O que você procura?


Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item
Story Item

Seria meu sonho?

Franciele Santana 11 de novembro de 2021 às 20:47
Tempo de leitura
2 min
Foto: Canva
Foto: Canva
Nutricionista, natural de Ouro Preto/MG, e uma admiradora da arte da escrita, almejo proporcionar saúde compartilhando meus conhecimentos de modo a agregar melhorias na vida do maior número de pessoas possível.

Além da alimentação, um sono de qualidade também tem grande importância para a nossa saúde. A alimentação está diretamente ligada à qualidade dos nossos sonhos, pois conforme a quantidade e a classe do alimento ingerido no período noturno pode-se ter um maior ou menor relaxamento mental.

Os sonhos podem acontecer em diferentes fases do sono, porém, os mais profundos geralmente ocorrem durante o sono REM (do inglês rapid eye movement), que como o próprio nome diz, consiste em um sono caracterizado pelo movimento rápido dos olhos. Nesse momento, o cérebro se encontra altamente ativo, com alto funcionamento de ondas cerebrais e consumo de energia, ocorre também um completo relaxamento dos músculos do corpo, a fim de evitar que tenhamos movimentos e outros comportamentos motores enquanto dormimos e sonhamos. 

Bebidas alcoólicas podem fazer com o que o nosso corpo não atinja o sono REM, o que contribui para a ocorrência de pesadelos. Além disso, dormir com fome pode causar um sono diferente dos padrões normais devido à baixa de açúcar no sangue.


Em condições normais, o nosso corpo esfria até dois graus quando atingimos o auge do sono. Esse processo nos ajuda a descansar melhor e a poupar energia. Desse modo, o excesso de calor é capaz de criar elementos desconfortáveis durante o sono REM. Diante disso, recomenda-se evitar o consumo de alimentos gordurosos como queijos e carnes, pois a digestão destes gasta muita energia, fazendo com que nossa temperatura aumente, o que destrói o ciclo do sono, podendo causar um sono mais agitado.

Como a ingestão alimentar envia sinais ao cérebro para que ele fique ativo, o ideal é não exagerar na última refeição antes de dormir, evitando grandes quantidades de gordura, proteína ou açúcar. Certifique-se de aguardar um tempo antes de se deitar para permitir que a digestão ocorra.

Evite dormir com fome ou sob efeito do álcool. Faça refeições leves antes de dormir e assim garanta um sono mais agradável e sonhos mais tranquilos, proporcionando assim um verdadeiro descanso físico e mental.

* Esse texto é um artigo de opinião do colunista e pode não representar à posição do portal Mais Minas sobre o assunto.

ATENÇÃO: Ao copiar uma matéria do Mais Minas, ou parte dela, não se esqueça de incluir o link para a notícia original.