Atlético passa por “prova de fogo” na estreia do Brasileirão 2020

Um dos jogos de estreia do Brasileirão 2020 é um dos mais aguardados do campeonato nacional e gera grande expectativa dos amantes do futebol, independente pra qual time se torce. Flamengo e Atlético fazem hoje, no Maracanã, suas estreias no Campeonato Brasileiro com ambos vivendo momentos bem curiosos.

O time carioca terá à beira do campo um novo treinador após a passagem avassaladora de Jorge Jesus, que trocou o rubro-negro pelo Benfica após o término do Cariocão. Para ocupar o lugar do “Mister”, a diretoria do time de maior torcida do Brasil optou por contratar o espanhol Domènec Torrent, assistente técnico do renomado treinador Pep Guardiola no Barcelona, Bayern de Munique e Manchester City. Ou seja, o novo técnico rubro-negra chega com uma forte passagem pelo futebol europeu de alto nível e trabalhando com um técnico que preza pelo jogo pra frente, ofensivo. 

Apesar de chegar com status no Brasil, Domènec terá seu trabalho muito facilitado pelo time deixado pelas mãos do exigente Jorge Jesus, que levantou seis taças em sua rápida passagem pelo Rio de Janeiro.

Do outro lado do campo, o Atlético passa por uma grande reformulação técnica e de elenco. Com a contratação do técnico argentino Jorge Sampaoli, vice-campeão brasileiro de 2019 pelo Santos, que apesar de não ter tido uma grande equipe ao seu dispor, em termos de elenco, fez um trabalho extraordinário no time da Vila. Pensando no estilo de jogo bem ofensivo e investindo alto em Sampaoli, que é um técnico “caro” para o futebol brasileiro, o Atlético trouxe nomes de jogadores de peso, investindo quase R$ 120 milhões em reforços, com o aporte financeiro de Rubens Menin, empresário parceiro do clube.

Keno (ex-Palmeiras), Guilherme Arana (ex-Corinthians), Léo Sena (Goiás), Allan (ex-Fluminense), Marrony (ex-Vasco) e Junior Alonso (ex-Boca Juniors) são alguns dos nomes do vasto leque de contratações realizadas pelo Galo no ano de 2020, sendo a maioria dos nomes pedidos pelo técnico, que só terá o Campeonato Brasileiro e o fim do campeonato estadual para disputar, já que, antes da sua chegada, o Atlético foi eliminado pelo modesto time do Afogados pela Copa do Brasil e pelo Unión Santa Fe pela Copa Sul-americana.

A campanha de Sampaoli pelo Santos em 2019 e o alto investimento do Atlético em jogadores colocaram o time mineiro na mídia como um dos favoritos à fazer frente ao Flamengo pela disputa do título do Campeonato Brasileiro, taça que o Atlético não levanta desde 1971. Para muitos profissionais da imprensa, o Atlético hoje é visto como a segunda força do futebol brasileiro, atrás apenas do atual campeão, que, apesar de ter se reforçado ainda mais, terá que provar a continuação do bom trabalho de Jorge Jesus agora com um novo treinador.

Para a partida deste domingo, que ocorre às 16h, no Rio de Janeiro, transmitida pela Globo Minas, SporTV e canais Première, o Flamengo deve ser escalado com o que tem de melhor:

Provável escalação do Flamengo: Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio, Léo Pereira e Filipe Luís; Arão, Gerson, Everton Ribeiro e Arrascaeta; Bruno Henrique e Gabigol.

O Atlético, que terá Sampaoli no sexto comando do time desde a sua chegada, deve iniciar a partida com o recém contratado lateral Mariano.

Provável escalação do Atlético: Rafael; Mariano (Guga), Réver, Júnior Alonso e Arana; Alan Franco (Jair), Allan, Savarino, Nathan e Keno; Marrony.

O jogo téra como árbitro o paulista Raphael Claus, e os assistentes Daniel Paulo Ziolli e Anderson José de Moraes Coelho (todos CBF-SP).