Take a fresh look at your lifestyle.

Cenários da última pesquisa DataFolha na corrida presidencial 2018

9

Como todos sabem, em 2018 temos eleições para escolha do novo Presidente da República e outros cargos políticos, e a votação já está batendo a porta. Já é hora de todo cidadão brasileiro procurar informações sobre os candidatos para votar de maneira consciente.

Por isso vamos falar aqui sobre a corrida presidencial de acordo com a última pesquisa DataFolha. Por meio desses dados é possível saber a relevância e a popularidade atual de cada candidato ao cargo máximo de Presidente da República e ter uma ideia do que vem pela frente.

Corrida Presidencial x Candidatos

Sabemos que para analisar uma pesquisa das eleições presidenciais, devemos considerar vários cenários hipotéticos, pois ainda falta alguns meses e a incerteza sobre a candidatura de certos nomes e siglas ainda é grande.

A última pesquisa do Instituto Datafolha foi divulgada no dia 15 de abril, pelo jornal Folha, com índices de intenções de votos para a eleição presidencial de 2018. Foram feitas 4.194 entrevistas entre 11 e 13 de abril, em 227 municípios. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Cenários Datafolha referentes ao primeiro turno:

Cenário 1 
Se Lula for candidato, Temer ficar fora da eleição e o MDB lançar Meirelles:

  • Lula (PT): 31%
  • Jair Bolsonaro (PSL): 15%
  • Marina Silva (Rede): 10%
  • Joaquim Barbosa (PSB): 8%
  • Geraldo Alckmin (PSDB): 6%
  • Ciro Gomes (PDT): 5%
  • Alvaro Dias (Podemos): 3%
  • Manuela D’Ávila (PC do B): 2%
  • Fernando Collor de Mello (PTC): 1%
  • Rodrigo Maia (DEM): 1%
  • Henrique Meirelles (MDB): 1%
  • Flávio Rocha (PRB): 1%
  • João Amoêdo (Novo): 0
  • Paulo Rabello de Castro (PSC): 0
  • Guilherme Boulos (PSOL): 0
  • Guilherme Afif Domingos (PSD): 0
  • Em branco / nulo / nenhum: 13%
  • Não sabe: 3%

Cenário 2
Se Lula for candidato, Temer concorrer à reeleição e Meirelles não disputar:

  • Lula (PT): 30%
  • Jair Bolsonaro (PSL): 15%
  • Marina Silva (Rede): 10%
  • Joaquim Barbosa (PSB): 8%
  • Geraldo Alckmin (PSDB): 6%
  • Ciro Gomes (PDT): 5%
  • Alvaro Dias (Podemos): 3%
  • Manuela D’Ávila (PC do B): 1%
  • Fernando Collor de Mello (PTC): 1%
  • Rodrigo Maia (DEM): 1%
  • Michel Temer (MDB): 1%
  • Flávio Rocha (PRB): 1%
  • Paulo Rabello de Castro (PSC): 1%
  • João Amoêdo (Novo): 0
  • Guilherme Boulos (PSOL): 0
  • Guilherme Afif Domingos (PSD): 0
  • Em branco / nulo / nenhum: 14%
  • Não sabe: 2%

Cenário 3
Se Lula for candidato, e Temer, Meirelles, Rodrigo Maia e Flávio Rocha ficarem fora da eleição:

  • Lula (PT): 31%
  • Jair Bolsonaro (PSL): 16%
  • Marina Silva (Rede): 10%
  • Joaquim Barbosa (PSB): 8%
  • Geraldo Alckmin (PSDB): 6%
  • Ciro Gomes (PDT): 5%
  • Alvaro Dias (Podemos): 4%
  • Manuela D’Ávila (PC do B): 2%
  • Fernando Collor de Mello (PTC): 1%
  • João Amoêdo (Novo): 1%
  • Paulo Rabello de Castro (PSC): 0
  • Guilherme Boulos (PSOL): 0
  • Guilherme Afif Domingos (PSD): 0
  • Em branco / nulo / nenhum: 13%
  • Não sabe: 2%

Cenário 4
Se o PT lançar Fernando Haddad no lugar de Lula, Temer ficar fora da eleição e o MDB lançar Meirelles:

  • Jair Bolsonaro (PSL): 17%
  • Marina Silva (Rede): 15%
  • Ciro Gomes (PDT): 9%
  • Joaquim Barbosa (PSB): 9%
  • Geraldo Alckmin (PSDB): 7%
  • Alvaro Dias (Podemos): 5%
  • Manuela D’Ávila (PC do B): 2%
  • Fernando Haddad (PT): 2%
  • Fernando Collor de Mello (PTC): 2%
  • Rodrigo Maia (DEM): 1%
  • Flávio Rocha (PRB): 1%
  • Henrique Meirelles (MDB): 1%
  • João Amoêdo (Novo): 1%
  • Paulo Rabello de Castro (PSC): 0
  • Guilherme Boulos (PSOL): 0
  • Guilherme Afif Domingos (PSD): 0
  • Em branco / nulo / nenhum: 23%
  • Não sabe: 3%

