Barão de CocaisNotícias

Cerca de 500 pessoas são retiradas de suas casas por risco de rompimento de barragem da Vale em Barão de Cocais

A Agência Nacional de Mineração (ANM) determinou a evacuação de área à jusante da barragem Sul Superior da mina Gongo Soco, em Barão de Cocais (MG), depois de ser informada pela Vale que a empresa estaria dando início ao nível 1 do Plano de Ação de Emergência de Barragens de Mineração (PAEBM).

A Vale ressalta que a decisão é preventiva e aconteceu após a empresa de consultoria Walm negar a Declaração de Condição de Estabilidade à estrutura.

A ação teve início na madrugada de hoje (8/2) e vai abranger cerca de 500 pessoas nas comunidades de Socorro, Tabuleiro e Piteiras, todas situadas na cidade de Barão de Cocais, distante 100 km de Belo Horizonte.

As sirenes foram acionados por volta das 3h, quando os moradores das comunidades de Socorro, Tabuleiro e Piteiras evacuaram a região. A Prefeitura de Barão de Cocais abrigou os moradores no ginásio poliesportivo Waldemar das Dores onde, neste momento, funcionários da Vale fazem um cadastramento para começar o atendimento aos desalojados. Segundo informações repassadas pela assessoria de comunicação da mineradora, todos os moradores que foram obrigados a deixar suas residências serão encaminhados para hotéis da cidade e da região.

Como medida de segurança, a Vale está intensificando as inspeções da barragem Sul Superior. Também será implantado equipamento com capacidade de detectar movimentações milimétricas na estrutura.

A Barragem Superior Sul está entre as dez anunciadas pela Vale que passarão pelo processo de descomissionamento, pois ela foi construída pelo método de “alteamento a montante”, método atualmente considerado ultrapassado e menos seguro do que outras alternativas existentes. Ele é o mesmo usado na construção de barragens que se romperam em Mariana, em novembro de 2015, e em Brumadinho, em 25 de janeiro deste ano.

Cerca de 500 pessoas são retiradas de suas casas por risco de rompimento de barragem da Vale em Barão de Cocais
Imagem aérea da Minas Gongo Soco, em Barão de Cocais — Foto: Google/Reprodução

A Vale está trazendo consultores internacionais para fazer nova avaliação da situação no próximo domingo (10/2).

Facebook Comentários

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios