Após a contratação de Gustavo Scarpa, o Atlético começa a se movimentar no mercado em busca de mais opções para o setor ofensivo. Com a iminente saída de Pedrinho no meio da temporada por conta do fim do contrato de empréstimo junto ao Shakhtar Donetsk, que já informou ao Galo que conta com o atleta para a sequência da temporada europeia, os 3Rs começaram a sondar a situação do atacante do Olympique de Marseille.

Para manter a qualidade do elenco com nomes importantes para a disputa de todas as competições da temporada, o Galo busca a contratação de Luís Henrique, que atuou pelo Botafogo na última temporada mas pertence ao Olympique de Marseille, da França.

Revelado pelo clube de General Severiano em 2020, Luís Henrique foi vendido aos franceses em 2021 por cerca de R$ 25 milhões e em 2022, retornou por empréstimo mas não conseguiu repetir o sucesso da primeira passagem.

Jogador tem muito potencial e pode agregar no esquema de Felipão

Clima nos bastidores é de otimismo

A SAF do Galo está bem otimista na contratação do atleta, que atua pelo lado do campo, setor que Felipão entende que precisa reforçar para a sequência da temporada. Outro ponto positivo na contratação do atacante, é o potencial de revenda.

Por ter apenas 22 anos, a diretoria alvinegra está disposta a investir um valor mais alto na contratação do atleta pensando em recuperar esse investimento em uma venda futura.

YouTube video
Luís Henrique foi vendido ao Marseille como uma das principais promessas da história recente do Botafogo

Com a chegada de Luis Henrique, o nome de Bernard perde força?

O sonho do torcedor atleticano está muito perto de se tornar realidade. Com o contrato de Bernard com o Panathinaikos se encerrando em Junho, o Atlético está próximo de acertar o retorno do ídolo. Mas nos últimos dias, a torcida vem se questionando se caso a diretoria acerte com Luis Henrique, melaria o retorno do Campeão da América de 2013.

Torcida do Galo comenta sobre o retorno de Bernard e a chegada de Luís Henrique

O Atlético vem trabalhando em reforçar o seu elenco, considerando que a equipe de Scolari disputará 4 competições como um dos principais candidatos ao título: Campeonato Mineiro, Libertadores, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro.

Com um elenco versátil e com peças de qualidade, Felipão conseguirá alternar a equipe e preservar os atletas sem impactar no desempenho apresentado pela equipe dentro de campo.

COMENTÁRIOS
Share.

Graduando em Jornalismo na Universidade Federal de Ouro Preto. Colunista de Cidades do Portal Mais Minas, com passagens por Fora das 4 Linhas e Vai que Tô Te Vendo.