TBT: Atlético 1×1 Tijuana – O surgimento de São Victor do Horto

NEWSLETTTER

RECEBA O NOSSO BOLETIM DE NOTÍCIAS DIARIAMENTE
Digite seu Nome:

Digite seu E-mail:

Escolha o tipo e/ou às localidades que você deseja receber notícias -

Destaques

Resultado da Mega-Sena 2249, Quina 5238 e outras loterias de sábado (04/04)

Aconteceu na noite deste sábado, 04 de abril de 2020, os sorteios da Mega-Sena, Dia de Sorte, Quina e...

Estudante da UFOP é encontrado sem vida e primeiro exame para Covid-19 dá negativo

O corpo de um homem de idade ainda não informada foi encontrado na noite dessa sexta-feira (4) dentro de...

Coronavírus: crianças homenageiam profissionais da saúde de Congonhas

Os profissionais de saúde de Congonhas foram surpreendidos com palavras e desenhos de gratidão de dezenas de crianças congonhenses....

Incêndio em fábrica de Ribeirão das Neves deixa uma pessoa ferida

Um senhor de idade ainda não divulgada foi vítima das chamas que atingiram a fábrica de tecido Ematex, localizada...

Vale é obrigada a retirar animais de área de barragem em Ouro Preto

Após elevação do nível 2 de emergência na mina Doutor, em Ouro Preto, ocorrida na última quarta-feira, 1º de...

Você sabe o que significa TBT? Não? TBT é a abreviação de throwback thursday, e é uma hashtag constantemente usada no Instagram. Às quintas, os usuários da rede social costumam postar fotos antigas usando #TBT, com o objetivo de recordar essas lembranças. Nesta quinta-feira (26), iremos relembrar um jogo marcante da gloriosa história da Galo.

Em 2013, o Atlético protagonizou uma heroica e histórica campanha no título da Libertadores. Então, no TBT de hoje, o Mais Minas irá relembrar o inesquecível duelo contra o Tijuana, que eternizou São Victor do Horto.

O contexto

O Galo vivia um sonho. Após fazer uma primeira fase irretocável e eliminar nas oitavas de final o tricampeão São Paulo, o alvinegro chegou às quartas de final com objetivo de se garantir entre os quatro melhores times do continente. Mas não seria fácil. Na partida de ida, contra o Tijuana, no México, o Atlético teve de buscar um empate após sair perdendo por 2 a 0. O Resultado de 2 a 2 deu certa vantagem ao time mineiro no jogo da volta, mas não garantiu nada.

O jogo

30.05.2013. 21 mil atleticanos fizeram do Independência um verdadeiro campo de batalha. Milhares de vozes em prol de um só objetivo: o título inédito da Copa Libertadores.  Contudo, o time preto e branco não estava tão afinado como outrora. A equipe não conseguiu fazer um grande jogo, como vinha acontecendo na competição. E, desta forma, o Tijuana abriu o placar, com Duvier Riascos, aos 25 minutos da etapa incial. O capitão Réver, no entanto, acalmou os ânimos dos alvinegros e empatou, apenas 15 minutos depois.

TBT: Atlético 1x1 Tijuana - O surgimento de São Victor do Horto
Réver empatou para o Galo – Créditos da foto: Bruno Cantini/Atlético

A partida seguiu, mas o Atlético não conseguiu recuperar o comando. A equipe mexicana seguiu pressionando e assustando a Massa. E a escrita seguiu até Leonardo Silva, aos 47 do segundo tempo, cometer pênalti em Márquez. O fim do sonho de conquistar a América?

São Victor do Horto

Se o Tijuana fizesse, eliminaria o Atlético e passaria à semifinal. Como o jogo estava nos segundos finais, o gol mataria o Galo, que não teria tempo para tentar reagir. Então, só um jogador poderia salvar a pele dos milhares de alvinegros espalhados pelo Brasil e pelo mundo. E lá estava ele. Victor, que há um ano havia sido contratado junto ao Grêmio, e já tinha caído na graça da torcida. Agora, todos dependiam dele, que não decepcionou. Riascos partiu para a bola para decretar o fracasso da equipe mineira. Tudo parecia perder o sentido e o fim estava próximo. Porém, como uma luz do além surgiu Victor, que se fez e consagrou São Victor. Com um pé esquerdo abençoado, o arqueiro deu um verdadeiro chutão na bola, digno de um zagueiro em jogo de campeonato. Bola pro mato. Aqui não entra. Aqui é Galo. Rumo à semifinal. O sonho continuaria vivo nos listrados corações da Massa.

TBT: Atlético 1x1 Tijuana - O surgimento de São Victor do Horto
Victor sendo celebrado pelos companheiros – Créditos da foto: Bruno Cantini/Atlético

Alívio. Emoção. Choro, como o presidente Alexandre Kalil, que não conteve as lágrimas ao ver a história ser escrita. O Galo estava lá. E, no fundo, todos sabiam que o destino havia preparado esse momento. Nada e ninguém poderia tirar o título da Libertadores das mãos dos atleticanos.

Sequência

Após isso, o Atlético eliminou o Newell’s Old Boys na semifinal e o Olímpia, na finalíssima, e levantou o tão sonhado troféu da Copa Libertadores de 2013.

Ficha técnica – Atlético 1×1 Tijuana

Local: Independência, Belo Horizonte (MG)
Data: 30 de maio de 2013 (quinta-feira)
Horário: 22h (horário de Brasília)
Escalação do Atlético: Victor, Marcos Rocha (Josué), Réver, Leonardo Silva e Richarlyson; Pierre, Leandro Donizete, Ronaldinho, Bernard (Luan), Diego Tardelli e Jô (Alecsandro). Técnico: Cuca.
Escalação do Tijuana: Saucedo; Núñez, Ortíz (Fidel Martinez), Gandolfi e Edgar Castillo; Pellerano, Fernando Arce, Pablo Aguilar e Richard Ruíz (Marquez); Moreno (Bruno Piceno) e Riascos Técnico: Antonio Mohamed
Gols: Riascos (Tjuana); Réver (Atlético)
Cartões amarelos: (Atlético-MG) Marcos Rocha, Victor (Tijuana-MEX) Gandolfi, Pellerano
Cartão vermelho: (Atlético-MG) Réver
Árbitro: Patricio Polic (CHI)
Assistentes: Juan A. Maturana e Raul Orellana (ambos do Chile)

Veja mais: Atlético 112 anos: uma história eternizada no cenário esportivo mundial

 

- Advertisement -