Há seis dias, Santa Casa de Ouro Preto está com ocupação total dos leitos de UTI para Covid-19

Há seis dias, Santa Casa de Ouro Preto está com ocupação total dos leitos de UTI para Covid-19
Fachada do Hospital Santa Casa de Misericórdia de Ouro Preto - Foto: Rodolpho Bohrer/Mais Minas

Desde a Véspera do Natal a Santa Casa de Misericórdia de Ouro Preto está com 100% dos leitos de UTI para Covid-19 ocupados. Atualmente, o hospital conta com dez leitos para os pacientes vítimas do coronavírus. A unidade hospitalar é referência de UTI na Região dos Inconfidentes, atendendo pacientes de Itabirito, Mariana e Ouro Preto.

Em relação aos leitos de isolamento (enfermaria), seis de um total de sete estão ocupados, o que representa 85,7% do total.

Essa não é a primeira vez durante a pandemia em que os leitos voltado para pacientes com Covid-19 se esgotam. Essa situação tem sido recorrente, principalmente no mês de dezembro, nessa que é considerada a “segunda onda” da infecção causada pelo vírus. Por causa disso, no último dia 18, a Santa Casa anunciou medidas de restrição de acesso ao hospital com o intuito de prevenir o contágio do coronavírus.

Dados de atendimentos da Santa Casa de Ouro Preto

Diariamente, de segunda à sexta, o hospital Santa Casa de Ouro Preto tem publicado o “Boletim Covid-19” com informações em relação aos atendimentos suspeitos ou confirmados de Covid-19, da Região dos Inconfidentes, atendidos na unidade hospitalar. Confira as informações atualizadas publicadas nesta quarta-feira, 30 de dezembro de 2020:

  • Casos suspeitos ou confirmados: 540
  • Óbitos confirmados: 54
  • Óbitos descartados: 83
  • Pacientes confirmados internados: 11
  • Pacientes suspeitos internados: 04
  • Pacientes de Ouro Preto na UTI: 06
  • Pacientes de Itabirito na UTI: 02
  • Pacientes de Mariana na UTI: 02
  • Pacientes confirmados que receberam alta: 105
  • Óbitos em investigação: 02
Há seis dias, Santa Casa de Ouro Preto está com ocupação total dos leitos de UTI para Covid-19

Itabirito, Mariana e Ouro Preto regridem para onda vermelha no Minas Consciente

Na tarde desta quarta-feira (30), o Governo de Minas anunciou o regresso de mais duas regiões do estado para uma fase mais restritiva do Minas Consciente, incluindo o Centro, macrorregião em que estão inseridos os municípios de Itabirito, Mariana e Ouro Preto, que agora volta para a onde vermelha, classificação mais restritiva do plano.

No estágio da onda vermelha, somente os serviços considerados essenciais são permitidos, como:

  • Supermercados, padarias, lanchonetes, lojas de conveniência;
  • Bares e restaurantes (somente para delivery ou retirada no balcão);
  • Açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros;
  • Serviços de ambulantes de alimentação;
  • Farmácias, drogarias, lojas de cosméticos, lavanderias, pet shop;
  • Bancos, casas lotéricas, cooperativas de crédito;
  • Vigilância e segurança privada;
  • Serviços de reparo e manutenção;
  • Lojas de informática e aparelhos de comunicação;
  • Hotéis, motéis, campings, alojamentos e pensões;
  • Construção civil e obras de infraestrutura;
  • Comércio de veículos, peças e acessórios automotores.
Deixe um comentário

Rodolpho Bohrer

Rodolpho Julio Marci Bohrer é socio-fundador e diretor geral do Mais Minas. Estuda jornalismo na Universidade Cruzeiro do Sul e atualmente é repórter de política, cidades e loterias.

Contato: comunicacao@maisminas.org