AtléticoEsporteFutebol

No Mineirão, Atlético perde para o Cerro Porteño, e sai de campo vaiado pela sua torcida

Atlético joga mal, e na estreia da fase de grupos, é derrotado para os paraguaios em casa

Em sua estreia fase de grupos da Libertadores, Atlético joga mal, demonstra pouco poder ofensivo, e é derrotado pelo Cerro Porteño por 1 a 0, no Mineirão. Deixando o campo vaiado pela torcida alvinegra.

Melhores momentos do jogo

Para essa partida, válida pela primeira rodada da fase de grupos da Copa Libertadores, os times atuaram com as seguintes formações:

Atlético – Victor; Patric, Réver, Igor Rabello, Fábio Santos, Adilson (Vinicius), Jair (Nathan), Elias (Chará), Luan, Cazares e Ricardo Oliveira.

Técnico: Levir Culpi.

 

Cerro Porteño – Juan Carrizo; Candía, Escobar, Amorebieta, Arzamendia, Aguilar, Villasanti, Óscar Ruíz, Fede Carrizo (Espínola), Nelson Valdez (Diego Churín) e Larrivey (Hernán Novick).

Técnico: Fernando Jubero.

Primeiro tempo – No primeiro minuto, Elias apareceu livre na área para fazer o chute, mas a bola acabou saindo fraca, facilitando o corte para a defesa do Cerro Porteño. Logo no minto seguinte, os paraguaios responderam com um bom chute de Nelson Haedo, de perna esquerda, que levou muito perigo ao gol defendido por Victor.

Com 10 minutos, Cazares bateu de longe, e a bola, depois de um desvio, acertou a trave. Na sobra, Ricardo Oliveira fez o chute, mas a bola desviou novamente e saiu para a linha de fundo. Aos 36 minutos, Jair deu um passe errado para Adilson, que, desequilibrado,  escorregou no gramado. Deste modo, a bola sobrou para Haedo Valdez, que bateu de longe, na tentativa de encobrir Victor, mas, para sorte do alvinegra, a bola acabou saindo diretamente para fora.

Aos 40 minutos, Cazares fez bom lançamento para Ricardo Oliveira, e correu para receber o passe de volta do artilheiro alvinegro. O camisa 10 recebe a redonda e pegou de primeira, mandando uma bomba em direção ao gol, mas a bola saiu para fora, tirando tinta da trave esquerda. Três minutos depois, Luan chutou de fora da área, mas o goleiro Carrizo conseguiu fazer a defesa. No rebote, Cazares quase ficou com a sobra, mas o arqueiro saiu do gol para, em definitivo, segurar a redonda.

A partida seguiu e, com três minutos de acréscimos, o juiz apitou fim da primeira etapa aos 46 minutos marcados.

Segundo tempo –  Para a segunda etapa, as equipes voltaram com as mesmas formações. No entanto, a expectativa era de que o Atlético voltasse com mais poder ofensivo, uma vez que o time não havia conseguido criar muitos lances de perigo na etapa inicial de partida. Com 6 minutos, Rever foi advertido com cartão amarelo, por falta em Nelson Haedo Valdez.

Aos 14 minutos, Elias saiu para a entrada de Yimmi Chará, na primeira substituição do Atlético. Dois minutos depois, Cazares recebeu bom passe na entrada da área, driblou Aguilar e bateu com muita categoria. O goleiro Carrizo ficou imóvel, observando a bola passar com muito perigo, próxima ao ângulo esquerdo do gol. Com 29 minutos, Jair saiu para entrada de Nathan, e, dois minutos depois, Adilson foi amarelado por falta em Novick, no meio de campo. Esse foi o terceiro cartão amarelo do volante, que vai desfalcar o time na próxima partida, diante do Nacional.

A bola voltou a rolar, com o Atlético ainda pouco inspirado, especialmente no setor ofensivo. E assim, com 32 minutos, Ruíz fez bom cruzamento para Churín, que entrou no segundo tempo e, impedido, invadiu a área para escorar a redonda para o fundo da rede, fazendo 1 a 0 no Mineirão. Sete minutos depois, Adilson foi substituído por Vinícius, no meio-campo do Galo.

Com 41 minutos, Luan encontrou Fábio Santos livre na área. O lateral chutou forte, no canto, mas Carrizo fez uma linda defesa para impedir o empate alvinegro.  A partida seguiu, e assim, com 5 minutos de acréscimos, o juiz apitou pela última vez no Mineirão aos 50 minutos. Placar final: Atlético 0, Cerro Porteño 1.

Com a derrota, o time, que não fez uma boa partida, saiu vaiado pelos quase 39 mil torcedores que estiveram no Mineirão.

 

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO 0 x 1 CERRO PORTEÑO (PAR)

Motivo: 1ª rodada do Grupo E da Copa Conmebol Libertadores

Data: 06/03/2019

Hora: 19h15

Estádio: Mineirão

Cidade: Belo Horizonte (MG)

Gol: Diego Churín (32’/2ºT)

Público: 38.736

Renda: R$1.738.540,00

Árbitro: Mauro Vigliano (ARG)

Auxiliares: Hernan Maidana (ARG) e Gabriel Chade (ARG)

4º Árbitro: Fernando Espinoza (ARG)

Assessor de Árbitros: Dario Ubriaco (URU)

Cartões amarelos: Réver, Adilson (Atlético)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios