A verdade por trás dos sorteios realizados nas redes sociais

No intuito de ganhar mais visibilidade em seus perfis nas redes sociais, muitos influenciadores, principalmente após o início da pandemia, estão investindo em sorteios. São anunciados Iphone’s, muitas maquiagens, enfim, um leque de opções que deixam os seguidores aguçados.

Aos que não sabem, quando uma pessoa usa as redes sociais para trabalhar como influenciadora, ela precisa criar engajamento, ou seja, as pessoas precisam comentar  e curtis bastante suas fotos, além de compartilhar aquele conteúdo. Logo, muitos não estão preocupados com o sorteio em si, ou em presentear seus seguidores, e sim em fortalecer o seu nome junto às plataformas digitais.

Uma questão muito séria e que precisa de nossa atenção é o fato de que no Brasil a lei proíbe qualquer tipo de sorteio que não seja registrado. Isso explica o porquê de muitos influenciadores ao invés de escreverem “pessoal, vou fazer um sorteio” escrevem “foto oficial” e em seguida já as regras para participar do sorteio. Muitos não querem que o sorteio seja descoberto pela Justiça.

Outro ponto em que é necessário refletir é que a maioria das pessoas que cumprem todas as regras para participarem de um determinado sorteio não acompanha de fato o sorteio sendo realizado. Simplesmente surge o nome de um ganhador, gerado muitas vezes por uma plataforma de sorteio, em que pode ser facilmente fraudada. Ou seja, há muitas dúvidas acerca desses sorteios que vêm a cada dia mais tomando conta das redes.

Quem levantou a questão recentemente foi o influenciador Felipe Neto. Segundo o youtuber, os sorteios movimentam uma fortuna e nada tem sido feito para deter tais práticas. Veja a baixo uma publicação de Felipe, realizada ontem (12) e tire suas conclusões.

Leia também: Influenciador digital: como ganhar seguidores no Instagram.