Ultimate magazine theme for WordPress.

Detentos confeccionam mais de 1.500 brinquedos para doação em Contagem (MG)

Detentos que trabalham no Projeto Fábrica da Alegria, uma marcenaria instalada no Complexo Penitenciário Nelson Hungria (CPNH), em Contagem (MG), confeccionaram 1.800 brinquedos, todos em madeira, que foram entregues para crianças cadastradas no Serviço Social Autônomo (Servas).

Os brinquedos são carrinhos, berços para bonecas, caminhões, trens e jogos para desenvolver o raciocínio e a capacidade de identificar cores e formas. Tudo isto produzido por 11 presos, em uma das três marcenarias em funcionamento no CPNH. A produção de brinquedos para doações é uma iniciativa da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), através do Departamento Penitenciário de Minas Gerais (Depen MG).

O diretor de atendimento e ressocialização do complexo, Ury Ribeiro, relata que toda a equipe de servidores da unidade se sente feliz com a entrega, tanto pelas crianças quanto pelos detentos. “Os brinquedos são feitos com muito carinho, e têm um enorme valor agregado, pois nascem a partir de madeiras que seriam descartadas”, explica o diretor.

As peças criadas e fabricadas por presos do CPNH também podem ser encontradas na brinquedoteca do Hospital da Baleia, na Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente e na Delegacia de Plantão Especializada em Atendimento à Mulher, dentre outras instituições que já receberam as doações do Depen.

Em setembro deste ano, os brinquedos chegaram às mãos de crianças de três municípios do Norte de Minas: São João das Missões, Bonito de Minas e Juvenília. As peças foram entregues por cerca de 150 voluntários da Organização Não Governamental (ONG) Amigos de Minas.

O projeto Fábrica da Alegria começou na Penitenciária José Edson Cavalieri, em Juiz de Fora, por iniciativa do Tribunal de Justiça, e em seguida foi implantado no Complexo Penitenciário Nelson Hungria.

Assistência social

Para a presidente do Servas, Alexia Paiva Brant, a doação dos brinquedos fabricados dentro do sistema prisional tem dupla importância. “Os detentos têm a oportunidade de aprender um ofício a ser praticado quando de sua saída, além, é claro, de a atividade permitir a redução da pena. Segundo, e muito importante para o SERVAS, é podermos, com os 1.800 brinquedos recebidos, atender aos inúmeros pedidos de peças lúdicas para as crianças carentes. Principalmente nesta época de Natal, em que muitos esperam por um mimo, por menor e mais singelo que seja”, enfatiza a Alexia Paiva Brant.

O Servas atua em parceria com o poder público, setor privado e sociedade civil para desenvolver projetos e ações que complementam as políticas públicas de desenvolvimento social. Ele atua na captação e distribuição de doações, prestação de serviços sociais e assistenciais para promover a saúde, amparo aos idosos, crianças e adolescentes em vulnerabilidade social, pessoas em situação de rua e no combate à fome.

Apoio

O Instituto Ação pela Paz fez uma doação de R$ 50 mil em insumos e ferramentas para a continuação da produção dos brinquedos. Nesta verba, estão inclusos também material para a ampliação do galpão onde os brinquedos são fabricados.

Comentários do Facebook