O que você procura?


Magalu abre inscrições para segundo programa de trainees exclusivo para pessoas negras

O objetivo é dar continuidade ao projeto de diversidade racial nos cargos de liderança da companhia, recrutando universitários e recém-formados de todo Brasil, no início da vida profissional. 

Redação Mais Minas 21 de setembro de 2021 às 18:56
Tempo de leitura
5 min
Imagem do documentário
Imagem do documentário "Legado", produzido pelo Magalu sobre o processo seletivo do ano passado

O Magalu, uma das melhores empresas para trabalhar no Brasil, de acordo com o Instituto Great Place to Work, abre hoje as inscrições para seu programa de trainee 2022. A edição deste ano repete o formato do ano passado e aceitará apenas candidatos negros. O objetivo é dar continuidade ao projeto de diversidade racial nos cargos de liderança da companhia, recrutando universitários e recém-formados de todo Brasil, no início da vida profissional. 

“Diversidade é um valor e é estratégico para o Magalu”, afirma Patricia Pugas, diretora-executiva de Gestão de Pessoas. “Nossa intenção é que tanto o quadro geral de colaboradores quanto o de liderança da companhia reflitam a composição racial do país, e um único programa exclusivo para negros não seria suficiente para atingirmos o objetivo.”

De acordo com Pesquisa Nacional de Amostra por Domicílios, do IBGE, 56,1% da população brasileira é negra. No Magalu, 51,8% dos funcionários se consideram pretos ou pardos, e, desses, 41,5% ocupam cargos de liderança, segundo censo* realizado pela companhia em 2021.

O programa de trainees deste ano aceitará candidatos formados entre dezembro de 2018 e dezembro de 2021, em qualquer curso superior. Fluência em língua inglesa e experiência profissional anterior não fazem parte dos pré-requisitos para a seleção. A idade e instituição de ensino dos candidatos não são critérios avaliados pelos recrutadores. Pessoas de todo o país podem participar, desde que tenham disponibilidade para se mudar para São Paulo, onde fica a sede da companhia. O selecionado de fora da cidade receberá auxílio mudança.

LEIA TAMBÉM:  Restaurante Coco Bambu abre 230 vagas de trabalho para unidade no Minas Shopping

O processo seletivo é dividido em seis etapas. Primeiro, os inscritos fazem testes online. Em seguida, gravam um vídeo de apresentação profissional e são entrevistados por profissionais de gestão de pessoas. Aqueles que seguirem no processo são entrevistados por diretores de área e, depois, pela Diretoria Executiva. Os finalistas participarão de uma conversa com Frederico Trajano, CEO da empresa. 

Coerência e consistência

Há um ano, o Magalu lançou o primeiro trainee exclusivo para pessoas negras, com o objetivo de aumentar a representatividade de pretos e pardos em cargos de liderança (de gerência para cima). O programa de trainee foi escolhido por ser o caminho mais curto para formar líderes. Foram mais de 22 000 candidatos inscritos e ao final do processo, 19 trainees foram selecionados.

Paralelamente ao programa de trainees, a empresa desenvolveu uma série de ações para aumentar a diversidade nos cargos mais altos do Magalu. Uma delas foi o grupo de afinidade, formado por colaboradores negros. O grupo de afinidade funciona como uma consultoria interna, que ajuda a validar iniciativas, posicionamentos e políticas de inclusão da empresa. O grupo também sugere e critica iniciativas da empresa.

LEIA TAMBÉM:  Vordex volta a oferecer vagas em Mariana (MG)

O departamento de gestão de pessoas estabeleceu metas de contratação de colaboradores negros para posições de liderança e definiu uma política de promoção de funcionários que incentiva a diversidade entre os cargos. A área também incorporou cotas em programas de capacitação, como o Luiza Code, que forma mulheres para a área de tecnologia. As primeiras turmas do curso tiveram 50% das vagas destinadas a mulheres negras e já certificou mais de 100 programadoras pretas e pardas em seis meses. 

Uma das ações mais importantes para o avanço da diversidade no Magalu foi a realização do primeiro censo interno geral, que contou com a participação de 77% dos cerca de 40 000 funcionários. O levantamento, inspirado no questionário do censo do IBGE, revelou o quadro étnico-racial da companhia. Anteriormente, a empresa estimava as informações, baseando-se em pesquisas qualitativas sobre diversidade, que não tinham caráter censitário, com foco na autodeclaração dos funcionários.

Todos os trainees terão os seguintes benefícios: 

Salário: R$ 6.800,00                                                                                               

LEIA TAMBÉM:  Com mais de 200 vagas, Gerdau lança maior programa de trainee de sua história

Benefícios:

– PLR

– Vale-refeição ou Vale-alimentação

– Vale-transporte

– Planos médico e odontológico 

– Gympass

– Univers

– Desconto em produtos

– Home office híbrido

– Frutas no escritório

– Liberdade para se vestir como quiser

– Previdência Privada

– Bolsa inglês, além de uma grade de desenvolvimento exclusiva para aceleração de carreira do trainee com job rotation e de sessões mentoria

As inscrições podem ser realizadas pelo site: https://maga.lu/trainee2022. 

*Os dados do documento representam a fotografia de setembro de 2021.

Sobre o Magalu

O Magalu é o maior ecossistema para comprar e vender no Brasil, uma plataforma digital, com pontos físicos e calor humano. Desde maio de 2011, a companhia é listada no Novo Mercado da B3. Nos últimos anos, fez diversas aquisições, consolidando sua presença nacional. Além de mais de 1 300 lojas em 21 estados do país, o Magalu conta com mais cinco marcas online: Netshoes, Zattini, Shoestock, Época Cosméticos e Estante Virtual – além de milhares de sellers em seu marketplace e um superaplicativo com 33 milhões de usuários ativos. Atualmente, o Magalu emprega mais de 47 000 funcionários. Sua política de gestão de pessoas foi reconhecida com diversos prêmios.