Mais Minas
Portal de notícias de Minas Gerais

Adilson Batista não é mais treinador do Cruzeiro

Time vinha de uma vitória em oito jogos e o revés para o CRB, na noite de ontem (11), foi a gota d'água

PUBLICIDADE

Adilson Batista não é mais treinador do Cruzeiro. O técnico e ex-jogador não resistiu a derrota para o CRB, na noite de ontem (11), pela terceira fase da Copa do Brasil, em pleno Mineirão. Adilson já vinha sendo criticado pelos meus resultados e fraco futebol apresentando pelo time.

O treinador chegou ao clube no final do ano passado, para os três jogos finais do Brasileirão, substituindo o demitido Abel Braga. Na ocasião, Adilson perdeu os três jogos e não conseguiu ajudar o Cruzeiro na briga contra o descenso.

Mas mesmo com resultados ruins, Adilson Batista ganhou voto de confiança para seguir comandando a reconstrução do time em 2020. E apesar de um bom início, as atuações e resultados ruins do time logo fizeram com que o treinador passasse a ser questionado pelo torcedor e imprensa.

Números

Adilson encerra sua segunda passagem pelo Cruzeiro com 11 jogos disputados em 2020, tendo conquistado quatro vitórias, quatro empates e três derrotas. Somando os três reveses do ano passado, o número de jogos perdidos sobe para seis, resultando num aproveitamento de 38,1%.

Nos últimos oito jogos, o Cruzeiro conseguiu apenas uma vitória, contra o Uberlândia, com gol no fim e Fábio pegando pênalti. Em 2020, o Cruzeiro enfrentou um adversário da Série A, o rival Atlético, e perdeu, além de dois da Série B, América-MG, com o qual empatou, e o CRB, que venceu a Raposa por 2 a 0, em pleno Mineirão, na noite de ontem (11).

Adilson Batista deixa o Cruzeiro em situação difícil na temporada. A Raposa se encontra em quinto lugar no Campeonato Mineiro, fora do grupo dos classificados para as semifinais, com apenas três jogos restantes na primeira fase. Já na Copa do Brasil, o time precisará reverter um placar de 2 a 0, fora de casa, contra o CRB, para passar de fase.

Possíveis substitutos

Agora o Cruzeiro já passa a pensar num substituto para Adilson Batista. Segundo informações, o preferido do Conselho Gestor do clube é Rogério Ceni, mas a negociação é considerada impossível. Em seguida Enderson Moreira, que está no Ceará, é cotado, mas a negociação também é complicada. Dentre os nomes mais prováveis, surge o de Guto Ferreira, que deixou o Sport recentemente, após eliminação precoce na primeira fase da Copa do Brasil.

Adilson Batista não é mais treinador do Cruzeiro
Guto Ferreira é um dos principais cotados para assumir o Cruzeiro – Crédito da foto: Sport Recife/Site Oficial/Reprodução

Dentre os nomes não ventilados, mas disponíveis no mercado, se destacam Marcelo Oliveira, bicampeão brasileiro com o clube em 2013 e 2014, e Thiago Larghi, que fez bom trabalho no Atlético, em 2018.

Ocimar Bolicenho

Outro que pode deixar o clube nas próximas horas é o diretor de futebol Ocimar Bolicenho. Contratado no início do ano, Ocimar tem sido muito criticado por algumas de suas ações no clube, como as contratações de Roberson, Jhonata Robert e Filipe Machado, e por declarações como a que deu no programa “Bem, Amigos!”, do SporTV, onde afirmou que “o Cruzeiro precisa de time Série B para subir”.

Veja também: Cruzeiro perde em casa para o CRB e se complica na Copa do Brasil

Deixe seu comentário
Participe gratuitamente do nosso grupo de notícias no Telegram -> ENTRAR.
você pode gostar também