O que você procura?


Vigilância Sanitária apreende 401 kg de carne vencida à venda em açougue de Itabirito

O material foi imediatamente retirado, pesado e levado para o aterro sanitário, onde foi descartado. Os proprietários foram orientados para regularizar a situação do estabelecimento.

Conteúdo Externo/Release/Reprodução 14 de outubro de 2021 às 20:43
Tempo de leitura
2 min
Carne foi descarta no aterro sanitário da cidade - Foto: Guarda Civil de Itabirito/Facebook
Carne foi descarta no aterro sanitário da cidade - Foto: Guarda Civil de Itabirito/Facebook

Por volta das 13 horas desta quinta-feira (14), uma operação da Vigilância Sanitária apoiada pela Guarda Civil Municipal de Itabirito (GCMI) e Polícia Militar identificou carnes de procedência duvidosa, vencidas e estragadas em um açougue da cidade. A operação se desenvolveu após denúncia que o comércio estava descumprindo normas sanitárias. Os produtos apreendidos foram descartados no aterro sanitário.

Uma fiscalização da Vigilância Sanitária de Itabirito resultou na apreensão de 401 kg de carnes que estavam fora do prazo de validade, mas que mesmo assim seriam ofertadas aos consumidores. A ação aconteceu em um estabelecimento que funciona como açougue. O nome do estabelecimento não foi revelado.

Foto: Guarda Civil de Itabirito/Facebook
Foto: Guarda Civil de Itabirito/Facebook
Foto: Guarda Civil de Itabirito/Facebook

As equipes fiscalizadoras, que foram acompanhadas por guardas civis municipais e policiais militares inspecionaram as câmaras frias do estabelecimento e constataram as irregularidades que colocavam em risco a saúde da população. Alguns dos produtos não possuíam comprovante de origem.

Segundo informações da Vigilância Sanitária, durante a retirada das carnes foi observado que um pedaço de costela bovina apresentava indícios de ter sido cortada com machado em local que possui vegetação, pois havia fragmentos de mato na carne, bem como os ossos da costela que estavam dilacerados, também foram encontrados dois sacos plásticos contendo sangue bovino, o que indica que o animal foi abatido em local não legalizado pois em locais credenciados o sangue de boi é descartado.

O material foi imediatamente retirado, pesado e levado para o aterro sanitário, onde foi descartado. Os proprietários foram orientados para regularizar a situação do estabelecimento.

Carne foi descarta no aterro sanitário da cidade – Foto: Guarda Civil de Itabirito/Facebook

Fonte: Guarda Civil de Itabirito

Última atualização em 14 de outubro de 2021 às 21:19