O que você procura?


Construção de nova UBS causa polêmica em Mariana

Rodolpho Bohrer 9 de janeiro de 2020 às 16:57
Tempo de leitura
3 min

O prefeito de Mariana, Duarte Junior, assinou, nessa quarta-feira (10), a ordem de serviço para a construção de mais uma Unidade Básica de Saúde (UBS). A obra tem previsão de investimento no valor de R$ 1,3 milhão e será construída ao lado da Arena Mariana.

A UBS tem previsão de atender cerca de 20 mil moradores dos bairros Colina, Vila Aparecida, Vila Maquiné, São Cristóvão e Jardim dos Inconfidentes. Segundo a assessoria de comunicação da Prefeitura de Mariana, a inauguração do novo prédio de atendimento está prevista ainda para este ano.

Durante o evento, o prefeito Duarte Junior anunciou que o nome da UBS será em homenagem póstuma à Izabela Zopelaro. Ela era jornalista e ativista nas campanhas de conscientização e luta contra o câncer. Além disso, Duarte Junior abordou a função da nova unidade na cidade. “Além do Pronto Atendimento que ficará responsável em atender apenas urgências e emergências, teremos aqui na Colina também uma unidade de atenção básica. Estamos dando início a um grande anseio da população”, comentou.

LEIA TAMBÉM:  Com prazo vencido há 7 meses, entrega das casas aos atingidos de Mariana é prevista para dezembro de 2022

Construção de UBS parada e cobrança da população

Ao publicar a autorização para a nova obra da UBS em Mariana, o Facebook da Prefeitura de Mariana foi alvo de diversas críticas da população marianense. Diversos comentários dos moradores da cidade foram feitos lembrando de alguns erros por parte do município. Em um deles, recordou-se que o local onde será levantado o prédio, anteriormente, foi destinado à construção de quadras externas que haviam sido prometidas, segundo o internauta.

Outro internauta recordou sobre a necessidade de contratar novos funcionários. “Podia contratar mais Agentes Comunitários de Saúde (ACS) também. A UBS Centro atende 22.000 pessoas, porém só tem 5 ACS, sendo que cada um só poderia cobrir no máximo 750 pessoas ou 500 famílias, ou seja, seria necessário pra cobrir todo o centro, pelo menos mais uns 35 a 40 ACS”, comentou.

LEIA TAMBÉM:  Após deliberação do Ministério da Saúde, prefeitura de Mariana suspende vacinação contra a Covid-19 em adolescentes sem comorbidade

Entretanto, o comentário mais recorrente foi questionando sobre uma nova obra de UBS, enquanto há outra construção de mesma finalidade parada há anos no bairro Rosário. Alisson José dos Santos, assessor de gabinete do prefeito Duarte Junior, explicou, em tom irônico, que a obra estagnada não é de responsabilidade do município, e sim do governo estadual. No entanto, segundo Alisson, a Prefeitura de Mariana irá assumir a construção e irá terminá-la, porém ainda sem previsão de entrega.

Leia também: Segunda gestão de Duarte Júnior tem saldo positivo para geração de empregos em Mariana

Última atualização em 9 de setembro de 2021 às 19:30