Ultimate magazine theme for WordPress.

Campus Ouro Preto se posiciona contra o retorno presencial das atividades, proposto pelo IFMG

Na última semana, o Instituto Federal de Minas Gerais (IFMG) divulgou em seu site oficial que iniciou a preparação para o retorno das atividades presenciais, podendo ocorrer neste segundo semestre. Segundo o comunicado, a ação é pensada por conta do avanço da vacinação em diversos grupos prioritários, incluindo os trabalhadores da educação, e a tendência de queda nos índices da pandemia.

O Instituto informou que itens necessários para adaptar os espaços físicos às normas sanitárias já estão sendo comprados para receberem os servidores e alunos. “Processos licitatórios estão sendo realizados com o objetivo de equipar as unidades. Foi feita a aquisição de insumos, que serão usados na higienização de ambientes, como o álcool 70%, dispensers e frascos. Também serão adquiridos termômetros clínicos para medir a temperatura das pessoas que acessarem as dependências do IFMG, além de máscaras e protetores faciais, que serão distribuídos aos servidores e colaboradores. Salas e espaços de convivência receberão cartazes de sinalização com orientações sobre o protocolo sanitário”, diz o comunicado.

Campanha Unimed

O retorno de cada uma das 71 unidades ocorrerá conforme critérios definidos na portaria, que levarão em conta decretos municipais, avaliação interna das unidades e orientações do poder público para retomada de atividades presenciais nas instituições de ensino.

Ainda não há datas definidas, mas a expectativa é de que a retomada seja feita de forma gradativa, com restrição do número de pessoas, em conformidade com os indicadores epidemiológicos. Para frequentar as unidades, será obrigatório o uso de máscaras, a higienização das mãos e o distanciamento social.

Quanto ao retorno presencial das aulas e demais atividades pedagógicas, como pesquisa e projeto de extensão, será retorno de cada unidade ocorrerá conforme critérios definidos na portaria, que levarão em conta decretos municipais, avaliação interna das unidades e orientações do poder público para retomada de atividades presenciais nas instituições de ensino.

LEIA MAIS:  Relação de vagas do Sine Congonhas de quarta-feira (21/07)

Posicionamento do Campus Ouro Preto

O campus Ouro Preto se posicionou de forma contrária ao retorno das atividades presenciais no instituto. Através de uma nota, O IFMG ouro-pretano disse que sua direção-geral planeja para que suas atividades acadêmicas e administrativas aconteçam de forma remota, no mínimo, até o fim do primeiro semestre letivo de 2021, previsto para ser finalizado no dia 23 de dezembro de 2021.

Segundo o campus Ouro Preto, ainda não é seguro para ter o retorno presencial das atividades. Inclusive, foi feita uma audiência pública no dia 23 de junho com as entidades e instituições envolvidas no cenário educacional e de saúde do município e foi um consenso unânime entender que ainda é um momento delicado da pandemia no país e no estado, incluindo a cidade Patrimônio Mundial da Humanidade.

Desde fevereiro, Ouro Preto varia entre 90% a 100% a taxa de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O campus ouro-pretano também ressaltou que 50% dos óbitos na cidade ocorreram nos últimos quatro meses e que apenas 14% da população adulta está completamente imunizada contra a Covid-19. “É importante e imprescindível o acompanhamento do programa nacional de vacinação, bem como o cenário da pandemia no estado de Minas Gerais e nas microrregiões de onde é oriundo nosso corpo discente, docente e técnico administrativo”, diz o comunicado.

Por fim, o campus Ouro Preto manifestou a sua solidariedade aos servidores, alunos e às comunidades de instituições de ensino, das redes pública e privada, das esferas municipais, estaduais e federais atingidas pelas consequências das decisões institucionais que levem ao retorno das atividades presenciais em um cenário sanitário “tão desfavorável”.

LEIA MAIS:  Atlético mantém tabu contra argentinos em BH e está 100% em pênaltis na Libertadores

Leia a nota da Direção-Geral do IFMG Campus Ouro Preto na íntegra:

“A Reitoria do Instituto Federal de Minas Gerais publicou ontem, em seu site oficial, uma nota informando que prepara um plano de retorno presencial das atividades. Segundo a nota, estão sendo preparadas uma portaria e uma instrução normativa, com diretrizes gerais para as unidades, que poderão retornar ainda no segundo semestre.

A direção-geral do IFMG do campus Ouro Preto comunica a toda a comunidade escolar que está planejando suas atividades acadêmicas e administrativas para acontecerem de forma remota, no mínimo, durante todo o primeiro semestre letivo de 2021, previsto para ser finalizado em 23 de dezembro de 2021.

Esta decisão está em consonância com o Decreto Municipal 6.129, de 2 de julho de 2021, que mantém suspensas as aulas presenciais em todos os segmentos de ensino, e com discussões realizadas com a comunidade escolar, grupos de trabalho e comitês criados especificamente para o enfrentamento à pandemia.

Entendemos que, apesar de todas as dificuldades e desafios desta forma de garantir o direito à Educação às nossas alunas e alunos, o momento ainda não é seguro para um retorno presencial. Em audiência pública, realizada em 23 de junho de 2021, as entidades e instituições envolvidas no cenário educacional e de saúde do município foram unânimes em entender que ainda vivemos um momento delicado da pandemia no país, no estado e, principalmente, na cidade de Ouro Preto. Nosso município, desde fevereiro de 2021 tem variações de 90% a 100% de ocupação dos leitos de UTI (que atende a microrregião dos Inconfidentes) e, cerca de 50% dos óbitos estão concentrados nos últimos 4 meses, o que materializa a realidade local. Ressalta-se ainda que, até o momento, somente 14% da população adulta está completamente imunizada contra a Covid 19. É importante e imprescindível o acompanhamento do programa nacional de vacinação, bem como o cenário da pandemia no estado de Minas Gerais e nas microrregiões de onde é oriundo nosso corpo discente, docente e técnico administrativo.

A normatização para o retorno presencial é fundamental, mas sem a garantia de ampla imunização das comunidades escolares como um requisito mínimo, não tem o respaldo da direção-geral do campus, sendo necessário, neste momento, que nos posicionemos contrariamente a este retorno, fazendo uso da autonomia do campus e reforçando o compromisso com a saúde e o bem-estar de nossos servidores, alunos e das comunidades nas quais estamos inseridos.

Manifestamos a nossa solidariedade aos servidores, alunos e às comunidades de instituições de ensino, das redes pública e privada, das esferas municipais, estaduais e federais atingidas pelas consequências de decisões institucionais que levem ao retorno das atividades presenciais em um cenário de saúde coletiva tão desfavorável, e reforçamos a necessidade do diálogo com todos os setores envolvidos no combate à pandemia da COVID-19 para que tenhamos um futuro retorno seguro”.

LEIA MAIS:  Após cinco anos de parcelamento, servidores de Minas receberão salários de forma integral

Inscreva-se para RECEBER diariamente uma lista com as nossas principais notícias. É GRATUITO!

Não enviamos spam! Leia nossa política de privacidade para mais detalhes.

COMENTÁRIOS