Cruzeiro XXI: qual é o maior volante do Cruzeiro no século?

Que o Cruzeiro é um dos maiores clubes do mundo, respeitado dentro e fora do Brasil, não restam dúvidas. O time celeste sempre foi referência de conquistas, bom futebol e grandes jogadores. Mas torcedor, você já parou para pensar quais são os maiores jogadores da Raposa no século XXI? Bom, vide a gama de craques que vestiram a camisa estrelada, essa pergunta não é a mais fácil de responder. Mas, com sua ajuda, nós do Mais Minas tentaremos respondê-la.

Nos próximos dias realizaremos enquetes com os maiores e melhores jogadores do Cruzeiro em cada posição, falando um pouco de suas trajetórias com a camisa celeste e você, torcedor, irá votar em seus favoritos. Ao final das matérias, que serão divididas em goleiros, laterais-direitos, zagueiros, laterais-esquerdos, volantes, meias, atacantes e técnicos, iremos analisar os mais votados e montar uma seleção da Raposa no século XXI.

E após elegermos Fábio como melhor goleiro, Maurinho na lateral-direita, Cris e Léo na zaga, e estarmos votando no melhor lateral-esquerdo, teremos agora a eleição que decidirá os maiores volantes do Cruzeiro no século XXI. Assim como na eleição dos zagueiros, só será permitido votar em uma das opções e os dois mais votados serão eleitos.

Ricardinho (1994-2002 e 2007)

Jogador mais vencedor da história do clube, com 15 títulos conquistados, Ricardinho teve seu auge nos anos 90, mas também jogou no clube no século XXI, nos anos de 2001, 2002 e 2007, tendo conquistado três títulos no período.

Ricardinho
Ricardinho em sua segunda passagem pelo Cruzeiro – Crédito da foto: Arquivo/Cruzeiro

Maldonado (2003-2005)

Claudio Maldonado jogou por três ano no Cruzeiro e conquistou quatro títulos, incluindo a Tríplice Coroa, em 2003. Era considerado um jogador de alto nível, unindo técnico, força e botes certeiros.

Wendel (2000-2004)

Revelado no clube, o mineiro de Mariana também foi mais um a participar da icônica conquista da Tríplice Coroa. Além dos títulos daquele ano, ainda fazia parte do elenco celeste em mais quatro conquistas, tendo acumulado sete troféus vestindo azul.

Cruzeiro XXI: qual o maior volante do Cruzeiro no século?
Wendel foi revelado no clube – Crédito da foto: Paulo Fonseca/Futura Press

Augusto Recife (2002-2005 e 2006)

O “Carrapato” do Cruzeiro, apelido que ganhou por ser implacável na marcação, é outro jogador que recebe muito carinho do torcedor celeste. O jogador teve contrato com o clube entre os anos de 2002 e 2007, tendo sido revelado nas categorias de base do clube, mas passou por diversos clubes no período, sendo emprestado. Pela Raposa, o volante conquistou sete títulos, incluindo a Tríplice Coroa, em 2003.

Marquinhos Paraná (2008-2011)

Marquinhos Paraná não conseguiu conquistar títulos de grande relevância no Cruzeiro, mas sua entrega, dedicação e bom futebol nos quatro anos em que atuou pelo clube. Se destacava também pela polivalência e campo. Pela Raposa, ganhou o Campeonato Mineiro por três vezes.

Cruzeiro XXI: qual o maior volante do Cruzeiro no século?
Marquinhos Paraná era conhecido pela polivalência – Crédito da foto: Vipcomm

Fabrício (2008-2011)

Apelidado de “Guerreiro” pela torcida celeste, Fabrício realmente encarnava um gladiador vestindo as cores do Cruzeiro, dentro e fora de campo. Ídolo no período que atuou, o jogador, que chegou a ser capitão do time, conquistou três estaduais e teve sua carreira no clube prejudicada por muitos problemas físicos.

Ramires (2007-2009)

Um dos jogadores de maior qualidade que passaram pelo Cruzeiro no século. Craque, Ramires não só marcou época na Raposa, com também no futebol europeu e na Seleção Brasileira. Rápido, resistente, forte e com um incrível faro de gols, o volante foi peça chave no período em que jogou no clube. Foi bicampeão mineiro no time celeste.

Henrique (2008-2011 e 2013-2019)

Henrique é um dos jogadores que mais vestiu a camisa do Cruzeiro, ocupando a oitava posição na lista, com 516 jogos. O volante sempre se destacou pela qualidade técnica e bons desarmes, sendo importantíssimo no clube em ambas as passagens. Pela Raposa, o jogador conquistou nada menos que 10 títulos, incluindo dois Campeonatos Brasileiros e duas Copas do Brasil.

Capitão do clube por muito tempo, Henrique teve no rebaixamento para a segunda divisão nacional em 2019 uma mácula em sua bonita história no clube.

Lucas Silva (2012-2014 e 2017-2019)

Revelado nas categorias de base do Cruzeiro, Lucas Silva é um “papa-títulos”. Em apenas seis temporadas incompletas no clube, o volante conquistou sete troféus, incluindo os bicampeonatos Brasileiro e da Copa do Brasil.

Nílton (2013-2014)

Em apenas duas temporadas no Cruzeiro, Nílton se tornou um dos jogadores favoritos do torcedor celeste. Sua raça e qualidade técnica em campo, além do carisma fora dele, fizeram o jogador ficar marcado na memória do cruzeirense. Conquistou três títulos com a camisa azul, incluindo dois Campeonatos Brasileiros.

Nílton
Nílton fez 11 gols em 91 jogos pelo Cruzeiro – Crédito da foto: Rodrigo Clemente/EM/D.A Press

Lucas Romero (2016-2019)

“El Perro” jogou quatro temporadas no Cruzeiro e sua raça e determinação o fizeram ser querido por muitos dos cruzeirenses. No período vestindo azul, Romero conquistou duas Copas do Brasil e dois estaduais. O jogador também se destacava pela polivalência, tendo jogado inúmeras partidas de lateral-direito e até mesmo esquerdo.

[mpp id=”5″]

Caso não consiga votar, clique aqui.

Vote também: Qual o maior lateral-esquerdo do Cruzeiro no século?

Comentários