Cenário 5
Se o PT lançar Fernando Haddad no lugar de Lula, Temer concorrer à reeleição e Meirelles não disputar:

  • Jair Bolsonaro (PSL): 17%
  • Marina Silva (Rede): 15%
  • Joaquim Barbosa (PSB): 9%
  • Ciro Gomes (PDT): 9%
  • Geraldo Alckmin (PSDB): 7%
  • Alvaro Dias (Podemos): 4%
  • Manuela D’Ávila (PC do B): 2%
  • Fernando Collor de Mello (PTC): 2%
  • Fernando Haddad (PT): 2%
  • Michel Temer (MDB): 2%
  • Rodrigo Maia (DEM): 1%
  • Flávio Rocha (PRB): 1%
  • João Amoêdo (Novo): 1%
  • Guilherme Boulos (PSOL): 1%
  • Paulo Rabello de Castro (PSC): 0
  • Guilherme Afif Domingos (PSD): 0
  • Em branco / nulo / nenhum: 24%
  • Não sabe: 4%

Cenário 6
Se o PT lançar Fernando Haddad no lugar de Lula, e Temer, Meirelles, Rodrigo Maia e Flávio Rocha ficarem fora da eleição:

  • Jair Bolsonaro (PSL): 17%
  • Marina Silva (Rede): 15%
  • Joaquim Barbosa (PSB): 10%
  • Ciro Gomes (PDT): 9%
  • Geraldo Alckmin (PSDB): 8%
  • Alvaro Dias (Podemos): 5%
  • Manuela D’Ávila (PC do B): 3%
  • Fernando Haddad (PT): 2%
  • Fernando Collor de Mello (PTC): 2%
  • João Amoêdo (Novo): 1%
  • Guilherme Boulos (PSOL): 1%
  • Paulo Rabello de Castro (PSC): 1%
  • Guilherme Afif Domingos (PSD): 0
  • Em branco / nulo / nenhum: 23%
  • Não sabe: 4%

Cenário 7
Se o PT lançar Jaques Wagner no lugar de Lula, Temer ficar fora da eleição e o MDB lançar Meirelles:

  • Jair Bolsonaro (PSL): 17%
  • Marina Silva (Rede): 15%
  • Joaquim Barbosa (PSB): 9%
  • Ciro Gomes (PDT): 9%
  • Geraldo Alckmin (PSDB): 8%
  • Alvaro Dias (Podemos): 4%
  • Manuela D’Ávila (PC do B): 3%
  • Fernando Collor de Mello (PTC): 2%
  • Rodrigo Maia (DEM): 1%
  • Henrique Meirelles (MDB): 1%
  • Jaques Wagner (PT): 1%
  • Flávio Rocha (PRB): 1%
  • João Amoêdo (Novo): 1%
  • Guilherme Boulos (PSOL): 1%
  • Paulo Rabello de Castro (PSC): 0
  • Guilherme Afif Domingos (PSD): 0
  • Em branco / nulo / nenhum: 23%
  • Não sabe: 4%

Cenário 8
Se o PT lançar Jaques Wagner no lugar de Lula, Temer concorrer à reeleição e Meirelles não disputar:

  • Jair Bolsonaro (PSL): 17%
  • Marina Silva (Rede): 15%
  • Joaquim Barbosa (PSB): 9%
  • Ciro Gomes (PDT): 9%
  • Geraldo Alckmin (PSDB): 7%
  • Alvaro Dias (Podemos): 4%
  • Manuela D’Ávila (PC do B): 2%
  • Fernando Collor de Mello (PTC): 2%
  • Rodrigo Maia (DEM): 1%
  • Michel Temer (MDB): 1%
  • Flávio Rocha (PRB): 1%
  • Jaques Wagner (PT): 1%
  • João Amoêdo (Novo): 1%
  • Paulo Rabello de Castro (PSC): 0
  • Guilherme Boulos (PSOL): 0
  • Guilherme Afif Domingos (PSD): 0
  • Em branco / nulo / nenhum: 23%
  • Não sabe: 3%
Cenário 9
Se o PT e Temer ficarem fora da eleição:

  • Jair Bolsonaro (PSL): 17%
  • Marina Silva (Rede): 16%
  • Joaquim Barbosa (PSB): 9%
  • Ciro Gomes (PDT): 9%
  • Geraldo Alckmin (PSDB): 8%
  • Alvaro Dias (Podemos): 4%
  • Manuela D’Ávila (PC do B): 2%
  • Fernando Collor de Mello (PTC): 2%
  • Henrique Meirelles (MDB): 1%
  • Flávio Rocha (PRB): 1%
  • Rodrigo Maia (DEM): 1%
  • Guilherme Boulos (PSOL): 1%
  • João Amoêdo (Novo): 1%
  • Paulo Rabello de Castro (PSC): 0
  • Guilherme Afif Domingos (PSD): 0
  • Em branco / nulo / nenhum: 23%
  • Não sabe: 3%

Cenários Datafolha do segundo turno

Para um possível 2º turno nas eleições presidenciais 2018, o Datafolha considerou 12 cenários.

Cenário 1
Se Lula for candidato e chegar ao 2º turno:

  • Lula (PT): 48%
  • Jair Bolsonaro (PSL): 31%
  • Branco/nulo: 19%
  • Não sabe: 1%

Cenário 2
Se Lula for candidato e chegar ao 2º turno:

  • Lula (PT): 48%
  • Alckmin (PSDB): 27%
  • Em branco/Nulo: 23%
  • Não sabe: 1%

Cenário 3
Se Lula for candidato e chegar ao 2º turno:

  • Lula (PT): 46%
  • Marina (Rede): 32%
  • Em branco/Nulo: 21%
  • Não sabe: 1%

Cenário 4
Se o PT lançar Fernando Haddad no lugar de Lula:

  • Bolsonaro (PSL): 37%
  • Haddad (PT): 26%
  • Em branco/Nulo: 33%
  • Não sabe: 4%

Cenário 5
Se o PT lançar Fernando Haddad no lugar de Lula:

  • Alckmin (PSDB): 37%
  • Haddad (PT): 21%
  • Em branco/Nulo: 38%
  • Não sabe: 3%

Cenário 6
Se o PT lançar Jaques Wagner no lugar de Lula:

  • Bolsonaro (PSL): 39%
  • Jaques (PT): 23%
  • Em branco/Nulo: 35%
  • Não sabe: 3%

Cenário 7
Se o PT lançar Jaques Wagner no lugar de Lula:

  • Alckmin (PSDB): 41%
  • Jaques (PT): 17%
  • Em branco/Nulo: 39%
  • Não sabe: 4%

Cenário 8
Se Marina chegar ao 2º turno:

  • Marina (Rede): 44%
  • Bolsonaro (PSL): 31%
  • Em branco/Nulo: 23%
  • Não sabe: 2%

Cenário 9
Se Marina chegar ao 2º turno:

  • Marina (Rede): 44%
  • Alckmin (PSDB): 27%
  • Em branco/Nulo: 27%
  • Não sabe: 2%

Cenário 10
Se Ciro chegar ao 2º turno:

  • Ciro (PDT): 35%
  • Bolsonaro (PSL): 35%
  • Em branco/Nulo: 28%
  • Não sabe: 3%

Cenário 11
Se Ciro chegar ao 2º turno:

  • Ciro (PDT): 32%
  • Alckmin (PSDB): 32%
  • Em branco/Nulo: 33%
  • Não sabe: 3%

Cenário 12
Se a esquerda ficar de fora do 2º turno:

  • Alckmin (PSDB): 33%
  • Bolsonaro (PSL): 32%
  • Em branco/Nulo: 32%
  • Não sabe: 2%

Avaliação dos candidatos

Lula

Para começar, vamos falar sobre um candidato bem popular entre o povo, Luiz Inácio, popularmente conhecido como Lula. Estipula-se que a queda nas intenções de voto de Lula seja devido a sua prisão, mas o que muitos ainda não tem conhecimento, é que ele ainda poderá concorrer à presidência, pois o candidato do PT pode ser lançado mesmo com ele em regime fechado, mas ainda precisaria ser avalizada pela Justiça Eleitoral para se tornar oficial.

E mesmo tendo caindo de acordo com as pesquisas DataFolha presidente, Lula ainda é o preferido nas intenções de voto, sendo um forte candidato a ocupar mais uma vez o cargo de presidente da república, mas como disse, ainda não se tem confirmação de sua candidatura devido a sua atual situação política.

Bolsonaro

 

Logo abaixo de Lula vemos outro candidato que vem ganhando uma enorme força política, principalmente entre jovens. Trata-se do candidato do PSL, Jair Messias Bolsonaro, popularmente conhecido como Bolsonaro ou “o Mito”. Bolsonaro se mantém bem cotado em relação às últimas pesquisas eleitorais Datafolha, chegando nesta, em seu cenário mais promissor, ao 17% das intenções de voto no primeiro turno, um número importante, se considerarmos que falta apenas alguns meses para as eleições 2018.

O candidato do PSL é bem conhecido por ser um candidato que defende causas polêmicas, o que o torna um candidato amado por uns e odiado por outros. Bolsonaro defende a redução da maioridade penal, a presença de militares à frente de administração do Ministério da Educação e a pena de morte, sendo esta última uma de suas propostas de maior apoio popular.

