19.4 C
Belo Horizonte
sábado, 10 dezembro 2022

Renova Excursão

Horóscopo: 10 curiosidades para quem ama

Milhões de pessoas procuram ser orientar diariamente através do horóscopo. Esta prática já se tornou corriqueira na internet. Por isso trouxemos curiosidades sobre o tema

Traçar um paralelo entre os eventos celestes e atividades terrestres não é uma prática recente. A astrologia praticamente caminhou junto com a humanidade, chegando nos dias atuais vai vívida do que nunca, sobretudo por causa da intensa abordagem na internet. 

O que é o que na astrologia?

Para leigos, horóscopo, zodíaco, signos, astros, constelações e casas, podem ser palavras com significados confusos, dentro do contexto astrológico. Vamos solucionar esse problema abaixo, veja! 

O que é horóscopo

A palavra horóscopo foi designada para definir um cronograma que recebe as posições dos planetas e dos signos

Ele organiza em um círculo o posicionamento dos corpos celestes que se deslocam constantemente. 

Para a sociedade pós moderna o horóscopo também é compreendido como o conjunto de palavras que orienta como será o dia de cada signo. Neste caso as previsões se origina a partir da observação do horóscopo enquanto círculo. Ou seja, o astrólogo pauta sua narrativa para cada signo, considerando seus estudos filosóficos, astrológicos e de numerologia depois de observar onde cada planeta se localiza no círculo, ou horóscopo, cria do assim as previsões, que também são denominadas horóscopo. 

E Zodíaco?

O Zodíaco também é um círculo, entretanto mensura posições planetárias em graus, considerando as órbitas de Netuno, Vênus, Mercúrio, Urano, Saturno, Marte e Júpiter e os maiores orientadores são Sol e Lua

A linha imaginária do Zodíaco fica 8 graus ao Sul e ao Norte do cerco cristalino que considera o eixo Terra/Sol e Terra/Lua. 

Zodíaco é uma faixa imaginária do firmamento celeste que se estende aproximadamente a 8° ao norte e ao sul da eclíptica, a qual inclui as órbitas aparentes do Sol, da Lua e dos planetas Mercúrio, Vênus, Marte, Júpiter, Saturno, Urano e Netuno.

Tanto para a astrologia, como para a astronomia, o Zodíaco, ou seja, esse espaço de plano orbital da Terra possuí 360 graus exatos, sendo que a cada 30 graus é possível localizar o que a astronomia chama de constelação e a astrologia de signo. Então cada casa de 30 graus possui diversas constelações, entretanto a constelação mais brilhante dentro de casa um desses espaços foi a que recebeu os nomes dos signos do Zodíaco, sendo doze: Áries, Touro, Gêmeos, Câncer, Leão, Virgem, Escorpião, Libra, Sagitário, Capricórnio, Aquário e Peixes

O que são Signos?

A palavra signo tem dois significados. O primeiro deles se refere a linguagem verbal e não verbal, as visuais, está segunda que emite um sinal ou imagem de compreensão comum e social. É o caso dos semáforos, eles possuem signos (mensagens por imagens e cores) de entendimento geral, exemplificando. 

Para astrologia, os signos não estão muito distante de para o estudo da língua, pois o sentido dos signo enquanto imagem é usado para definir as doze constelações mais fortes do campo orbital da eclíptica. Que também é uma linguagem visual e interpretação do que ocorre no espaço. Para além disso, atualmente cada signo tem o seu próprio signo visual além de significado. 

Veja a imagem que representa cada signo do Zodíaco. 

Áries: nascidos entre 21 de março e 20 de abril

Áries é representado por um carneiro, que tem a ver com liderança, por isso o seu símbolo são dois chifres longo, que significa poder.

Áries. Foto: reprodução/Canva.
Áries. Foto: reprodução/Canva.

Touro – nascidos entre 21 de abril e 20 de maio

A imagem que simboliza o signo Touro é de dois chifres pequenos, que representam podem, mas um poder mais equilibrado e bem humorado.

Signo Touro. Foto: reprodução/Canva
Signo Touro. Foto: reprodução/Canva

Gêmeos – nascidos entre 21 de maio e 20 de junho

Gêmeos, que representa os irmãos Poluxx e Castor, personagens mitológicos, tem como símbolo o número dois em algarismo romano, para fazer menção aos irmãos e aos dois lados do signo.

Signo Gêmeos. Foto: reprodução/Canva
Signo Gêmeos. Foto: reprodução/Canva

Câncer: nascidos entre 21 de junho e 21 de julho

O número 69 frequentemente usado para identificar o signo de Câncer são as duas pinças do caranguejo, o animal que representa a constelação.

Signo Câncer. Foto: reprodução/Canva
Signo Câncer. Foto: reprodução/Canva

 Leão: nascidos entre 22 de julho e 22 de agosto

Como Sol como regente, o signo Leão recebeu uma imagem que remente tanto à juba do Leão, o animal que o representa, como ao círculo solar, que reafirma sua força e beleza.

Signo Leão. Foto: reprodução/Canva
Signo Leão. Foto: reprodução/Canva

Virgem: nascidos entre 23 de agosto e 22 de setembro

O mito do signo Virgem se conecta à história da deusa da agricultura. Por isso o seu desenho é constituído por uma mulher, que segura grãos colhidos de seu plantio.

Signo Virgem. Foto: reprodução/Canva
Signo Virgem. Foto: reprodução/Canva

Libra: nascidos entre 23 de setembro e 22 de outubro

Libra é o signo da harmonia, do equilíbrio e da justiça, portanto sua imagem é uma balança, que representa muito bem tais definições.

balança, desenho de Libra. Foto: Canva
balança, desenho de Libra. Foto: Canva

Escorpião: nascidos entre 23 de outubro e 21 de novembro

Diferentemente do que muitos pensam, o signo Escorpião não é representado pelo anima, e sim pela letra M, que vem de humanidade e uma seta, que é o ferrão (aguilhão), usado pelo bicho para picar ou ferir.

Símbolo de Escorpiã. Foto: reprodução/Canva
Símbolo de Escorpião. Foto: reprodução/Canva

Sagitário: nascidos entre 22 de novembro e 21 de dezembro

A seta que simboliza Sagitário possui duplo sentido. O primeiro deles é a flecha do centauro, figura mitológica que é metade humana e metade cavalo. O segundo significado para a seta se dá por uma das características do signo que é a incessante busca pelo conhecimento.

Sagitário. Foto: Canva
Sagitário. Foto: Canva

Capricórnio: nascidos entre 22 de dezembro e 20 de janeiro

O signo Capricórnio tem a cabra como simbolização. Portanto seu ícone são dois chifres com um círculo ao lado, a circunferência retrata Zeus quando era recém-nascido, visto que de acordo coma mitologia grega, o deus foi amamentado pela cabra que futuramente se tornara a constelação de Capricórnio.

Capricórnio. Foto: Canva
Capricórnio. Foto: Canva

Aquário: nascidos entre 21 de janeiro e 21 de fevereiro

As ondas aquáticas representam o desenho de Aquário. São duas ondulações que fazem menção à tranquilidade e instintividade.

Símbolo do signo Aquário. Foto: Canva
Símbolo do signo Aquário. Foto: Canva

Peixes: nascidos entre 22 de fevereiro e 20 de março

Os dois peixes são imagens usadas para definis esta constelação desde as primeiras observações astrológicas. O símbolo passou por diversas civilizações chegando intacta até a atual.

Ícone do signo Peixes. Foto: Canva
Ícone do signo Peixes. Foto: Canva

Ao longo do tempo, desde a Babilônia, os observadores dos planetas veem registrando suas explanações sobre cada signo, que tem dois lados, o da sombra e o da luz

Cada signo tem sua história mitológica e características mais marcantes. Entretanto, como é um assunto amplo e mudanças planetárias e antropológicas, o comportamento de cada uma das doze casas vai sofrendo transmutações, portanto nada é 100% definido em um signo. Embora muitos insistam em criar arquétipos para elas. 

Escorpião, por exemplo, é um signo conhecido como explosivo, entretanto, ao longo do amadurecimento do próprio signo ou constelação, tamanhas foram os eventos astrológicos que trouxeram perdas, alegrias, angústias, paz, que a “roupa” de signo evoluindo talvez não lhe sirva mais. Sim, os signos estão dentro do processo de progressão gradual, assim como seus nativos. 

E astrologia? 

Na astrologia o Zodíaco é um círculo maior que tem o horóscopo como menor. Os dois círculos se correlacionam, inclusive fisicamente o horóscopo fica dentro do Zodíaco. É um círculo dentro de outro círculo.

Mas ela não se resume ao horóscopo e nem Zodíaco. Ela condensa a relação dos planetas, os mitos astrológicos, a mitologia grega de modo mais amplo, a filosofia, história, geografia, numerologia, matemática, física, química, espiritualidade, misticismo, o sincretismo religioso, a comunicação, a política, ufa! Enfim, todos esses estudos para criar um panorama e reflexões sobre o momento em que estamos vivendo e criar tendências do que está por vir. 

Por meio da astrologia, além de um cenário geral sobre as influências das estrelas na Terra, é possível traçar perspectivas mais singulares, que diz a respeito de cada pessoa individualmente. Essa orientação é produzida através do mapa astral, que considera data e horário  que uma pessoa nasceu, as vezes os mesmos dados sobre os pais, a localidade, e história de vida.

