Um abismo mais conhecido como alma

0

Bile Negra traz a luta de um indivíduo contra os vazios da existência. Na verdade, uma guerra travada por todo ser humano. É uma obra que trata principalmente da angústia.

O protagonista chama-se Iago.

Ele acabou de chegar à metrópole e é às suas sessões terapêuticas que o leitor assiste.

Iago é o guia pelo verdadeiro abismo conhecido como alma. No caminho, o leitor sente empatia pelo condutor. Graças à precisão com que a luta de Iago é exposta, confirma-se a experiência profissional do escritor.

Médico e filósofo, Alexandre Loch nasceu em 1978.

Fez residência no Hospital das Clínicas. Sua especialidade é o estigma das doenças mentais. A literatura, um grande interesse desde a infância.

O autor produziu e publicou inúmeros artigos na área da Psiquiatria e é editor chefe de um periódico internacional que trata de saúde mental pública. Sua estreia na literatura foi com o livro Bile Negra.

Embora o livro esteja classificado como autoajuda na Amazon, é ficção. Na sua fanpage, o autor deixa isso bem claro.

Alexandre Loch apresenta a Teoria dos Quatro Humores mediante o protagonista e outros personagens que cruzam a trajetória de Iago.

Neste livro, o leitor não encontrará um estudo de caso; Bile Negra é, antes de tudo, literatura.

O livro físico está esgotado nas livrarias, infelizmente, mas o autor ainda dispõe de alguns exemplares de Bile Negra e também há a versão digital do livro que está disponível na Amazon Brasil e na Saraiva. Vale a pena conferir!

Confira mais informações sobre a obra no site pessoal do autor: http://www.alexandreloch.com.br/bile-negra/

Loch também é colunista no HUFFPOST. Leia seus artigos: https://www.huffpostbrasil.com/author/alexandre-a-loch/