Podcast: conheça a nova mídia que vem conquistando ouvintes no Brasil

Por

O podcast é um produto radiofônico que se apresenta através de sua demanda, ou seja, é feito para se ouvir no dia e horário que for pertinente para o ouvinte. O formato abrange diversos temas, como videogames, séries, filmes, esportes, músicas, comédia e etc. Dentre vários tipos de podcasts, também são encontrados entrevistas, séries investigativas e documentários.

O áudio pode ser executado de diversas maneiras e em plataformas diferentes. Com a utilização da internet, o ouvinte pode reproduzir o som ou baixá-lo para ouvi-lo quando for mais pertinente e sem precisar da conexão para poder consumi-lo. Os aplicativos mais usados são: “ITunes“, “Google Play Music”, “Podcast Picker”, “Podcast Republic”, “SoundCloud” e, o que está conquistando maior abrangência atualmente, o Spotify.

O gênero ainda se encontra em estado emergente no Brasil. Com isso, os podcasts não são tão diversificados e com grande investimento, como os produzidos no exterior. Mas, ainda assim, já é um produto com grande relevância no país, tendo, inclusive, vários youtubers, jornalistas e portais de notícias migrando para o Spotify. Em sua grande maioria, os formatos de “mesa redonda” ou “roda de conversa” são os mais utilizados pelos podcasters brasileiros, tendo liberdade para falar o que quiserem.

Sugestões

Sendo assim, com a crescente do podcast no Brasil, o Mais Minas decidiu fazer uma lista recomendando nove podcasts com diversas temáticas que você pode ouvir e assim, se apaixonar por esse formato que vem conquistando tanta gente.

Radiofobia Classics

O Radiofobia Classics foi feito para os amantes dos modelos tradicionais do rádio. É um podcast gravado ao vivo, via streaming, e todos os elementos sonoros (efeitos, trilhas e vinhetas) são reproduzidos em tempo real, exatamente como em um programa radiofônico. É formado por Leo Lopes e Quessa, que são amantes dos programas de música que tocavam nos radinhos dos anos 80. Com isso, o programa traz uma biografia com a história cronológica de artistas e bandas que marcaram décadas, junto com blocos de músicas do discos citados pelos apresentadores. Do pop ao rock, o podcast traz diferentes estilos musicais, mas todos com um fator em comum, serem de grande sucesso durante o período entre os anos 60 e 90.

Poucas

Podcasts: conheça nova mídia que vem conquistando ouvintes no Brasil

Crédito da foto: Reprodução/Youtube

O youtuber Cauê Moura migrou para os podcasts e tem um programa de entrevistas, em parceria com a UOL: o Poucas. Convidados de todos os tipos vão até o o programa bater um papo com o entrevistador, com o teor da conversa muda a cada entrevistado. Nomes como Rafinha Bastos, Hermes e Renato, por exemplo, deixaram o diálogo bem engraçado. Mas alguns como Eduardo Suplicy e Monja Coen trouxeram um nível intelectual maior para a conversa, que tem duração entre uma e duas horas. Apesar de não ter uma edição muito elaborada, os debates sobre os assuntos levantados na mesa costumam ser muito interessantes.

Pelada na Net

Não se deixe enganar pelo nome! O “Peladinha” não é nada imoral. Pelada na Net é um podcast que une futebol e muito bom humor. No ar desde 2012, o PNN funciona em forma de mesa redonda, comandada pelo Vitor Faglioni Rossi, ou simplesmente Príncipe Vidane, e é dividido por quadros, ou “momentos”. O programa, que sai todas as quintas-feiras, com os extras (chamados de Intervalos e tratando de temas externos ao futebol) saindo uma vez por mês em dias aleatórios, possui diversos membros “titulares” e recebe convidados frequentemente.

Com participantes sem papas na língua, o futebol é comentado de maneira cômica e satírica, falando muitas vezes aquilo que o torcedor pensa e quer ouvir, mas que os programas esportivos tradicionais não deixam. E além de tudo, o programa conta com a ilustre participação de ícones como o narrador “Galvão Bueno”, o moleque Testostirinhas, que desde 2012 vem completando 8 anos de idade, e das divas Bernarda Rodriga e Bernardete. Mas ao ouvir, não se empolgue se Vidane elogiar seu time. Após isso a “zika” estará instaurada e ele provavelmente será rebaixado.

Mamilos

Com o lema “Jornalismo de peito aberto”, o Mamilos é um podcast semanal que busca nas redes sociais os temas mais debatidos e polêmicos. O podcast busca aprofundar os assuntos através de uma conversa repleta de bom humor, empatia e tolerância. Os episódios do Mamilos vão ao ar todas às sextas, no final do dia. Os debates gerados nos episódios são embasados em diferentes pontos de vista e argumentos, para que os ouvintes formem opinião com mais fundamento.

O Mamilos está apresentando atualmente o “Algoritmo G”: uma minissérie em quatro capítulos que tem como objetivo derrubar os mitos que impedem as mulheres de se verem à frente do mundo da tecnologia. O primeiro episódio do Algoritmo G mostrou que a explicação para o desequilíbrio entre a quantidade de homens e de mulheres no mercado de tecnologia não tem nada a ver com diferenças biológicas. Muitos episódios são curtinhos e possuem temas bem variados como comida, livros, filmes, sexo, trabalho, política, entre outros. O Mamilos está disponível em todas as plataformas de streaming, vale a pena conferir.

