Ultimate magazine theme for WordPress.

Escolha a luminária perfeita para cada ambiente de sua casa

A incidência da luz é um detalhe muito importante em propostas de decoração de interiores. Mas entender todo o potencial luminotécnico que se pode atingir em arquitetura e design é tarefa complicada e que só algumas pessoas compreendem. 

Neste texto vamos ajudar a esclarecer parte das suas dúvidas quanto à iluminação de ambientes, apresentando luminárias de todo o tipo em vários exemplos.

Crédito da foto: Marília Veiga/Viva Decora

Encolhendo novas luminárias para a casa

Por vezes, pode-se sentir a necessidade de mais pontos de luz dentro de casa. Talvez a ideia seja outra, apenas destacar pontos da decoração ou criar um clima diferente num determinado local, com atmosfera mais intimista. 

O fato é que uma iluminação bem planejada pode transformar ambientes, deixando-os agradáveis e convidativos. Mas é preciso saber escolher o tipo certo de luminária para o efeito desejado.

É preciso destacar que cada luminária vendida no mercado apresenta características únicas, com funções e capacidades diferentes. Algumas foram idealizadas para criar uma iluminação mais direta, enquanto outras uma iluminação indireta. 

Isto quer dizer que, além daqueles pontos que são colocados no centro dos cômodos pelas construtoras, pode ser preciso fazer um reforço com ‘luzes de apoio’.

Crédito da foto: Anna Maria Parisi/Viva Decora

Ao observar as imagens deste texto pode-se perceber que os designers se valem, às vezes, de uma variedade de lâmpadas. Vê-se que sobre mesas de jantar ou bancadas de refeições foram colocadas luminárias pendentes. 

Já em laterais de estofados, por exemplo, existem pontos de luz estratégicos colocados sobre mesas ou sobre piso. Também existem luzes embutidas em forros. São os diferentes tipos de luminárias.

Crédito da foto: Revista Viva Decora
Crédito da foto: Inside Arquitetura e Design/Viva Decora

Conhecendo alguns modelos de luminárias a venda no mercado

Grosso modo, a principal diferença entre os modelos de luminárias encontrados a venda nas lojas é a instalação. Mas é claro que não é só isto. 

Existem luminárias feitas em diversos materiais e em diversas cores, potências e finalidades de usos. Vamos dividi-las em três categorias: de embutir, de pendurar e de sobrepor.

Luminárias de embutir

Bem, como explicado antes, as luminárias de embutir são normalmente inseridas em rebaixos de forros – embora possam ser usadas também dentro de móveis. 

É uma forma que os projetistas encontraram de deixar os ambientes com um visual mais clean, sem muitos detalhes marcados no teto. E dentro deste subtipo há aqueles modelos que possuem o facho de luz fixo e também os direcionáveis.

Luminárias pendentes

Luminárias pendentes são aquelas que ficam fixadas no teto, deixando sua estrutura “pendente” sobre um determinado local, como é o caso dos lustres. Modelos assim são ótimos para completar e destacar uma determinada área. 

Geralmente são usados para melhorar a luz sobre uma mesa de jantar ou um conjunto de estofados. E alguns têm até detalhes tão chamativos que acabam se tornando o ponto focal principal dos cenários.

Crédito da foto: Iara Kilaris/Viva Decora
Crédito da foto: Vanja Maia/Viva Decora

Luminárias de sobrepor

Dentro desta categoria existem as luminárias que ficam fixadas a paredes, como as arandelas, e as que são fixadas a estruturas de forro – de cabeça para baixo. Também tem as que ficam sobre bancadas e sobre piso. 

E os plafons – presos aos tetos -, próprios para zonas que necessitam de muita luz, como cozinhas. Todos modelos que reproduzem uma iluminação indireta – sendo o último modelo citado mais uniforme.

“Como a distribuição da luz fica uniforme e difusa, às vezes é preciso um complemento para ela, principalmente por causa dos materiais translúcidos de que os plafons são feitos.” – arquiteta Leila Dionizios, em reportagem de Gazeta do Povo

Crédito da foto: Daniela Marques Arquitetura/Viva Decora

Para a criação de pontos sobre bancadas, indica-se a utilização de abajures – uma solução que deixa os ambientes mais aconchegantes.

No caso da peça não ser de tamanho compatível ou não haver espaço livre sobre a superfície, o recomendado é a criação de focos que partam do piso. Micro spots podem ajudar a pontuar locais no chão. Já as colunas jogariam um facho mais de cima – ideal para momentos de leitura.

Crédito da foto: Renata Basques/Viva Decora
Crédito da foto: Tria Arquitetura/Viva Decora

Então, o que achou das sugestões? Gostou de algum dos modelos de luminárias que apresentamos? 

Então, use os exemplos que trouxemos como inspiração e crie algo único em sua casa.

Essas dicas de decoração com luminária foram criadas pela equipe Viva Decora.

Comentários do Facebook