O que você procura?


Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item

Dois professores da escola Dom Pedro II contraem Covid-19, em Ouro Preto

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, ambos estão com o esquema vacinal completo e seguem em isolamento em suas próprias casas.

Rômulo Soares 18 de novembro de 2021 às 18:10
Tempo de leitura
3 min
Foto: Google Street View
Foto: Google Street View

Dois professores da Escola Estadual Dom Pedro II apresentaram resultado positivo para a Covid-19 e a partir desta quinta-feira, 18 de novembro, a unidade de ensino estará fechada por 14 dias. A decisão foi tomada após a administração da escola receber orientações da Vigilância Epidemiológica de Ouro Preto e, também, pelo Posto de Saúde do bairro Antônio Dias, onde a instituição se encontra. Assim, o atendimento aos alunos retorna ao modelo online.

De acordo com a Secretaria de Saúde de Ouro Preto, um dos professores positivados para a Covid-19 não estava frequentando a escola presencialmente. Ainda segundo a pasta, ambos estão com o esquema vacinal completo e seguem fazendo o isolamento em suas próprias casas.

A escola, segundo a Secretaria de Saúde de Ouro Preto, seguirá com o que diz os protocolos do Minas Consciente. Portanto suspenderá as atividades presenciais por 14 dias até que o sintomas dos servidores desapareçam e nenhum aluno manifeste sintomas.


O retorno às aulas presenciais não facultativo se deu através de um Decreto do Governo de Minas Gerais, que vale para todas as escolas públicas e privadas no estado. A decisão foi tomada pelo Centro de Operações de Emergência de Saúde (COES), da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, que aprovou a 6ª versão do Protocolo Sanitário de Retorno às Atividades Escolares Presenciais. A medida também acaba com a exigência de distanciamento adicional de 0,90 metro entre os estudantes nos ambientes da escola.

Pela nova versão do protocolo, permanecem vigentes as demais recomendações sanitárias, como o uso correto de máscaras cobrindo boca e nariz por todos, lavagem de mãos, etiqueta respiratória e a limpeza e manutenção frequente das instalações, bem como o rastreamento de contato com pessoas infectadas por covid-19 em combinação com isolamento e quarentena.

As aulas 100% presenciais iniciaram em Ouro Preto no último dia 13 de novembro. Diferente dos demais municípios do estado, a cidade histórica adiou 10 dias para o retorno para que os gestores escolares organizem a transição da forma híbrida para a presencial de ensino.

De acordo com o Boletim Epidemiológico divulgado pela Prefeitura Municipal, oito novos casos de Covid-19 foram confirmados nas últimas 24h em Ouro Preto, totalizando 6.502 casos. Desses, 6.464 se recuperaram, 132 pessoas morreram, sete pacientes estão internados (sendo dois ouro-pretanos) e a taxa de ocupação de leitos na cidade é de 35%.

O “Vacinômetro” do boletim consta 70.197 pessoas parcialmente imunizadas (87,94%) em Ouro Preto e 65.517 ouro-pretanos estão completamente imunizados (82%).

ATENÇÃO: Ao copiar uma matéria do Mais Minas, ou parte dela, não se esqueça de incluir o link para a notícia original.