DestaqueNutrição e AlimentaçãoSaúde

Um breve histórico da AIDS

A Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, do inglês Acquired Immunodeficiency Syndrome (AIDS), é uma doença do sistema imunológico humano causada pelo vírus HIV (Vírus da Imunodeficiência Humana). Ser HIV positivo não é o mesmo que ter AIDS, pois esta é o estágio mais avançado da doença, quando o sistema imunológico encontra-se bastante debilitado.

Os primeiros casos conhecidos da AIDS ocorreram nos Estados Unidos, Haiti e África Central, entre os anos de 1977 e 1978. O primeiro caso da doença no Brasil ocorreu em São Paulo, no ano de 1980, mas só veio a ser classificado como AIDS dois anos mais tarde. Por ocasião da confirmação do primeiro caso de AIDS no Brasil, identificou-se a transmissão por transfusão sanguínea e adotou-se temporariamente o termo Doença dos 5H, descrevendo Homossexuais, Hemofílicos, Haitianos, Heroinômanos (usuários de heroína injetável), Hookers (profissionais do sexo em inglês). Foi apenas no ano de 1985 em que foi introduzido o termo comportamentos de risco em substituição ao termo grupos de risco.

Em 1991, iniciou-se a compra de medicamentos antirretrovirais para distribuição gratuita e no ano de 1992 a AIDS passou a integrar o código internacional de doenças, e os procedimentos inerentes ao tratamento foram incluídos na tabela do SUS. No ano seguinte o coquetel que trata a AIDS (AZT) começou a ser produzido no Brasil.

No ano de 1996 foi criada a Lei 9.313 que estabelece a distribuição gratuita de medicamentos aos portadores de HIV, possibilitando, dessa forma, uma melhor  qualidade de vida aos  infectados. O Brasil avançou na luta contra a doença e, em 1999, já disponibilizava 15 diferentes medicamentos para tratar a AIDS.

Com o decorrer do tempo e os avanços no conhecimento sobre a AIDS, essa doença vem deixando de ser um tabu ou uma sentença de morte, devido a maior disseminação de informações sobre contágio e prevenção,  associada a maior disponibilidade do tratamento; o que mostra a constante evolução no âmbito da saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios