5 lembretes importantes em tempos de pandemia

Você não precisa ser produtivo o tempo todo

Muitos estão trabalhando de casa há alguns meses, numa rotina que impõe novos desafios. Conciliar as tarefas domésticas com o trabalho, os cuidados com as crianças, manter o foco com tantas distrações e não ter um ambiente completamente adequado ao trabalho em casa são algumas das queixas que mais escutamos na clínica, considerando o cenário atual.

O mais curioso é que, mesmo com tantas mudanças, não é incomum cairmos na cobrança de que precisamos produzir mais e dar conta de tudo. Neste momento, a tendência é desconsiderarmos todo o contexto que estamos vivendo e entrar num processo de autocobrança – como se estivéssemos fazendo algo errado ou aquém do que deveríamos.

Calma! Nem todo dia será bom mesmo, faz parte.

Esforce-se em ter uma rotina organizada e dê o seu melhor para que este período lhe renda muitos frutos positivos e seja um momento de novos aprendizados, mas tenha ciência de quem nem todo dia será incrível. É normal!

Hoje foi um dia pouco produtivo? Faça do amanhã um dia melhor que o de hoje. E por aí vai, um dia após o outro.

Tá tudo bem sentir medo e ficar angustiado em alguns momentos

As incertezas quanto ao futuro tem colocado muitas pessoas em sofrimento. Medo de adoecer, dificuldades econômicas e ausência de uma perspectiva mais fidedigna do que irá acontecer nos próximos meses tem tirado o sono de muitos de nós.

Tristeza, medo, angústia são sentimentos que fazem parte da vida humana e aceitá-los é uma forma mais possível de lidar com eles. Converse com amigos e familiares, divida seus sentimentos com pessoas queridas e acolha-se. Fingir que tudo está bem e brigar com os sentimentos ruins só vai aumentar a angústia. A tendência é que eles diminuam com o tempo, na maioria das vezes são fases e todos passamos por elas.

Agora, se os sentimentos ruins estiverem presentes na maior parte do tempo e se o sofrimento estiver muito difícil de lidar, considere buscar ajuda profissional, ok?

Conecte-se com o momento presente

Grande parte do nosso sofrimento está no fato de, ficarmos presos no passado, apegados a vivências que já aconteceram ou ao futuro, ansiosos com situações que ainda nem aconteceram – e que talvez, nunca cheguem de fato a acontecer.

Uma estratégia extremamente funcional e benéfica é conectar-se com o momento presente. Entenda que tudo o que já aconteceu não podemos mais mudar e temos pouco domínio sobre muitas das coisas que acontecerão no futuro. O que está realmente em nossas mãos é o momento PRESENTE. Sua rotina, seus afazeres, suas decisões. Tudo o que está nas suas mãos, neste momento, é o que você pode de fato fazer e estas escolhas terão grande influência no seu futuro.

O pensamento foi lá para o passado ou voou para o futuro, te deixando triste, preocupado, ansioso? Conecte-se com o PRESENTE e coloque-se em AÇÃO: mexa-se, faça algo que você goste, cuide de si, da sua casa, dos seus entes queridos. Foco no agora! Faça acontecer no agora e deixe o futuro vir, no tempo dele.

Valorize as pequenas coisas

Na rotina corrida do dia a dia muitas vezes nem temos tempo de ficar em casa e aproveitar a companhia das pessoas que mais amamos. Aproveite este momento de isolamento e valorize cada minuto que você tem com as pessoas que mais importam na sua vida.

Cuide da sua casa, dos seus pertences, reative velhos hábitos que você gostava, mas acabou deixando de lado pela rotina. Ou aproveite para criar novos.

Apesar do isolamento social, você não precisa ficar sozinho

A Internet está aí para mostrar a importância da conectividade. Podemos falar com alguém que está do outro lado do mundo de modo instantâneo, por voz e até mesmo por vídeo! Então utilize todos estes recursos a seu favor. Mantenha contato com os amigos, familiares que estão distantes e aproveite este período para criar novas formas de “estar perto”.

Que tenhamos dias mais amenos, com muito foco no momento presente e no cuidado com a nossa Saúde Mental.

Faça a sua parte, cuide de si, dos seus amados e deixe o futuro no lugar dele: cuidando do agora, quando ele chegar, estaremos mais fortalecidos e sãos para lidar com o que vier.

Até a próxima.

 

Vanessa Barreto Fassheber – CRP 04/24259

Psicóloga, Terapeuta Cognitivo Comportamental, Especialista em Saúde Mental, Educação em Saúde e Mestre em Ciências da Saúde

Procuro trazer um novo significado para as vivências e emoções do passado, buscando o bem estar no momento presente.

Instagram: @vanessafassheber

E-mail: [email protected]

COMENTE