O que você procura?


E tudo acaba em pizza

Franciele Santana 27 de agosto de 2021 às 11:55
Tempo de leitura
2 min
Foto: Biblioteca de imagens do Canva
Foto: Biblioteca de imagens do Canva

Não são raras as vezes em que nos deparamos com manchetes políticas nos mais variados meios de comunicação alegando que algum escândalo da corrupção acabou em pizza.

Terminar em pizza significa que uma situação não foi solucionada, ou quando algo de errado foi feito e o responsável não sofreu nenhuma punição.

Essa expressão foi criada na década de 1960, quando uma série de conturbações gerou uma grave crise entre os dirigentes da Sociedade Esportiva Palmeiras; por isso, foi necessário que se realizasse uma reunião com a equipe de direção do clube, a fim de se resolver a situação crítica pela qual o time passava.

O fato é que tal reunião regrada a discussões e brigas durou mais de quatorze horas, o que deixou famintos os cartolas palmeirenses; por isso, eles resolveram fazer uma pausa para ir a uma pizzaria próxima ao local da reunião, onde pediram 18 pizzas grandes, chopp e vinho. Porém, após esse momento todos seguiram para suas casas, em vez de retomarem o debate; o que deu a entender que haviam chegado a um acordo. Foi então que o jornalista esportivo chamado Milton Peruzzi, funcionário da Gazeta Esportiva, noticiou o ocorrido utilizando a seguinte manchete: “Crise do Palmeiras termina em pizza” e assim essa expressão se popularizou, sendo utilizada até os dias de hoje, para apresentar uma situação não concluída e principalmente para caracterizar escândalos políticos que nunca são punidos, sobretudo no Brasil. 

Muitas expressões populares como essa envolvem o tema alimentar, o que mostra que a comida faz parte de inúmeras situações cotidianas, visto que embora nem tudo sempre termine em pizza, muitas histórias se iniciam em torno de alguma refeição ou têm seus rumos modificados por algum alimento.

* Esse texto é um artigo de opinião do colunista e pode não representar à posição do portal Mais Minas sobre o assunto.