Como a crise do Coronavírus vem aumentando a opção pelo Home Office
Crédito da foto: Pixabay

Basta dar uma olhada no Twitter e ele está lá nos trending topics: Coronavírus. No Facebook, também conhecido atualmente como o território dos memes, há também vários vídeos e postagens sobre ele.

Sites de notícias do mundo inteiro falam sobre ele e, nas atuais circunstâncias, apenas mesmo quem passou três meses em Marte para não saber que todos os continentes já contam com pessoas infectadas.

O Coronavirus, também conhecido como COVID-19, se propagou em alta velocidade, fazendo as pessoas lavarem as mãos várias vezes ao dia e transformando as ações na Bolsa de Valores em uma montanha-russa.

Não são apenas os hábitos higiênicos e as oscilações na economia que são afetadas pelo surto. O cotidiano profissional também sofre com o avanço do vírus.

Escritórios fechados, salas de reuniões lotadas e elevadores apertados são tudo o que esse inimigo invisível precisa para infectar mais gente. Por isso, na já conhecida lista de procedimentos preventivos é possível inserir mais um item junto com o álcool gel e as máscaras: o Home Office.

As vantagens do Home Office em tempos de crise na saúde

O Trabalho Remoto, mais conhecido mesmo como o Home Office, já se tornou uma prática comum entre profissionais freelancers e algumas empresas, especialmente agência de publicidade e startups.

Por meio dele, os funcionários podem realizar as suas tarefas, cumprirem prazos e até participarem de reuniões sem saírem de casa ou, quem sabe, de uma biblioteca ou do quarto de um hotel.

Além disso, até mesmo empreendedores que gerenciam um pequeno negócio se beneficiam com essa modalidade. Quem administra uma loja virtual, por exemplo, pode muito bem conduzir as suas vendas. Basta contar com um site e um bom serviço de hospedagem de site.

Pois é, com o perdão do trocadilho, mas o Home Office de uns anos para cá vem se propagando com a velocidade do Coronavírus. O principal motivo para o crescimento dessa modalidade de trabalho reside no avanço da Computação em Nuvem e das ferramentas de compartilhamento online.

O Trello, o Wrike e o Slack são apenas algumas dessas várias tecnologias que permitem o envio e o recebimento dos mais variados tipos de arquivos. Tudo isso sem o profissional sair de casa e, ainda mais, reduzindo as chances de aumentar o número de infectados.

Se a prevenção é o melhor remédio, então a opção por trabalhar em casa pode ser um método eficiente para prevenir. É claro que nem todas as profissões se adaptam ao Home Office, porém, para aqueles casos possíveis vale a pena conhecer os seus benefícios.

Ficar mais tempo em casa

Com o Coronavírus solto por aí, a decisão mais correta é adotar as medidas de prevenção viáveis. Uma delas é evitar aglomerações em locais fechados. Nesse aspecto o Home Office pode dar uma mãozinha, pois o funcionário passa a efetuar as suas tarefas de casa.

Sem transporte coletivo

Os meios de transporte urbanos, tais como ônibus e metrôs, são locais onde o vírus pode se propagar. Por isso, o Trabalho Remoto se torna uma opção bastante vantajosa para evitar contrair a doença.

Além disso, diante dos aeroportos restringindo viagens, a opção do Home Office é uma forma de substituir conversas e reuniões.

Pois é, essa modalidade permite que os integrantes possam fazer uma reunião empresarial sem sair de casa. Alguns softwares de gestão e interação, como o Skype e o Asana viabilizam essa alternativa.

Sendo assim, a produtividade da equipe não fica prejudicada e ainda se torna possível contribuir para conter o avanço do Coronavírus.

Assegurar o bem estar da sua equipe

É fundamental garantir a saúde dos funcionários. Diante disso, o Home Office aparece como uma alternativa acessível e que não interfere na eficiência do trabalho. Além do mais, os próprios funcionários se sentem mais confiantes e seguros.

Beneficia a imagem da empresa

Adotar o Trabalho Remoto como uma forma de conter a propagação da doença mostra a postura da empresa diante de um problema que está mobilizando o mundo inteiro. Líderes de Estados e profissionais da saúde destacam exaustivamente nas mídias os métodos de prevenção.

Desse modo, o empreendedor que adere ao Home Office como uma forma de evitar problemas com o Coronavírus demonstra estar ciente da situação. Isso é importante para beneficiar a sociedade como um todo, amenizando problemas de ordem econômica e de saúde.

O Home Office não vai varrer o Coronavírus do mundo, isso é óbvio

O COVID-19 não transformou o mundo no cenário de um filme do Mad Max (e esperamos que não o faça). No entanto, essa medida representa uma ação de prevenção bastante viável, capaz de assegurar o bem estar dos funcionários sem prejudicar o bom andamento dos serviços.

Por essa razão, vale adequar a rotina da sua empresa para a modalidade do Home Office, pois ele traz mais vantagens e ainda contribui para um ambiente de trabalho mais saudável.

Comentários do Facebook

Receba notícias do Mais Minas através do nosso grupo oficial do WhatsApp. Não se preocupe, somente nosso número conseguirá fazer publicações, evitando assim conteúdos impróprios e inadequado. Participe: ENTRAR.

Faça parte também das nossas redes sociaisFacebook e Instagram. Siga o Mais Minas no Google Notícias clicando aqui.