Marina Silva

Agora, falando sobre a candidata do sexo feminino de mais peso a concorrer nas eleições 2018, temos Marina da Silva, que apresenta na pesquisa DataFolha, em seu cenário mais favorável, 16% das intenções de voto. A última pesquisa aponta que Marina Silva teve aumento nas intenções de votos a respeito da sua candidatura pela Rede.

Recentemente, ao participar de uma entrevista no programa Roda Viva no dia 30 de abril, Marina Silva falou sobre suas propostas. Ao ser indagada sobre como governar sem apoio parlamentar, ela citou o exemplo da ex-presidente Dilma Roussef e do atual presidente, Michel Temer, que tinham grande bancada e, mesmo assim, encontraram dificuldades. Essa entrevista foi bastante comentada e serviu para conhecer um pouco mais sobre as propostas da candidata.

Outros candidatos

Na última pesquisa Datafolha ainda aparecem nomes conhecidos pela população brasileira, como o do ex-ministro do STF, Joaquim Barbosa, que se tornou conhecido popularmente devido ao escândalo do mensalão, que ocorreu entre 2005 e 2006. Barbosa apresenta 8% das intenções de voto e é pré-candidato pelo PSB. Barbosa é seguido pelo tucano Geraldo Alckmin, ex-governador de São Paulo, que aparece com 6%. Ciro Gomes, do PDT, apresenta 5%, Álvaro Dias, do Podemos, 3%, e Manuela D’Ávila, do PCdoB, registra 2% da intenção de voto.

Na corrida presidencial de 2018 ainda poderemos contar com Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados e filiado ao DEM, e Fernando Collor de Mello, ex-presidente da República e atual senador alagoano pelo PTC. ambos aparecem com 1% das intenções de voto.

Outros nomes como os de Henrique Meirelles , Flávio Rocha, João Amoêdo, Guilherme Boulos, Paulo Rabello de Castro e Afif Domingos, não atingiram 1% na última pesquisa Datafolha.

Brancos e Nulos

No cenário de maior índice, votos brancos ou nulos somam cerca de 24%. Outros 3% preferiram não opinar sobre as eleições presidenciais.

Leia também:

9 Comentários
  1. andre Diz

    PRESIDIÁRIO LIDERANDO AS PESQUISAS? SERÁ? NÃO É POSSÍVEL, NÃO CONSIGO ACREDITAR

  2. Marcio Camargo Diz

    É uma piada essa pesquisa, totalmente fora da realidade, só vendo os números por eles lançados, tenho certeza que tem algo errado. Bolsonaro vai ser o novo presidente do Brasil, doa a quem doer.

  3. ANDREILSON GUIMARAES Diz

    Bom dia , gostaria de informar caso o jornal não saiba mas o Lula esta preso e impossibilitado de ser candidato, gostaria que nas próximas pesquisas lembrem deste fato e faça a pesquisa sem o mesmo.

    Grato

  4. Jairan Diz

    Bolsonaro neles 2018!!!

  5. Juliano Diz

    Aqui no sul é Bolsonaro….mesmo lula livre ele não hanha de Bolsonaro coloca o voto impresso ai nos vamos ver quem ganha….chama ele de corrupto….

  6. Juliano Diz

    Vc está bem mal informado em….Boa tentativa mas vai da Bolsonaro este ano……pdc….kkkk

  7. Johnatan Diz

    Nunca que Bolsonaro vai ficar atrás desse bandido desse lula

    1. robson Diz

      mas Bostanaro é um bandido enrustido de boa praça, se esse bostanaro fosse bom não tinha sido expulso do serviço militar por atentado e incitação terrorista, não teria varios processos que vem tramitando ha anos, por injuria, difamação, racismo, machismo e por outros, onde se viu ainda existir pessoas querendo arrastar votos para um cara como esse bostanaro, ditador, estupido, facista, um verdadeiro incentivador dos maus tratos a mulheres e as pessoas de cor e raças. Um cara que diz que mulher tem que ganhar menos pro trabalha menos, um cara que diz que preto não é gente, um cara que diz que indios devem acabar, um cara que diz que vai promover a cura gay e se ele tivesse tido um filho assim matava… Um cara que faz uso do cargo em paletras para difundir o ódio e a raiva contra pretos, negros, indios e os menos favorecidos… Como pode ainda ter pessoas como voce defender um id… como esse. um cara voltado ao capitalismo, onde um minoria comanda o país.

  8. FELIPE MENDONCA Diz

    OLHA, SEM QUERER CRITICAR OU DEFENDER NINGUEM, MAS A QUESTAO DE bOLSONARO DEFENDER PENA DE MORTE, HÁ EQUIVOCO NESTA INFORMAÇÃO.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Facebook
error: Conteúdo Protegido!