Temer quer ser Presidente

Por

Michel Miguel Elias Temer Lulia é o primeiro presidente na história do Brasil, que teve seu sigilo bancário quebrado. A quebra de sigilo foi autorizada pelo Supremo Tribunal Federal nos últimos dias a pedido da Polícia Federal, em processo em que Temer é investigado por assinar um decreto para favorecer empresas que atuam no Porto de Santos em São Paulo. Temer é o primeiro presidente denunciado criminalmente no exercício do cargo, duas vezes, depois do escândalo da JBS, o leitor deve se lembrar dos encontros do presidente com Joesley Batista. É também o primeiro a ser investigado por crimes anteriores ao exercício do mandato, tretas com a Odebrecht. Como bem lembrou o Nexo Jornal em matéria publicada no último dia 7. Temer também é o primeiro presidente a decretar uma Intervenção Federal. E segundo seu marqueteiro, Elsinho Mouco, Temer quer ser presidente, de novo. Só que dessa vez, a princípio, por eleição. E recentemente, o próprio Temer, assumiu que será candidato.

Temer quer ser presidente de novo. Apesar do alto índice de impopularidade  e os inúmeros escândalos de corrupção que envolvem tanto o presidente quanto seus homens de confiança. Temer ainda quer ser presidente. Mesmo com todas as medidas polêmicas envolvidas com seu nome. Se você digitar “Temer polêmicas” no buscador do Google, irão aparecer aproximadamente 1.380.000 (um milhão trezentos e oitenta mil), resultados. Apesar de aparentemente todo mundo não concordar com praticamente nenhum ato promovido por ele, Temer ainda que ser presidente, no entanto não há panelas, ou passeatas pedindo a saída do presidente. Tampouco movimentação do congresso.

Temer deve ser o primeiro Presidente, com uma autoestima tão elevada. As candidaturas serão oficializadas só em agosto, mas até lá é comum em ano eleitoral alguns políticos colocarem o nome no balcão de negociações. Essa estratégia garante benefícios no futuro. Não sei se esse é o caso da candidatura de Temer, segundo ele “seria uma covardia não ser candidato”. Na opinião deste colunista, a candidatura de Temer só vai deixar a eleição mais interessante. Até o mês de agosto ainda tem muita coisa para acontecer, 2018 só tem três meses e já tem muita coisa acontecendo, mas a caça aos votos já começou. Seguimos aguardando a cenas do próximo capítulo.

Postado em 25 de março de 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.