PAINEL: Política e Economia Categoria

Cruzeiro e Atlético: a desilusão dos mineiros!
O torcedor cruzeirense e atleticano, embora em contextos diferentes, passam por um momento de choque de realidade após um longo, da parte do Cruzeiro, e ligeiro, da parte do Atlético, período de ilusão. O Cruzeiro teve um inicio de ano empolgante, as contratações surtiram resultado rapidamente, se manteve invicto durante todo o campeonato mineiro, onde sagrou- se campeão do torneio, se mantinha 100% na Libertadores sem sofrer nenhum gol na competição e próximo de entrar para a história da mesma. O time parecia mais ofensivo, característica que o torcedor tantoLeia Mais
Higor Vieira| Vitória de Lula na Justiça não empolga a companheirada
Na última terça-feira (23), o julgamento de recurso impetrado pela defesa do ex-presidente Lula no STJ (Superior Tribunal de Justiça), impõe mais uma derrota política ao Partido dos Trabalhadores e seu líder. Mesmo com a redução da pena de 12 anos e um mês para 8 anos 10 meses e 20 dias, que se assemelha muito à primeira sentença proferida pelo então juiz federal Sérgio Moro, a narrativa de que Lula é um perseguido político perde totalmente sua sustentação. A confirmação de seus crimes por um juiz e agora, porLeia Mais
Governo nomeia novo ministro para colocar ordem na casa
A nomeação de Abraham Weintraub para comandar o MEC (Ministério da Educação e Cultura), em substituição à Rodrigo Vélez, nesta semana, teve o intuito de acalmar os ânimos no órgão, segundo assessores palacianos. A demissão de Vélez não foi nenhuma surpresa. Como já adiantado aqui no blog, o agora ex-ministro vinha sendo “fritado” à tempos. Surpresa mesmo, foi a nomeação de Abraham que não era sequer cotado para o cargo. O novo ministro, que é economista e professor da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), foi apresentado a Jair BolsonaroLeia Mais
Semana de terror para o governo Bolsonaro
A semana não começou nada bem para o chefe do Executivo. A Determinação do Presidente aos militares para que comemorassem o Golpe de 1964, não soou nada bem, e Bolsonaro recebeu um tsunami de críticas. A própria Defensoria Pública da União impetrou com um pedido na justiça para que não seja autorizada esta comemoração.  A OAB, classificou a determinação, em nota como “estranha e tenebrosa.” Em entrevista coletiva, o porta-voz da Presidência da República disse que Bolsonaro “não considera ter havido um golpe militar no país”. PASTA DE PROBLEMAS Se issoLeia Mais
Irritado, Gilmar Mendes pede providências contra o senador Kajuru
O sempre polêmico apresentador, e agora senador pelo PSB de Goiás, Jorge Kajuru, foi notícia nesta semana por se manifestar de uma forma, no mínimo polêmica, em um vídeo que viralizou nas redes sociais. No vídeo, o senador questiona a origem do Patrimônio do ministro do STF: “Queremos saber como você tem 20 milhões de patrimônio. De onde tirou? De Mega-Sena? Herança de quem? Foram das sentenças que você vendeu, seu canalha”. Mais à frente, ao ser questionado sobre a decisão do ministro de liberar Beto Richa, ex-governador do Paraná,Leia Mais
Disputa de poder no MEC gera série de demissões
No MEC (Ministério da Educação e Cultura), a disputa por autoridade, entre militares e ex-alunos de Olavo de Carvalho – filósofo considerado o Guru ideológico do presidente Bolsonaro – fez com que o ministro Ricardo Vélez iniciasse uma série de demissões. As críticas de servidores do próprio MEC à determinação desastrosa do ministro de exigir que alunos fossem filmados cantando o Hino Nacional e dizendo o slogan de campanha de Bolsonaro no final, o teria motivado a iniciar a “dança das cadeiras” na pasta. Logo na segunda-feira (11), numa ediçãoLeia Mais
Após carnaval, março será mais curto para parlamentares
Enquanto os pagadores de impostos, cidadãos comuns, retornam hoje ao trabalho, uma classe de ‘semi-deuses’, comumente chamados aqui no Brasil de parlamentares, sem sessões deliberativas desde o dia 28 de fevereiro, só terão expediente na próxima terça-feira (12) por conta das Folias de Carnaval. Isso mesmo caro leitor, a mordomia dos trabalhadores do Olimpo, ou melhor, Congresso Nacional, parece não ter fim. Além de disporem de regime previdenciário diferenciado, contar com dezenas de auxílios e indenizações, essa casta tem a oportunidade de prolongarem seus feriados, chegando a consumir quase metadeLeia Mais
