O que você procura?
Renova banner


Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item

Câmara de Mariana aprova projeto de prevenção e combate ao assédio sexual

Rodolpho Bohrer 19 de junho de 2019 às 20:40
Tempo de leitura
3 min

Uma importante medida foi tomada pelo legislativo marianense durante a 20ª Reunião Ordinária da Casa, que aconteceu segunda-feira, 17. Foi aprovado o Projeto de Lei Substitutivo nº 15/2019, de autoria do vereador Cristiano Vilas Boas (PT), que dispõe sobre medidas de prevenção e combate ao assédio sexual de mulheres nos meios de transporte coletivo no âmbito da cidade de Mariana.

A medida contemplará, sem custo para os cofres públicos, políticas de conscientização através de cartazes e instrumentos de publicidade para que as práticas criminosas sejam coibidas e informando sobre a importância das denúncias se efetivarem. “Acreditamos que esta medida seja de extrema relevância para toda a sociedade. As mulheres merecem todas as políticas que promovam a igualdade e o respeito e vamos cobrar que esta lei seja fiscalizada para seu cumprimento integral”, ressaltou o vereador Cristiano Vilas Boas.
O projeto seguirá para sanção do prefeito e deverá entrar em vigor tão logo seja publicado no Diário Oficial do município.


TRIBUNA LIVRE – A convite da Casa, atendendo ao Requerimento nº  89/2019 dos vereadores Ronaldo Bento (PSB) e Deyvson Ribeiro (SD), participaram da reunião representantes do presídio de Mariana, da Secretaria de Estado de Administração Prisional (SEAP), da Pastoral Carcerária e da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) – Subseção Mariana, para tratarem sobre transferência de presos da cadeia de Mariana para outras localidades.

O vereador Ronaldo Bento expressou sua preocupação com o atual cenário carcerário de Mariana, que, segundo dados oficiais, tem capacidade para 129 detentos, porém possui, atualmente, 200 presos. “Sabemos que a situação é crítica em todo país, mas Mariana merece nossa atenção para que a ressocialização seja o foco nestas internações, além do cumprimento das penas”, ressaltou o edil.

O Superintendente da Diretoria de Gestão de Vagas da SEAP, Paulo Ribeiro, explicou aos vereadores que a transferência das presas de Mariana para outras cidades se deu pela regulamentação de manter as unidades com detentos de apenas um sexo. “Hoje o sistema carcerário de Minas Gerais possui déficit de 34.418 vagas e isso causa a necessidade de remanejamento para melhor adequação”, ponderou o técnico.

O vereador Deyvson Ribeiro ponderou que, apesar da situação crítica, as parcerias para que os presos realizem trabalho para remissão de pena pode ser uma alternativa para que o sistema seja oxigenado. “Parcerias com empresas, poder público e entidades não governamentais são essenciais e recebem nosso apoio”, finalizou o edil.

ATENÇÃO: Ao copiar uma matéria do Mais Minas, ou parte dela, não se esqueça de incluir o link para a notícia original.