Belo HorizonteFrioMinas GeraisNotíciasSaúde

Defesa Civil emite alerta de baixa umidade do ar em BH; veja dicas

O último fim de semana teve recorde de frio em Belo Horizonte, com sensação térmica de -8°C. As temperaturas devem subir, mas ainda assim o frio vai se manter. Por isso, a Subsecretaria Municipal de Proteção e Defesa Civil (Supdec) da capital emitiu um alerta de baixa umidade do ar, nesta quinta-feira (11), que irá atingir a cidade, principalmente à tarde, até domingo (14).

Segundo o Supdec, uma massa de ar seco ganhou força, fazendo com que os índices de umidade caiam, ficando abaixo de 30% no período da tarde. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o índice mínimo recomendado é de 60%.

Essa baixa umidade ocorre devido à ausência de chuvas por um longo período, o que pode causar problemas de saúde. Além do ar poluído, as vias aéreas ficam mais ressecadas, favorecendo a intensificação de problemas respiratórios, nariz seco, tontura e sintomas de mal-estar.

A Defesa Civil de Belo Horizonte divulgou algumas recomendações para ajudar nesse período:

  • Hidrate-se durante o dia;
  • Evite banhos com água muito quente, pois ressecam ainda mais a pele; se necessário use hidratante;
  • Em caso de problemas respiratórios procure um especialista;
  • Durma em local arejado e umedecido por aparelhos umidificadores, ou ainda coloque uma bacia com água;
  • Evite atividades físicas ao ar livre e exposição ao sol entre as 10h e 17h;
  • Prefira alimentos leves e frescos, como saladas, frutas, carnes grelhadas;
  • Evite frituras;
  • Em caso de incêndio em mata ou floresta, avise imediatamente, ao Corpo de Bombeiros (193), Defesa Civil (199) ou Polícia Militar (190).

Algumas dicas de um pneumologista

Em entrevista ao BHAZ, o presidente da Sociedade Mineira de Pneumologia, o médico Rodrigo Luís Barbosa Lima, recomendou um cuidado ainda maior com as vias aéreas e problemas de asma, rinite, sinusite, etc. Pois, nesse período sem chuvas, o ar fica ainda mais poluído e seco.

O médico disse que “Esse ressecamento dificulta a troca gasosa do organismo; as pessoas ficam mais aglomeradas, o que facilita a disseminação de infecções virais. Com a baixa umidade, o ar fica mais ‘sujo’, com alta concentração de gás carbônico e fuligem no ar, acentuando os problemas respiratórios”.

Ele ensinou também a tratar a secura da mucosa respiratória, com uso de umidificador de ar e soro fisiológico: “Quem estiver com uma sensação de muita secura no nariz e garganta, deve usar um umidificador de ar no quarto, à noite. Nos casos de resfriados e nariz obstruído, lave as narinas com o soro fisiológico, que é bom para retirar resíduos”.

Fechar