CrimesLGBTNotíciasPlantão Policial

Cerca de 160 celulares roubados na Parada LGBT de BH são recuperados

Vinte e seis pessoas foram presas suspeitas de terem furtado cerca de 160 celulares

Vinte e seis pessoas foram presas suspeitas de terem furtado cerca de 160 celulares durante a 22° Parada do Orgulho LGBT de Belo Horizonte. O evento aconteceu no último domingo (14), na capital de Minas Gerais. De acordo com a Polícia Militar, onze dos presos são colombianos, já os outros 15 eram do Rio de Janeiro.

Ainda de acordo com a PM, os criminosos estavam trabalhando em grupos, e hospedados em hotéis da capital. Segundo informações, os homens praticavam os furtos e iam para o hotel deixar os celulares que haviam sido roubados.

Os colombianos estavam com seus passaportes no hotel, juntamente com mais de 100 celulares roubados. Não foram encontradas nenhuma passagem dos homens pela polícia.

  Raposa é resgatada pelo Corpo de Bombeiros no centro de Ituiutaba

Segundo Tenente Wesley Martins, em entrevista ao portal Bhaz: “Na primeira ocorrência, detivemos um grupo de colombianos que estavam atuando na Praça da Estação. Ao rastrearmos um outro aparelho celular chegamos a um hotel localizado na rua dos Guaranis, no Centro, onde localizamos outros seis colombianos, com mais de 120 aparelhos”

Todos os aparelhos encontrados foram levados para a 6° Companhia da Polícia Militar, localizado no centro de Belo Horizonte.

Teve o celular roubado ? O que fazer

Dezenas de pessoas já procuraram a Polícia Militar para fazer o reconhecimento dos celulares furtados. De acordo com a PM, para fazer a recuperação dos aparelhos a pessoa que foi furtada deve comparecer à Central de Flagrantes II (Ceflan).

  Homem é assassinado em boate em Belo Horizonte

O Ceflan fica localizado na Rua Conselheiro Rocha, 321, no bairro Santa Tereza, em Belo Horizonte.

22° Parada LGBT de Belo Horizonte

A 22° edição da Parada LGBT de BH contou com a participação de cerca de 200 mil pessoas. Ainda durante a Parada, o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil discursou para os presentes.

Após agradecer a multidão, Kalil deu três conselhos que ele classificou como libertadores. Primeiro, ele falou para as pessoas dizerem mais o “não sei”. Em seguida, ele pediu para que cada um olhasse para a pessoa do lado e falasse “eu te amo”. O terceiro e último levou o público ao delírio, o prefeito utilizou um palavrão para encorajar as pessoas a não se importarem com a opinião dos outros.

Fechar