Assim que se iniciam as estações mais quentes do ano a procura por atividades aquáticas aumenta consideravelmente. Com isso, é comum o desejo de se passar o maior tempo possível tomando banho de piscina, rios, mares, etc., e assim surgem as recomendações de se evitar praticar tais atividades após as refeições, com o alerta de que essa prática pode ocasionar desconfortos que podem resultar até mesmo em morte por afogamento.

Esse clássico da sabedoria popular se embasa no fato de que para que o processo de digestão ocorra normalmente é necessário que o estômago receba fluxo sanguíneo; caso o indivíduo venha a praticar qualquer atividade física, como por exemplo a natação, logo após ter se alimentado, o organismo priorizará a distribuição de sangue para os músculos, fazendo com que haja um desequilíbrio no desenvolvimento das funções, pois  o sistema digestório e o trabalho muscular estarão competindo pelo maior fornecimento de sangue, o que pode resultar em desconforto gástrico, refluxo e até vômitos.

É importante que após as refeições sejam aguardados pelo menos 40 minutos antes de entrar na água fria, pois o nosso corpo pode, ainda, sofrer um choque térmico o qual pode prejudicar o processo de digestão, pois o fluxo sanguíneo vai deixar de ir para o estômago, para atuar na pele a fim de manter o controle de temperatura corporal. É importante lembrar que o choque térmico é classificado como uma causa de afogamento.

Em geral, alimentos mais pesados e que necessitam de uma digestão mais demorada, como feijoada, macarronada e churrasco, podem gerar uma série de desconfortos, sendo assim, o mais indicado é alimentar-se com frequência de comidas mais leves, ricas em carboidratos simples e menos gordurosas, como saladas, grelhados, frutas, etc., pois esses alimentos vão fornecer energia para o corpo sem gerar sobrecarga de funções.

Além do mais, é imprescindível que o consumo de álcool e outras drogas seja evitado, pois estes podem prejudicar gravemente nossa capacidade física e de julgamento, aumentando o risco de afogamento.

É essencial manter sempre em mente a certeza de que após a alimentação é indispensável que se aguarde um determinado período antes de entrar na água ou realizar qualquer outro tipo de atividade física intensa, bem como evitar o consumo de bebidas alcoólicas de forma indiscriminada, pois a prevenção será sempre a opção mais fácil e eficiente quando se trata de saúde, da mesma forma que sobrecarregar nosso organismo nunca será uma alternativa muito sensata e saudável.

Leia também: Hortaliças cruas ou cozidas? Qual a melhor opção?

Comentários do Facebook
COMPARTILHAR