DestaqueNutrição e AlimentaçãoSaúde

Dietas Detox: Eficiência ou Marketing?

Dietas Desintoxicantes ou “Detox” são intervenções de curto prazo que prometem eliminar as toxinas do corpo e ajudar na perda de peso.

Os alimentos, o ar e a água que ingerimos fazem com que sejam acumuladas toxinas em nosso organismo. O termo toxinas, aqui, abrange poluentes, compostos químicos, metais pesados, entre outros; porém, nosso corpo possui mecanismos para transformar compostos tóxicos em substâncias com menor toxicidade e mais fáceis de serem excretadas pelo organismo. O principal responsável pela “limpeza” do nosso corpo é o fígado, visto que ele degrada, purifica, transforma e despreza substâncias tóxicas sem acumulá-las. Em contraponto, as células adiposas podem reservar no seu interior, além de gordura, algumas toxinas.

A dieta “Detox”, é uma “dieta da moda” baseada no consumo de alimentos funcionais como frutas, hortaliças, água, sucos e chás. Essa proposta preconiza o consumo de alimentos naturais, excluindo os alimentos industrializados e ricos em gorduras saturadas, porém sua prática não deve ultrapassar uma semana, pois a dieta em questão possui um baixo valor de calorias e, dessa forma, a utilização por tempo prolongado pode gerar efeitos colaterais.

Revistas e sites não científicos estão investindo na publicação das dietas intituladas como “Detox”, lançando mão de receitas com preparações para desintoxicação que garantem aos seus leitores emagrecimento rápido e simples, o que faz com que a procura por esse tipo de dieta tenha aumentado.

Fisiologicamente o que realmente acontece é que a restrição na ingestão calórica faz com que nosso organismo utilize apenas a gordura das células adiposas. No caso de longos períodos de fome ou jejum extremo, as toxinas realmente serão colocadas em circulação no organismo, mas, na sequência, serão transportadas novamente ao fígado, que as metabolizará e as enviará de volta às células adiposas.

É importante ressaltar que o processo de desintoxicação ocorre de forma natural e constante no corpo humano, desde que seja utilizada uma alimentação adequada e saudável, sem essa necessidade de mudança radical no padrão alimentar por período estipulado. Dessa forma, deve-se fazer uma avaliação criteriosa das publicações que enaltecem a utilização de uma dieta da moda que proporciona emagrecimento rápido, a fim de identificar se as informações divulgadas realmente são benéficas para o organismo ou se não passam de um golpe de marketing.

Em resumo, podemos dizer que não existem evidências científicas de que as dietas “Detox” realmente funcionam e, portanto, não existem indicações para a sua adesão, visto que esse tipo de dieta não leva em conta as recomendações de ingestão diária de nutrientes nem mesmo condiz com os princípios da alimentação adequada e saudável constantes no Guia Alimentar para a População Brasileira, tampouco considera a individualidade de cada um.

Leia também: O emagrecimento deve ser uma consequência e não um propósito

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios