Ouro Preto

Frente Brasil Popular realizada caminhada de conscientização pelas terras da Novelis e Barragem de Marzagão

No dia 17 de fevereiro, às 8 da manhã, vai ser realizada a “Caminhada pelas Terras da Novelis e Risco da Barragem de Marzagão”, organizado pela Frente Brasil Popular – MINAS. Os participantes irão se concentrar na Ocupação Chico Rei e partir em direção à portaria da antiga Novelis, atual Hindalco.

Segundo os organizadores, a caminhada tem três objetivos principais: o primeiro deles é fortalecer a luta de reaver as terras públicas cedidas à antiga Alcan, empresa canadense que as vendeu para a Novelis, do grupo indiano Adithya Birla, que também é dono da Hindalco. Essas terras estão sendo especuladas há décadas. Ainda de acordo com os organizadores, elas não cumprem sua função social, como exige a Constituição Federal e o Estatuto da Cidade.

Os outros dois objetivos principais são cobrar da Hindalco agilidade no processo de descomissionamento da barragem de rejeito do Marzagão, que fica acima de Ouro Preto, e dar visibilidade à audiência sobre as terras da Febem, onde está a Ocupação Chico Rei. Ela será realizada às 14h30 do próximo dia 20, no Fórum de Ouro Preto,

Após a caminhada, haverá um Culto Ecumênico, marcado para às 12h.

Trajeto

A movimentação se iniciará com a saída da Ocupação Chico Rei (antiga Febem), passando pela Rua Dom Helvécio, Lar São Vicente de Paula, Faop, Farid, Avenida Padre Rolim, Praça Tiradentes, Rua Direita, Rua Paraná, Avenida Vitorino Dias, Praça da Estação, Barra, Morro do Gambá, Avenida JK, Pracinha da Bauxita, Rua Simão Lacerda e se encerrará no ponto de ônibus próximo à entrada da Novelis/Hindalco, atrás do Campo do Aluminas, onde será realizado Culto Ecumênico.

Frente Brasil Popular

Presente em diversos estados, a Frente Brasil Popular – MINAS se define como “Militantes em defesa da democracia e de uma nova política econômica em Minas Gerais”.

Para mais informações, basta acessar o evento da caminhada no Facebook.

Errata: Diferente do citado anteriormente, a empresa Hindalco não explora minério na região.

Deixe seu comentário

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar