyoran, aos 28’ do 1ºT (Atlético)

Cartões amarelos: Nathan, aos 12’ do 1ºT, e Iago Maidana, aos 18’ do 2ºT (Atlético); Calderón, aos 26’, Méndez, aos 36’, Elias, aos 42’ do 1ºT, Milo, aos 16’, e Troyansky, aos 42’ do 2ºT (Unión).

Arbitragem: Nicolas Gallo apitou a partida, auxiliado por Sebástian Vela e Wilmar Navarro. Todos são da Colômbia.

Veja também: Polêmica envolvendo Galo Doido mostra a necessidade urgente de mudanças no Atlético

RECEBA O NOSSO BOLETIM DE NOTÍCIAS DIARIAMENTE
Digite seu Nome:

Digite seu E-mail:


- Advertisement -

RECEBA O NOSSO BOLETIM DE NOTÍCIAS DIARIAMENTE
Digite seu Nome:

Digite seu E-mail: