Take a fresh look at your lifestyle.

Segurança alimentar: Um dos principais desafios para o Desenvolvimento Sustentável

O dia 16 de outubro é o dia Mundial da alimentação e todos os anos a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO) propõe temas para serem abordados nesta data. Para o ano de 2017 o tema proposto pela FAO foi: “Mude o futuro da migração. Investir na segurança alimentar e no desenvolvimento rural.”.

Com o tema supracitado a FAO aposta na segurança alimentar e o desenvolvimento rural como estratégia para o combate a fome. No mundo existem milhões de migrantes que se deslocam dentro do próprio país ou até mesmo atravessam fronteiras internacionais.  A migração pode ocorrer de modo voluntário ou involuntário e por motivos diversos, como por exemplo, busca de oportunidades de emprego, refúgio ou melhores condições de vida, mas independente da causa pela qual os indivíduos se deslocam de um local para outro, é sabido que se gera  um considerável  impacto na economia, visto que os migrantes têm potencial para cooperar com o desenvolvimento econômico da localidade de destino, por exemplo ao oferecer  mão de obra ,e  ainda contribuir  com o fluxo de dinheiro  de  seu país ou cidade de origem por meio do envio de  subsídios  para seus familiares.

O segundo Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS-2) da Organização das Nações Unidas (ONU) para o ano de 2030 é: Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhorar a nutrição e promover a agricultura sustentável.  A fome está diretamente relacionada à economia de um país, visto que o governo precisa desenvolver programas e políticas públicas de modo a combater a situação de fome.

A fim de alcançar o ODS-2 a FAO recomenda que o Brasil mantenha programas governamentais de acesso a alimentos para garantir a segurança alimentar dos brasileiros. Dentre esses programas podemos citar a merenda escolar, campanhas de alimentação saudável, incentivo e financiamento da agricultura familiar, bolsa família, entre outros.

A FAO incentiva o investimento na agricultura como um método para se alcançar o ODS-2  para o ano de 2030; esse investimento pode tanto ocorrer por meio dos programas governamentais de apoio à agricultura familiar, os quais além de proporcionar o acesso a alimentos saudáveis atuam na geração de emprego como pode ainda acontecer  por meio da assistência a grupos em situação de risco e com condições mínimas de subsistência.

Em resumo a proposta da FAO consiste em evitar a escassez de alimentos e recursos de sobrevivência, proporcionando o que chamamos de Segurança alimentar, ou seja, o acesso a alimentação com qualidade e em quantidade suficiente.  Propondo para este fim o incentivo ao desenvolvimento rural, procurando usufruir dos aspectos positivos que a migração pode oferecer para o crescimento econômico, bem como evitar que o deslocamento de pessoas ocorra devido à falta de condições de sobrevivência, fazendo com que o processo de migração não seja causado pela falta de alternativas, como fuga de uma vida miserável, mas como um artifício de aprimoramento das condições e recursos já disponíveis.

Leia Também: Seja o Adulto que as Crianças Deverão Ser no Futuro

Close