Agenda CulturalBelo HorizonteMúsica

Música Instrumental de graça na Praça 7, em BH, toda quarta-feira

Democratizar o acesso da população a um repertório musical diverso é a proposta do Projeto Praça 7 Instrumental do Cine Brasil. Sempre às quartas-feiras, entre 12h e 13h, na calçada em frente ao Cine Theatro Brasil, um som instrumental muda a atmosfera do centro da cidade. As apresentações instrumentais gratuitas, de ritmos variados, convidam as pessoas a desacelerar, no horário de almoço, para apreciar a arte e respirar cultura. É quando o agito do hipercentro de Belo Horizonte dá lugar a um momento diferente que tem chamado a atenção dos passantes da Praça Sete, desde o início do projeto, em maio. A curadoria é do maestro Marcelo Ramos que seleciona um repertório com música erudita, popular, jazz, bossa nova, pop, choro e até rock.

“Palco de manifestações públicas e grandes eventos, pela praça caminha todo tipo de pessoas. Homens de terno, moradores de rua, trabalhadores do entorno, crianças, jovens e idosos. O projeto reflete a diversidade do local, de público, de grupos, de estilos musicais e de repertório. Duos, trios, quartetos e quintetos instrumentais, além de corais e até mesmo grupos maiores como bandas de música, roubam a cena do centro da cidade às quartas-feiras, no horário do almoço”, revela o maestro Marcelo Ramos.

Confira a programação gratuita de outubro:

Beto Lopes abre a programação do mês no dia 2, inspirado em canções de Milton Nascimento, Tavinho Moura, Fernando Brant, Flávio Venturini e Lô Borges. Ele, que já levou suas referências em chorinho, samba e baião para Austrália, Itália e Nova Zelândia, apresentará música instrumental no meio do centro de Belo Horizonte.

No dia 9, o Venue Quarteto, traz para a Praça Sete a personalidade e identidade o grupo formado por jovens discípulos de grandes nomes da música mineira. Com baixo, teclado, sax e bateria, os músicos fazem um som com estética jazzística, explorando os ritmos brasileiros. É uma leitura contemporânea das matrizes brasileiras como o samba, baião e maracatu.

Na semana seguinte, dia 16, o autodidata Tavinho Leoni vai levar a voz do samba para o coração de BH. Representando a novíssima geração de sambistas mineiros, sua voz e escolha musical vai tomar conta da Praça Sete. Com apenas 15 anos, Tavinho faz parte do grupo de artistas que luta pela valorização do samba que vem das nossas periferias.

Na sequência, dia 23, o músico, compositor e arranjador Warley Henrique apresentará suas referências da música brasileira: Pixinguinha, Tom Jobim, Waldir Azevedo, Cartola, Jacob do Bandolim e outros. Seu trabalho autoral inovou ao criar outra história artística para o cavaquinho: rock, soul, samba, baião, maracatu, congado, bossa nova e uma pitada de jazz.

Finalizando as apresentações de outubro, no dia 30, o Quarteto Ponteio chega à Praça Sete com violinos, viola e violoncelo para apresentar ao público obras que se imortalizaram em nosso país com uma releitura instrumental. O repertório é composto por ícones da Música Popular Brasileira. Clássicos como, A Felicidade (Tom Jobim/ Vinícius de Moraes), Canto do Povo de Um Lugar (Caetano Veloso), Todo o Sentimento (Chico Buarque/ Cristovão Bastos) e Maria Maria (Milton Nascimento/ Fernando Brant) prometem emocionar quem passar pelo centro da capital.

Praça Sete Instrumental

02/10: Beto Lopes

09/10: Venue Quarteto

16/10: Tavinho Leoni

23/10: Warley Henrique

30/10: Quarteto Ponteio

Horário: 12h às 13h

Local: em frente ao Cine Theatro Brasil Vallourec

Endereço: Rua Afonso Pena, Praça Sete – Belo Horizonte – MG

Informações: (31) 3201-5211 – www.cinetheatrobrasil.com.br

Deixe seu comentário

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar