19.5 C
Belo Horizonte
sábado, 24 setembro 2022

Top 3: séries mais repercutidas pela crítica

Para quem gosta de séries que não...

Elenco de The Walking Dead fez um pacto no último dia de filmagens

Embora ainda não tenhamos visto como tudo...

The Walking Dead: Maggie e Negan vão protagonizar série paralela

Isle of the Dead está programada para estrear em 2023 na AMC e AMC + e contará com seis episódios
Portal Mais MinasEntretenimentoSéries‘Reality Z’, nova série brasileira da Netflix e a onomatopeia do sono

‘Reality Z’, nova série brasileira da Netflix e a onomatopeia do sono

“Reality Z”, nova série brasileira da Netflix, é (ou era para ser) uma série de terror divida em dez episódios de cerca de trinta minutos criada pelo cineasta carioca Cláudio Torres. Trata-se de uma adaptação da série britânica de terror “Dead Set” (2008), criada por Charlie Brooker. Com seu tema de infecção global e agitação civil, ela tem uma certa compatibilidade com os tempos atuais.

A série gira em torno de um reality show chamado “Olimpo, a Casa dos Deuses”. Quando há um surto de zumbis do lado de fora do estúdio de TV, os participantes e produtores do programa se barricam lá dentro para escapar das criaturas que estão do lado de fora.

Os participantes da reality já estavam cientes de que nem todos chegariam até o fim. Eles só não pensaram que isso deveria ser tomado literalmente. Porque enquanto eles estão esperando o reality show passar para a próxima rodada, o apocalipse zumbi começa do lado de fora.

Enquanto a equipe do programa procura opções no estúdio remoto para, de alguma forma, sair da bagunça e manter os mortos-vivos distantes, mais e mais pessoas estão se refugiando no edifício – o que leva a uma série de novos problemas.

Infelizmente, Torres e sua equipe parecem não saber o que fazer com essa premissa engenhosa e emprestada. Tudo o que eles podem construir é uma saga de horror entediante. O Z se transforma numa verdadeira onomatopeia do sono: Zzz…

Um aspecto positivo de “Reality Z” é a sua trilha sonora,  que mistura artistas brasileiros com seleções surpreendentes de The Who e Pink Floyd, por exemplo. Um outro aspecto positivo é o elenco que conta com o ator Guilherme Weber (“Pega Pega”).

Você pode gostar também:

RECENTES

Veja também sobre: