A lei do retorno no BBB20

Parece que o tiro saiu pela culatra mais uma vez para Petrix. Após planejar queimar Mari e armar um complô na casa contra as mulheres, o ex-líder foi indicado ao paredão por Pyong. A indicação aconteceu logo após a prova do líder que contemplou Guilherme.

A produção do BBB 20 resolveu reproduzir a prova do coelho, prova essa que tornou a atriz Grazzi Massafera líder na edição do reality de 2005. Na noite desta quinta-feira, 30 de janeiro, os participantes acreditavam que a prova se tratava de uma corrida, onde quem chegasse primeiro ficaria com a liderança, mas tudo não se passou de uma pegadinha. Logo após chegarem no outro lado, com um tom de suspense, Thiago Leifert anunciou que já havia a numeração de uma casa específica que foi escolhida pelo público através de votação. Quem ocupasse a casa de número 2 seria o novo líder, e por sorte Guilherme estava lá.

O público também escolheu o número da casa onde quem ocupasse iria ter o poder de indicar um participante direto para o paredão. Nesse caso a casa escolhida foi a de número 7, e quem a ocupou foi Pyong. Ele indicou Petrix.

Muita coisa está para acontecer até que a formação do próximo paredão seja concluída. Amanhã acontece a prova do Anjo e neste sábado o Big Fone irá tocar.

Durante a formação do último paredão, Petrix planejou a saída de Pyong, que recebeu dez votos da casa, mas ficou isento do paredão após a prova Bate e Volta. Nesta semana, Petrix começou novos planos, mas acabou no paredão. Seria a hora de Petrix repensar sobre suas atitudes dentro da casa, pois o retorno pra ele está vindo a cavalo.

Vamos aguardar pelos próximos episódios do Big Brother Brasil 2020.

Comentários estão fechados.