Avatar
Rodolpho Bohrer
Rodolpho Julio Marci Bohrer é socio-fundador e diretor geral do Mais Minas. Estuda jornalismo na Universidade Cruzeiro do Sul e atualmente é repórter de política, cidades e loterias. Contato: [email protected]

Djonga faz show histórico e encerra Virada Cultural ‘jogando em casa’

O rapper mineiro fechou a programação da Virada Cultural de Belo Horizonte com um show que, dito por ele mesmo, foi histórico. Djonga, além de trazer seu lançamento desse ano, o disco “Ladrão”, levou algumas participações de artistas locais e, ainda, trouxe seus familiares ao palco, fazendo questão de demonstrar o valor de estar cantando para uma multidão na Praça da Estação, a maior de BH, em sua cidade natal. 

O show foi muito marcado pela emoção do artista em estar se apresentando em Belo Horizonte. Durante o show, Djonga disse: “olha só, eu me lembro quantas vezes eu estava aí em baixo para ver show, tomando ‘pulão’ de polícia. E agora eu tô aqui em cima do palco cantando para vocês”. O público foi ao delírio em todas as declarações nostálgicas do artista e, fora isso, em todos os hits tocados.

https://twitter.com/djongadorge/status/1153306543078674433

Ao decorrer do show, o palco recebeu a presença de Zulu, artista que fez a participação na música “Yeah” e que, recentemente, estava preso. “Queria que vocês batessem cabeça pra ele, pro cara ficar feliz, ele merece e o cara é meu irmão”, declarou Djonga. Ao final, os dois se abraçaram com muita emoção, citando o último verso da canção “pra quem já topou de tudo para mudar de vida”.

Posteriormente, o hit “UFA” foi entoado junto com a participação do artista Sidoka, fazendo o público pular junto. Além disso, Doug Now & Chris MC subiram ao palco para apresentar a música “Voz” do álbum “Ladrão”.

Djonga faz show histórico e encerra Virada Cultural 'jogando em casa'
Crédito da foto: Yuri Simões

O show encerrou com a música “Olho de Tigre”, da qual tem seu mantra já conhecido pelo público: “Fogo nos racistas”. O artista destacou a valorização da cultura negra estar nos grandes palcos: “Vocês não tem ideia o que é fazer um disco chamado ‘Ladrão’, encher o Chevrolet Hall, e depois chegar aqui e encher a Praça da Estação, a maior da cidade. E a ideia é essa, devolver tudo que nossos antepassados construíram e devolver para os nossos”, disse Djonga ao fim de sua apresentação.

Djonga faz show histórico e encerra Virada Cultural 'jogando em casa'
Crédito da foto: Rômulo Soares

Família

Em meio ao show, Djonga acalmou os ânimos e cantou “Leal” em homenagem à sua namorada, Malu, mulher que está grávida do segundo filho do cantor. “Agora vou falar um pouquinho sobre amor, porque a gente não tem que viver só desgraça não, a gente tem que viver coisa boa também”, declarou o cantor antes de apresentar a música.

E Dona Maria Eni também foi ao palco dar um abraço em seu neto. A canção “Bença”, música em homenagem à ela, foi cantada pessoalmente pelo artista. A avó do cantor é a mulher que está presente na capa do disco “Ladrão”.

Além de tudo isso, Dona Rosangela ouviu seu filho cantar a música dedicada à ela, “A Música da Mãe”, de cima do palco para o delírio da multidão. A canção é um dos recordes de visualizações do artista, tendo mais de 16 milhões de acessos.

Encerramento

O show de Djonga encerrou a quinta edição da Virada Cultural de Belo Horizonte, se apresentando às 19h e com término às 21h15. Foram 400 atrações em 10 palcos e 15 espaços alternativos pelo centro de BH, trazendo eventos para todos os gostos.

Leia mais

Quarenta anos sem Cartola

Agenor de Oliveira, um servente de pedreiro que usava um chapéu cuco passou a ser apelidado “Cartola” pelos colegas; uma referência ao chapéu que...

Orquestra Ouro Preto e Fernanda Takai lançam videoclipe de “Chega de saudade”

“Chega de saudade”, a canção que marcou a história da música popular brasileira quando lançada em 1958, ganhou uma nova versão na voz da...

Música sertaneja se destaca entre as mais tocadas no Brasil nos últimos cinco anos

O Dia do Músico é comemorado anualmente todo dia 22 de novembro, homenageando os que vivem e se dedicam a essa arte. O Ecad...

Artigos Relacionados

Péricles lança música em parceria com Projota no Dia da Consciência Negra

A música tem poder, e Péricles, no decorrer dos seus 34 anos de carreira, sabe muito bem onde ela é capaz de chegar. Com...

Claudia Leitte lança o esperado single “Rodou” em parceria com Wesley Safadão a partir da 0h

É chegado o aguardado momento pelos fãs de Claudia Leitte! A partir da 0h, na virada de hoje para sexta-feira (6), acontece o lançamento do single "Rodou",...

Confira os principais lançamentos de discos no rap nacional, em setembro

Setembro foi, com toda certeza, o mês mais movimentado de 2020 no rap nacional. Os últimos 30 dias foram insanos para a cena brasileira,...

Confira os principais lançamentos de discos no rap nacional, em agosto

Após um longo atraso, a lista de lançamentos está de volta! Recheado de grandes álbuns e EP’s, o mês de agosto foi ótimo para...