O que você procura?
Renova banner


Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item

“Até você voltar” é a música composta por Marília Mendonça mais tocada nos últimos 10 anos

Rodolpho Bohrer 5 de novembro de 2021 às 20:37
Tempo de leitura
4 min
Marília Mendonça
Marília Mendonça

O Ecad (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição) publicou uma nota na noite desta sexta-feira, 5 de novembro, lamentando a morte de Marília Mendonça. O instituto informou detalhes da carreira da rainha da sofrência, revelando que a artista tinha 324 músicas e 391 gravações suas e de parceiros cadastradas.

Ainda de acordo com a nota do Ecad, “Até você voltar”, composição de Marília Mendonça que ficou nacionalmente conhecida nas vozes da dupla “Henrique e Juliano”, foi a música de sua autoria mais tocada nos últimos 10 anos nos principais segmentos de execução pública de música. 


Confira a letra da música:

Aqui sentado nessa mesa
Só o copo de cerveja é minha companhia
E essa casa está tão cheia
E parece vazia sem você comigo

E hoje está fazendo um ano
Aqui no meu calendário ainda está marcando
O dia e o mês, foi a primeira vez
E o que me prometeu, será que se esqueceu

De todos nossos planos, nossos filhos, nosso apartamento
Da nossa lua de mel, do nosso casamento
Como pude acreditar nesse seu juramento?
E agora estou sozinho outra vez

De copo sempre cheio, coração vazio
Tô me tornando um cara solitário e frio
Vai ser difícil eu me apaixonar de novo
E a culpa é suaAntes embriagado do que iludido
Acreditar no amor já não faz mais sentido
Eu vou continuar nessa vida bandida
Até você voltar

De todos nossos planos, nossos filhos, nosso apartamento
Da nossa lua de mel, do nosso casamento
Como pude acreditar nesse seu juramento?
E agora estou sozinho outra vez

De copo sempre cheio, coração vazio
Tô me tornando um cara solitário e frio
Vai ser difícil eu me apaixonar de novo
E a culpa é sua

Antes embriagado do que iludido
Acreditar no amor já não faz mais sentido
Eu vou continuar nessa vida bandida
Até você voltar

De copo sempre cheio, coração vazio
Tô me tornando um cara solitário e frio
Vai ser difícil eu me apaixonar de novo
E a culpa é sua

Antes embriagado do que iludido
Acreditar no amor já não faz mais sentido
Eu vou continuar nessa vida bandida
Até você voltar
Até você voltar

Veja a íntegra da nota do Ecad:

Nota de pesar – Marília Mendonça 

O Ecad (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição) lamenta profundamente e expressa o seu profundo pesar pela morte da cantora e compositora Marília Mendonça, conhecida como a “Rainha da Sofrência”, que faleceu na tarde desta sexta-feira, dia 05 de novembro, em acidente aéreo, na serra de Caratinga, em Minas Gerais. Neste momento de dor, a instituição se solidariza com familiares e amigos da artista e das demais vítimas fatais dessa tragédia. A cantora de 26 anos era um dos ícones da música sertaneja e tinha diversos sucessos na carreira como “Infiel”, “Supera”, “Todo mundo vai sofrer”, “Eu sei de cor”, entre outras músicas de sua autoria e em parceria com outros artistas. “Até você voltar”, em parceria com Juliano Tchula, foi a música de sua autoria mais tocada nos últimos 10 anos nos principais segmentos de execução pública de música. No banco de dados do Ecad, ela tem 324 músicas e 391 gravações suas e de parceiros cadastradas. A maior parte de seus rendimentos em direitos autorais pela execução pública de suas músicas, nos últimos 10 anos, foi proveniente dos segmentos de Rádio e Show, que corresponderam a mais 65% do que foi destinado a ela. Com sua percepção aguçada e letras que mostravam o sentimento de muitos brasileiros, Marília foi uma artista essencial para o sertanejo e fará muita falta na música brasileira. 

Nascida em Cristianópolis (GO) em 22 de julho de 1995, Marília Mendonça surgiu como ícone do “feminejo” em 2016, com sucessos como “Infiel” e “Eu sei de cor”. Antes, ela já era compositora de sucessos do sertanejo. Com 26 anos, a cantora deixa um filho de um ano nesta sexta-feira (5) após sofrer um acidente aéreo na serra de Caratinga. O assessor e o tio da artista, além do piloto e copiloto, também não resistiram e morreram no acidente.

ATENÇÃO: Ao copiar uma matéria do Mais Minas, ou parte dela, não se esqueça de incluir o link para a notícia original.