Decrépitos

Senta que lá vem a história! O Decrépitos Podcast, originário do falecido Zueracast, é uma das experiências mais maravilhosamente destrutivas que o ouvinte pode ter. Comandando pelo competentíssimo Daniel Bayer e abrilhantado pelas participações dos estupidamente geniais João Carvalho e Rafael Mordente, membros do icônico canal Satirismo, o podcast traz um humor totalmente diferente do comum. O “popcast”, como é chamado por participantes e fãs, trata de temas diversos a cada programa, que vão desde causos hilários de carnaval até uma aula completa sobre a Mesopotâmia, passando por recomendações, lives interativas e recortes aleatórios de momentos que não foram ao ar.

Uma certeza é: com o Decrépitos você vai chorar, babar, se contorcer de rir. E ainda aprender muito com os inteligentíssimos participantes. E acredite, após alguns episódios você estará bastante compelido a fazer testes da Capricho, trabalhar para comprar a NASA e conhecerá a verdadeira história do Papai Noel. O Decrépitos é semanal e sai às terças.

PãoDeCast

Para quem gosta de podcasts bem humorados, outra dica é o PãoDeCast. Apresentado pela youtuber Pathy dos Reis e o escritor e compositor Leandro Neko, o podcast possui temáticas bem livres, muitas vezes guiadas pelas perguntas dos fãs. Os episódios costumam tratar de assuntos como relacionamento, amizade, autoestima, medos, hábitos, liberdade, entre outros assuntos relacionados à vida. Os episódios também são bem curtos, com cerca de 30 minutos cada. O PãoDeCast é ideal para escutar no ônibus, ao acordar ou antes de ir dormir. Muitos episódios também possuem temas completamente aleatórios, mas divertidos, como “O que você faria com um milhão de reais?” ou “Qual o melhor tipo de queijo?”. O PãoDeCast também está disponível em todas as plataformas de streaming e costuma ser publicado às segundas. Entretanto, no final da semana as vezes vai ao ar o “Pão Dormido” um episódio especial com perguntas dos fãs.

Podmerda

Podcasts: conheça nova mídia que vem conquistando ouvintes no Brasil

Crédito da foto: Divulgação/Facebook

Esse divertidíssimo podcast é feito por três estudantes de jornalismo, Antônio Vinícius, Maic Costa e Rômulo Soares, que não se contentaram com os trabalhos convencionais da faculdade e resolveram fazer um projeto diferente. Com isso, eles criaram um ambiente radiofônico para falar sobre temas diversos, fugindo de todo o politicamente correto (calma, não é a velha desculpa para ser babaca). O programa, eventualmente, traz convidados irreverentes e, também, apresenta perguntas feitas pelo público. Por enquanto, o Podmerda só tem uma temporada com 10 episódios disponíveis no mixcloud.

Trivela

Mais um podcast para os apaixonados por futebol. Mas, diferentemente do Pelada na Net, Trivela trata o futebol de maneira séria e analítica. Com mesa competentíssima e convidados renomados, como Rafael Oliveira, Léo Bertozzi e Gustavo Hoffman, todos estes da ESPN, que participam de alguns dos programas.

O podcast da Trivela trata de diversos assuntos relacionados ao que está em pauta no mundo do futebol. E não há restrições, o papo pode ser sobre futebol brasileiro, gringo, alternativo, tática, gestão e tudo mais. E com um pinguinho a mais de descontração, que as vezes não pode aparecer nos principais canais esportivos.

Projeto Humanos

O Projeto Humanos, que faz parte da rede de podcasts AntiCast, é um podcast que foge um pouco do formato de “mesa redonda”, comum no Brasil. O projeto funciona como storytelling, popularmente utilizado em podcasts dos Estados Unidos. Ele funciona como uma espécie de webdocumentário, em forma de áudio. A editoria do Projeto Humanos se aproxima do jornalismo narrativo/literário/investigativo. Suas temporadas não têm uma quantidade fixa de episódios e tratam especificamente de um assunto.

Atualmente em sua quarta temporada, o podcast vem tratando sobre “O caso Evandro”. Com 24 episódios já lançados e, com provavelmente algo entre 27 e 30, até seu fim, a produção trata do macabro caso acontecido na cidade de Guaratuba, no Paraná, em 1992.

O site do podcast resume o caso assim:

“No dia 06 de Abril de 1992, na cidade de Guaratuba, no litoral do Paraná, o menino Evandro Ramos Caetano, de apenas 6 anos de idade, desapareceu. Poucos dias depois, seu corpo foi encontrado sem as mãos, cabelos e vísceras. A suspeita: foi sacrificado num ritual satânico.

Essa morte acabou por aumentar o medo de pais por todo o estado do Paraná, que enfrentava naquele momento um surto de crianças desaparecidas. Teriam seus filhos sofrido o mesmo destino trágico de Evandro?

Em Julho de 1992, sete pessoas são presas em Guaratuba, e confessam que usaram o menino em um ritual macabro. Mas o caso estava longe de ser encerrado – assim como a culpa daquelas pessoas estava longe de ser devidamente esclarecida.”

O idealizador do Projeto Humanos, Ivan Mizanzuk, investiga então o caso, revivendo os fatídicos dias daquele que é um dos casos mais misteriosos já registrados no Brasil.

*Em colaboração com Kinderlly Brandão e Maic Costa.

Tags :

Postado em 20 de agosto de 2019