O fator "Carlos" no governo Bolsonaro
Em menos de dois meses de mandato, o presidente Jair Bolsonaro já vê seu governo envolvido em vários escândalos. Após já ser noticiado fatos desastrosos como a fala da ministra Damares Alves, o caso da movimentação financeira milionária envolvendo Fabrício Queiroz, assessor de Flávio Bolsonaro, filho do presidente, surpreende nesta semana a demissão de um ministro por influência de seu outro filho, Carlos Bolsonaro. Este, vereador pelo Rio de Janeiro, descrito como “pitbull da família”, já mostrou que seria um entrave para o governo desde o primeiro dia, quando grosseira eLeia Mais
Luiz Fux manda suspender ações contra Bolsonaro no STF
O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), mandou suspender na última segunda-feira (11), duas ações penais contra o presidente Jair Bolsonaro que tramitavam na Corte. As ações, que pedem a condenação do presidente por apologia ao estupro e injúria, tratam de um episódio ocorrido no ano de 2014, em que o então deputado do Rio e a deputada Maria do Rosário (PT-RS), protagonizaram uma discussão durante entrevista, no Salão Verde da Câmara dos Deputados. Na discussão, Jair Bolsonaro teria dito à deputada que ela não merecia ser estupradaLeia Mais
Após a eleição dos novos presidentes da Câmara e Senado, Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre, respectivamente, o Palácio do Planalto se mostra confiante para aprovar as reformas. Os novos líderes do Congresso, ambos do partido Democrata (DEM), se mostram favoráveis à agenda do governo. Nesta semana, o ministro da Justiça Sérgio Moro apresentou um pacote com duras medidas contra o crime organizado e de colarinho branco, à serem submetidas ao Congresso. A expectativa do governo é que os novos parlamentares, eleitos levantando a bandeira de combate à corrupção, facilitarão aLeia Mais
Com medo do mercado, governo volta atrás sobre troca na direção da Vale
Após a tragédia ocorrida em Brumadinho, muito se especulou sobre a troca de comando da empresa. Interlocutores do governo garantiam que a intenção no governo era essa. Porém, bastou que a conversa chegasse ao superministério da Economia para que o governo reavaliasse a afirmação e voltasse atrás. Em entrevista coletiva nesta terça-feira (29), o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, disse que o governo não tem intenção de pressionar o conselho da empresa para a troca no comando da empresa. “Temos que aguardar o andamento das investigações. Não cabe aoLeia Mais
Discurso de Bolsonaro em Davos repercute internacionalmente
O discurso de Jair Bolsonaro na abertura do Fórum Econômico Mundial em Davos, não empolgou muito a imprensa mundial. “O novo presidente do Brasil fracasso em sua estreia no exterior“, foi o título da reportagem do The Washington Post. “Com seus instintos nacionalistas, seu estilo de homem forte e sua história de fazer declarações grosseiras sobre mulheres, gays e grupos indígenas, Bolsonaro é, em muitos aspectos, a própria antítese do ‘Homem de Davos’ – o termo usado para descrever o tipo de pessoa que participa da conferência anual”, classificou oLeia Mais
Moro Diverge Do Decreto De Posse de Armas
Após a edição do decreto que flexibiliza a posse de armas, assinado pelo presidente Jair Bolsonaro, interlocutores dão conta de que o ministro da justiça Sérgio Moro teria uma proposta diferente. Para o ministro, o número ideal para o registro de armas por cidadão seria de duas armas e não quatro. Além disso Moro avalia também que algumas restrições à renovação, traria mais segurança. No texto recém editado, a renovação é automática para quem já tem o registro. Ainda assim, Moro teria afirmado que vê como normal a edição doLeia Mais
Temer pode recuar do recuo e editar Indulto de Natal
