Take a fresh look at your lifestyle.

Heley de Abreu, professora de Janaúba, é esquecida pela cerimônia da Medalha da Inconfidência

5

Na tragédia da Creche Gente Inocente, em 05 de outubro de 2017, estava a pedagoga Heley de Abreu Silva Batista, que morreu após tirar crianças do salão em chamas e lutar contra o vigilante Damião Soares dos Santos, homem que ateou fogo na creche.

Na ocasião, testemunhas afirmaram que Heley, enquanto tentava socorrer as crianças, percebeu que o vigilante retornou ao local com mais combustível, e assim tentou impedi-lo.

“Pelo que falaram, ele disse: ‘Se não quiser que as crianças morram, então vai morrer eu e você’. Depois, segurou ela e os dois queimaram”, disse a professora Doralice de Abreu, de 65 anos.

Heley era pedagoga, tinha 43 anos, deixou três filhos, um bebê de um ano e dois adolescentes, além do marido…

Quem são nossos heróis? aonde estão?

Neste 21 de abril se comemora o dia de Tiradentes. Em Ouro Preto, o Governo de Minas realiza a cerimônia da Medalha da Inconfidência, homenageando dezenas de personalidades, dentre eles artistas, ativistas, políticos e militantes, e nenhuma delas é Heley de Abreu Silva Batista, conforme consta na lista de agraciados pela cerimônia.

Em outubro do ano passado, fizemos uma matéria questionando se em 06 meses “O Brasil” iria se lembrar de Heley. Será que você que esta lendo estas linhas se lembrava?

Heley honrou ainda mais o oficio de Professor, e apesar da covardia cometida por Damião Soares, o sacrifício de Heley me fez acreditar que há boas pessoas neste mundo, pessoas de coração nobre, que realmente nos inspiram.

Heley de Abreu se dedicava com amor e afinco a um dos mais nobres dos oficios, cuidar de nosso bem maior, do futuro de nosso País, cuidar das nossas crianças. E cuidava com tanto amor que sacrificou sua vida tentando salvá-las.

Minha Heroína é Brasileira, Heley de Abreu Silva Batista – Professora de Janaúba

Leia também:

Comentários

Facebook
error: Conteúdo Protegido!