A astrologia também é importante para ensinar os indivíduos a se conhecerem e a compreenderem melhor seus sentimentos e reações diante situações diversas da vida. Antes de mais nada, ela é um estudo de si mesmo, portanto é uma prática que pode ser realizada por qualquer pessoa que se interesse sobre o assunto.

Curiosidades para saber mais sobre horóscopo 

A prática secular que ultrapassou gerações está mais viva do que nunca. Consultar o horóscopo diário já faz parte da cultura e dia a dia de milhões de brasileiros. 

Por isso trouxemos cinco curiosidades para quem está sempre espiando o que os astros tem a fizer sobre a vida amorosa, finanças, saúde, trabalho e espiritualidade.

  • Milhares de pessoas quando erram, usa o horóscopo como desculpa para seus erros;
  • Embora seja divertido, o horóscopo não é apenas uma brincadeira. estudos sérios são realizado;
  • O horóscopo nem sempre precisa ser bom. As vezes ele vai jogar algumas verdades que não gostaríamos de ouvir na nossa cara; 
  • Horóscopo não deve ser consultado apenas para saber o futuro amoroso, financeiro, profissional e etc, seu principal objetivo é esclarecer que momento um signo está vivenciando;
  • Existe uma diversidade de horóscopos ao redor do mundo, alguns exemplos são: horóscopo chinês, horóscopo árabe, horóscopo maia, horóscopo indiano, cigano e africano.

Todos os horóscopos são confiáveis? 

Embora a astrologia não seja considerada uma ciência e sim pseudociência, nem todos os horóscopos são confiáveis. É preciso haver uma coerência entre o que se escreve e seus estudos, pois embora pareça uma brincadeira de adolescente, muitas pessoas sérias estudam bastante antes de escrever um horóscopo e divulgá-lo ao mundo. 

No Brasil, assim como em muitos países, há institutos e associações de astrólogos, formados por pessoas que dedicam suas vidas à observação dos planetas, da humildade e das mudanças de paradigmas do pensamento. 

Baseados nisso, para confirmar se um horóscopo é confiável ou não é preciso consultar a fonte, a pessoa que escreveu. Sua formação ou pelo menos o nível de engajamento ou conhecimento no assunto. 

Horóscopo diário 

O horóscopo diário expõe as tendências comportamentais de cada signo para o dia e questão. Por meio dele os nativos humanos podem se preparar para os momentos mais inusitados a fim de trabalharem suas atitudes. 

Horóscopo semanal

A semana é um ciclo de sete dias, que pode trazer fases diferentes da Lua e mudança de posição de cada signo. O horóscopo semanal visa expor o clima desse pequeno ciclo, de modo que cada pessoa se identifique no contexto. 

Horóscopo mensal 

O horóscopo mensal tem sua profundidade, porque ele demonstra um panorama de um período maior, de 28, 30 ou 31 dias, dependendo do mês.

Normalmente são tratadas questões como evolução emocional e espiritual que podem ocorrer no período de um mês. 

Horóscopo anual

Este horóscopo é muito importante pois comumente os astrólogos oferecem uma visão mais completa do que está por vir. O ciclo de 365 dias é fragmentado por situações astrológicas capazes de trazer mudanças significativas para a humanidade. 

No horóscopo anual são depositadas as expectativas para o próximo ano. Ele tem mais a ver com o que se espera que aconteça na sociedade, como evolução no sentido de convivência, ou retrocessos como uma crescente de conflitos sociais, exemplificando. 

Horóscopo amoroso

A vida sentimental é importante, afinal do que seria o mundo sem o amor? Esse amor que difere os animais dos seres humanos, por mais paradoxal que seja, é muito instintivo.

Quem nunca se apaixonou por alguém ao ponto de acreditar que um determinado encontro “estava escrito nas estrelas”? Pois bem, as chances disso acontecer é rara. Mas para quem tem fé, nada acontece por acaso, nem os amores, que aliás, mesmo que uma relação seja curta ou sem futuro, pode ensinar algo.

Por isso o horóscopo amoroso é benquisto e procurado. Muitos corações que batem forte por outros corações querem saber se estão no caminho certo e mais, além de lêem as previsões para seus signos, analisam o horóscopo da pessoa amada para conferir se está tudo dentro do que desejam. 

Outra prática comum é tentar conhecer o parceiro (a) através das características do signo. Quem nunca (risos)?

Este artigo esclarece muitas questões inerentes à astrologia que tem o horóscopo como um de seus pilares mais significativos. Ele está presente na vida das pessoas e traz esperança na evolução da humanidade, não somente espiritual, como emocional, intelectual e social. 

Você pode gostar também:

RECENTES

Veja também sobre: