O que você procura?


Sargento dos Bombeiros lotado em Congonhas morre ao combater incêndio

Rômulo Soares 23 de setembro de 2021 às 09:54
Tempo de leitura
2 min
Foto: CBMMG
Foto: CBMMG

O mês de setembro está marcado pelos vários incêndios que estão atingindo as matas de áreas de conservação e parques estaduais. Na tarde dessa quarta-feira, 22, o Corpo de Bombeiros divulgou mais uma notícia triste. Um sargento da corporação morreu após passar mal durante a operação de combate a um incêndio em Arinos, região Noroeste de Minas Gerais. Carlos Roberto da Silva era militar lotado no Posto Avançado de Congonhas.

“O sgt Roberto foi um excelente militar. Era reconhecido pela sua serenidade e compromisso com o serviço. Foi instrutor de Combate a Incêndio Urbano e de Atendimento Pré-Hospitalar, além de ser professor de Aikido, arte marcial que praticava há tempos”, diz a nota do Corpo de Bombeiros.

LEIA TAMBÉM:  Barragem de água, em Paraisópolis, chega em nível 3 de emergência e 61 pessoas são evacuadas

De acordo com o Corpo de Bombeiros, Carlos Roberto foi convocado para prestar apoio às equipes que atuam no combate aos incêndios florestais que afetam o Noroeste de Minas. Ele teve um mal súbito que evoluiu para uma parada cardiorrespiratória durante o combate às chamas e faleceu no local.

Carlos Roberto morava em Barbacena e deixa dois filhos que residem na cidade. “Neste momento a Corporação reverencia este militar que deixou os familiares para cumprir seu juramento e acabou tombando em combate no exercício da missão de salvar vidas, bens e meio ambiente. O Corpo de Bombeiros Militar se solidariza com a família e presta o apoio necessário. Pedimos a Deus que dê forças aos parentes e à toda família Bombeiro Militar”, complementa a nota.

LEIA TAMBÉM:  Serra de Ouro Branco volta ser foco de incêndios; veja imagens

Incêndios

De acordo com o balanço divulgado pelo Corpo de Bombeiros nessa terça-feira, 21 de setembro, Minas Gerais registrou neste mês 2.971 incêndios, sendo:

  • 47 em Unidade de Conservação;
  • 17 em produção agrícola;
  • 30 em área de reflorestamento;
  • 63 em área rural (19 de órgão público e 44 de órgão privado);
  • 155 em área rural particular, 530 em área rural não protegida;
  • 380 em pasto.

Veja o balanço de incêndios em Minas Gerais completo:

Bombeiro de Congonhas morre ao combater incêndio
Foto: CBMMG