Ultimate magazine theme for WordPress.

Araras são resgatadas dentro de porta-malas de carro em João Monlevade

Cerca de 20 araras foram apreendidas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), na BR-381, em João Monlevade, na tarde de terça-feira (17). As aves silvestres, adultas e filhotes, da espécie Canindé, estavam escondidas dentro de caixas de papelão e gaiolas no porta-malas de um Fiat Siena. Além disso, Alguns animais estavam com sinais de maus tratos, com ferimentos pelo corpo e com penas arrancadas. O destino das aves seria Caratinga, na Região do Vale do Rio Doce.

Com a apreensão das aves, um veterinário foi chamado para tratar dos animais, que estavam com fome e sede. Os policiais auxiliaram no trabalho, alimentando as araras, que foram encaminhadas temporariamente para uma clínica veterinária em João Monlevade. No vídeo abaixo, as araras são alimentadas pela PRF:

A motorista do veículo, uma mulher de 42 anos e um passageiro, de 29, foram presos suspeitos de crime ambiental. O casal relatou ter pego as araras em Uberlândia, no Triângulo Mineiro. Ambos foram levados para a delegacia.

O que diz a lei

De acordo com ao artigo 32 da Lei Nº 9.605 praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos é crime, com pena de detenção de três meses a um ano e multa. Além disso, o artigo 29 da mesma lei indica que matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente também é crime, com detenção de seis meses a um ano e multa.

Já a Lei N° 5.197 institui que a utilização, perseguição, destruição, caça ou apanha de espécimes da fauna silvestre são proibidas no país.

Leia também: Caminhoneiro é preso com o maior índice de embriaguez já registrado no ano em Minas Gerais

Comentários do Facebook