A assessoria do Presidente Michel Temer informou na última segunda-feira (24), que ele havia desistido de assinar o indulto de natal neste ano. Um dia depois, nova nota informa que o chefe do Executivo tem até hoje (26) para se decidir. O decreto impõe alguns pré-requisitos que, uma vez atendidos, podem extinguir a pena dos presos que se enquadrem no texto. O indulto assinado por Temer em 2017, causou polêmica e foi alvo de uma ação impetrada pela Procuradoria Geral da República, que tramita no STF, questionando sua legalidade. No texto, o tempo mínimo deLeia Mais
Irresponsabilidade de municípios custa R$5,2 bilhões
Um relatório divulgado nesta semana pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), joga luz à um fato já esperado e que causa indignação: boa parte dos municípios brasileiros descumpriram o teto de gastos com pessoal imposto pela Lei de Responsabilidade Fiscal. No total, 1.412 municípios brasileiros descumpriram o teto e gastaram R$5,2 bilhões além do que é permitido. Ainda segundo a Firjan, Sergipe tem o maior índice, com 77,33% dos municípios extrapolando o limite, o que representa 58 das 75 cidades do estado. O estudo indica também que,Leia Mais
Família presidencial na mira

Postado em dezembro 11, 2018De Higor VieiraEm PAINEL: Política e Economia, Política

Família presidencial na mira

A última semana foi marcada pelas especulações acerca da movimentação milionária identificada em conta de assessor da família Bolsonaro. O CASO Fabrício José Carlos de Queiroz, policial militar, segurança e motorista do senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL) é citado no relatório do Conselho de Controle de Atividade Financeira (COAF) por movimentação atípica de 1,2 milhões de reais em suas contas no período de janeiro de 2016 a janeiro de 2017. O relatório da COAF não indica irregularidades, apenas demonstra que a movimentação de recursos pelo policial militar Queiroz é incompatívelLeia Mais
Jair Bolsonaro começa a fazer política, mesmo prometendo o contrário
O presidente eleito Jair Bolsonaro, que passou toda a campanha prometendo não negociar com partidos, desembarcou hoje em Brasília para iniciar as primeiras tratativas com bancadas partidárias. Segundo agenda divulgada pela assessoria do Presidente eleito, ele deverá se encontrar com líderes do PSDB, PR, PRB e MDB até a próxima quinta-feira(06), quando retorna ao Rio. Desde que foi eleito, esta é a quinta vez que Bolsonaro viaja para Brasília, e sua primeira audiência oficial com partidos políticos -até então seus encontros eram apenas com bancadas temáticas. Toma Lá, Dá CáLeia Mais
Lula é denunciado mais uma vez
O ex-presidente Lula já pode pedir música: bateu o recorde de ações penais. O condenado pela Justiça Federal por corrupção, agora é denunciado mais uma vez, por ter, supostamente, influenciado o presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang, para favorecer empresas do grupo mineiro ARG naquele país. Entre as provas que o MPF incluíram na denúncia estão cartas trocadas entre o petista e o presidente do país africano, além de conversas de e-mails entre o Instituto Lula e Rodolfo Giannetti Geo, executivo e controlador da empresa -que também foi denunciado, emLeia Mais
Haddad é réu por corrupção
A justiça de São Paulo tornou réu o candidato derrotado à Presidência da República Fernando Haddad por corrupção e lavagem de dinheiro. Segundo a denúncia do Ministério Público, o ex-candidato teria recebido R$2,6 milhões da empreiteira UTC para pagamento de dívidas de sua campanha à prefeitura da cidade de São Paulo. O dinheiro teria origem de contratos superfaturados com a Petrobrás. A base para denúncia foi a delação do empreiteiro Ricardo pessoa. Também foram denunciados João Vacari Neto, Walmir Pinheiro Santana e o doleiro Alberto Youssef. O Ministério Público afirma que o ex-tesoureiro do PT,Leia Mais
Bolsonaro nomeia Ministro do PT para o BNDES
O Presidente eleito Jair Bolsonaro anunciou na última segunda-feira (12), que Joaquim Levy aceitou o convite para presidir o BNDES. O PHD em economia, chega para abrir a “caixa preta” do banco público, segundo Jair Bolsonaro. Joaquim Levy deixará a diretoria no Banco Mundial em Washington, EUA, para assumir a presidência do banco. O economista tem um extenso currículo na área pública e é bem avaliado pelo mercado financeiro. Já ocupou o cargo Secretário da Fazenda no RJ, no primeiro mandato de Sérgio Cabral e posteriormente, chefiou a Secretaria doLeia Mais